Google+ Badge

sábado, 27 de outubro de 2012

NA VIDA



ESPAÇO BICO DE PENA — Blog Palavra Livre 


  01/09/1994
Olho para o sol e não o vejo.
O sol não me ilumina.
Respiro fundo, busco o vento,
Voo no meu carro, à gasolina.
Penso nos amores passados.
Também nos fracassos.
E em todas as minhas despedidas.
Olho a paisagem da longa estrada.
Ela é tão bonita ...

Piso no acelerador, e corro.
Acendo um cigarro, e me exponho.
Penso na vida.
Angustiado, dirijo-me ao apartamento.
Ouvir música e beber qualquer bebida.
Depois dormir  sabendo que  meu unguento
É viver só de partida.

Davis Sena Filho

Um comentário:

Anônimo disse...

Belamente melancólico e, parodoxalmente, coerente com a nossa sina existencial: todos viemos, sem exceções, para partir. Vivemos para partir, ainda que com... ou entre o mel e o fel, as paredes e pontes, os sins e nãos. Viver... diria este reles poetastro, com modéstia e gaiatice: é preparar-se para a inexorável e definitiva saída de cena, mas sem sair do Blog do Sena, até que se apaguem os refletores.
Abraço
Marcos Lúcio