Google+ Badge

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O FLA X FLU EM TORNO DE NELSON

Por Davis Sena FilhoBlog Palavra Livre

NELSON E ZICO: O FLA X FLU EM SUA PRÓPRIA LEGENDA
 
Nelson Rodrigues era torcedor do Tricolor das Laranjeiras — o Fluminense Football Club. Retifico. Nelson não era torcedor do Flu. Ainda o é, porque o talentoso escritor e dramaturgo — o maior jornalista do Brasil de todos os tempos — é o próprio Sobrenatural de Almeida. O escritor completaria este ano 100 anos.

Nascido em 23 de agosto de 1912, em Recife, Nelson Rodrigues se mudou com sua família ainda menino para o Rio de Janeiro, transformando-se na própria alma carioca. Nelson é irmão do também grande jornalista e escritor, o rubro-negro Mário Filho, fundador do Jornal dos Sports o Cor-de-Rosa. Mário Filho é o nome oficial do Estádio do Maracanã.

Nelson Rodrigues, apesar de ser torcedor do Fluminense, tinha uma indiscutível admiração pelo Clube de Regatas do Flamengo, o qual quase sempre citava em suas crônicas, bem como tinha enorme percepção do que o Flamengo representa como o maior clube de massa do Brasil. Afinal, o Rubro-Negro é fruto de uma dissidência de jogadores do Fluminense que se abrigaram no Flamengo de Regatas e fundaram o Flamengo de Futebol.

O jornalista, apesar de sua sabedoria e compreensão da divisão do futebol do Fluminense e o surgimento do Flamengo para o futebol, causa-me a impressão de ele ficar sempre inquieto ou irrequieto com tal acontecimento, que tornou os dois clubes ainda mais especiais, no que é relativo às suas identidades e principalmente no que é tocante à rivalidade.

Quando se enfrentam, a luta pela bola é áspera, dura, suada e cortante. É o se doar pela vitória e nunca esmorecer. Não há trégua, e muito menos o sentimento de piedade entre ambos, porque gladiadores gigantes se respeitam, e a dor da pena não cabe no orgulho e na honra de quem veste o Manto Sagrado e o Pavilhão Tricolor.

O Fluminense, na minha opinião, não é o pai do Flamengo. O Fluminense é o irmão mais velho do Flamengo, o que gerou as siglas Fla X Flu, a mais charmosa e cujo som ao ser pronunciado é tão suave aos ouvidos como o mel bebido, mas inversamente cruel e amargo aos corações dos torcedores que viram seu time perder uma peleja no campo para seu irmão, de preferência, aos vencedores, no Maracanã.

Sempre quando sou testemunha de uma partida entre o Fla X Flu sei que sou partícipe de uma batalha campal incomum, porque o que está em jogo não é meramente a vitória. Desditoso e equivocado o torcedor que pensa assim. Ele não conhece e não sabe das chuteiras imortais que batalharam neste plano, e que transformaram o que já é épico em eternidade. O Fla X Flu não se vence, porém, imortaliza-se e transforma os torcedores nas veias que pulsam, intermitentemente, para bater seus corações.
 

6 comentários:

Anônimo disse...

Os dois se merecem, Fla e Flu. Insuportaveis. Esse eh um classico do passado, completamente sem graca para quem nasceu da decada de 60 para ca. Mas curiosamente o Flamengo tem orgulho de ter comecado a jogar futebol com jogadores do Flu, o Flu tem mais orgulho ainda de ter dado nascimento ao que viria ser o Imperio do Mal atraves de uma dissidencia nas suas fileiras. Vai explicar. So Freud...
Leonardo Rocha

Anônimo disse...

Tem mais, um adendo apenas: ateh esteticamente o classico estah descaracterizado. Depois que a FIFA impos a regra draconiana de que nao so as camisas, mas tambem os calcoes e meias tem que ser totalmente diferentes, ou o Fla joga com o short preto ou o Flu joga de grena (cor bonita, nao?). Melhor ficar no Fla-Flu das bolas na Lagoa mesmo...
Leonardo Rocha

Davis Sena Filho disse...

Zé Leonardo Rocha, botafoguense chorão...

Marcelo Migliaccio disse...

O nosso Leonardo, ao que parece, está com dor de cotovelo, porque tudo é Fla-Flu, o resto, paisagem.

Anônimo disse...

Davis, gostaria muito que, com o requinte que poucos como voce possuem, comentasse a eleição a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro e um pouco da babaquisse que a globo fez com o candidato Marcelo Freixo no rjtv fazendo acusação dando apenas 20 segundos de resposta para direito de defesa ao final da entrevista. Abraço, Artur

Tadeu Marques disse...

Davis, boa tarde.

O texto esta coerente com a história e grandeza do FLA x FLU

Tadeu