Google+ Badge

domingo, 19 de agosto de 2012

OLHAR

ESPAÇO BICO DE PENA Blog Palavra Livre



Os olhos noctâmbulos, olham
Mas não tem paragens...
Perambulam e não repousam
São olhos de tempestades

Os olhos olham noctâmbulos
Infelizes e narcotizados
São sonâmbulos, sonâmbulos...
Olhos pesarosos, cansados

E assim, os olhos torturados
Adoecem, das retinas saem pus
São solitários e molhados
De lágrimas, olhos sem luz

Davis Sena Filho — 02/01/1983

Um comentário:

Temístocles de Sousa disse...

Foi a coisa mais profunsa que eu li em minha vida.