Google+ Badge

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

SÁ MARINA (Wilson Simonal)

Descendo a rua da ladeira
Só quem viu, que pode contar
Cheirando a flor de laranjeira
Sá Marina vem pra dançar...

De saia branca costumeira
Gira ao sol, que parou pra olhar
Com seu jeitinho tão faceira
Fez o povo inteiro cantar...

Roda pela vida afora
E põe pra fora esta alegria
Dança que amanhece o dia
Pra se cantar
 
Gira, que essa gente aflita
Se agita e segue no seu passo
Mostra toda essa poesia do olhar
Huuuuuuummmm!...

Deixando versos na partida
E só cantigas pra se cantar
Naquela tarde de domingo
Fez o povo inteiro chorar
 
E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar...

Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!

Oh!
 
Deixando versos na partida
E só cantigas pra se cantar
Naquela tarde de domingo
Fez o povo inteiro chorar
 
E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar...

Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!

E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar
E fez o povo inteiro chorar...

8 comentários:

Marcelo Migliaccio disse...

Grande música, grande cantor!

Anônimo disse...

Ora, Davis, consta que esse indivíduo, Simonal, foi colaborador de órgão de repressão. Que torturou , junto com policiais, o seu contator por conta de uma reclamação trabalhista da vítima.Todavia, é possível que você não tenha tomado conhecimento de fato já tão divulgado.Um jornalista, colega seu,também encontrou recentemente em arquivo documentos do SIEx(serviço de informações do exército) o nome do "cantor" Simonal relacionado como "colaborador" de órgão de repressão. Simonal, Davis de há muito é desprezado por atividade de alcaguetagem(dedo duro) e acusação de tortura.

Davis Sena Filho disse...

Parece, Anônimo, que você descobriu a pólvora ou o sal que tempera a comida. Ouça a bela voz e a música e a letra dos autores que não tiveram nada com os fatos que você se reporta, e que na verdade nunca foram totalmente comprovados. Esta música é belíssima e me leva de volta ao final de minha infância, no Rio de Janeiro, em uma Copacabana de mar e cheiro de maresia. Só isto, Anônimo, e nada mais...

Anônimo disse...

Senhor Davis Sena, a resposta pueril, açodada, que dá ao meu comentário é reveladora.O senhor está num espaço de mídia que se apresenta falsamente como progressista.O senhor é um blefe.Saiba que me utilizei de uma das oito opçoes que o seu blog disponibiliza para os comentadores.Não sou um anônimo.Não sou covarde.Anônimo é o senhor que se identifica falsamente à esquerda.Senhor Davis,o que comprova o ato de tortura é o depoimento do sobrevivente da tortura.É essa voz que comprova totalmente a tortura.Não a voz do torturador.A Comissão da Verdade, afinal instalada no Governo da Presidente Dilma tem ouvido a voz dos torturados.Quando o senhor tendenciosamente fala em "verdade nunca totalmente comprovada" repete argumento de torturadores. Que espera, senhor Davis, relatos assinados pelos torturadores, vídeos?Na área da informação(rádio, mídia) há comprovação assinada pelos alcaguetes da Rádio Nacional?Repudio o senhor. Já lhe defendi,publicamente, quando foi demitido de forma vil daquele JB falido. Mas defender torturador é vil...Tenhos os pés no chão, piso e vou fazendo a história com o meu povo no campo da esquerda, com a minha contribuição; a minha praxis.A luta que travo é de classe. A tua, senhor Davis, é diversionista,quer cotas, privilégios, não é democrática.O Movimento burguês étnico,percebe-se, lhe toca mais fundo.Vá ouvindo o seu lá, lá, lá,lá, lá,e adorando a voz do afrotorturador.Ouvindo a sua vitrola sob a exalação fedorenta de um mar morto.Vade retro!

Anônimo disse...

Davis Sena Filho NUNCA MAIS.

Davis Sena Filho disse...

Deixe de besteira, rapaz. Apenas pus uma música que eu acho bonita e gosto. Suas palavras à minha pessoa são ridículas e para mim não tem importância e significância. A única coisa boa disso tudo é que vocâ não vai mais ler os meus textos, conforme suas palavras injustas, delirantes e com conotações perversas. Você é um anônimo e por isto está sempre em uma condição de conforto, inclusive para me dizer o que, terminantemente, eu não sou. E eu publico suas palavras injustificáveis e sem conhecimento da integridade moral de quem você ataca e da minha luta em prol da democracia e de combate aos preconceitos e as pessoas poderosas que não querem um país para todos. Não preciso de sua defesa no que concerne ao JB. Era, segundo os números do próprio JB, o blogueiro mais lido do jornal. Fui vítima de preconceito ideológico e de censura ao livre pensamento e fui afastado, fato muito relevante porque comprovou o que sempre disse desde recém formado: a imprensa é conservadora, tem lado, é ideológica, mente e censura. Como você vê, o JB foi muito útil para a minha vida e, certamente, vou escrever e publicar o que quiser, apesar das palavras injustas do Anônimo, que, por ser anônimo, está sempre em uma condiação de conforto para dizer o que quer e acusar a quem quiser, mesmo se for o Davis. Você não visitar o meu blog vai ser muito bom para você. Sugiro-lhe os blogs do Reinaldo Azevedo, do Ricardo Noblat e do Augusto Nunes que são mais compatíveis à sua pessoa que deturpa e distorce os fatos e as realidades (é o meu caso) tal qual a imprensa comercial e privada (privada nos dois sentidos, tá?).

Davis disse...

Você é de direita. Não venha com conversa fiada. As pessoas tem o direito de serem o que quiser. Sou democrata e por isto te publico e não o censuro. Aliás, sempre me conduzi assim, inclusive no JB. Você sabe disso, porque lá fui muito agredido por meio de mensagens como a sua neste blog.

Anônimo disse...

Então tá...Vamos às "boas" leituras que você indica e assistir o vídeo de indivíduo denunciado como torturador e alcaguete da repressao política "cantando" que disponibilizas com simpatia ...Chega!