Google+ Badge

segunda-feira, 16 de maio de 2016

temer é o bárbaro interino com verniz de aristocrata e espírito de golpista traidor

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


Novo Dicionário

1) "governo temer significa: Golpista, Usurpador, Espúrio, Elitista, Ilegítimo, Ilegal, Sórdido, Infame, Bárbaro, Selvagem e Amigo da Onça".

2) "Golpista, Usurpador, Espúrio, Elitista, Ilegítimo, Ilegal, Sórdido, Infame, Bárbaro, Selvagem e Amigo da Onça significa governo temer".

3)  A resumir: 1 e 2 vice-versa.

Observação: De acordo com as novas regras do novo dicionário, o "g" de governo e o "t" de temer sempre, imperiosamente, serão escritos em letras minúsculas, pois refletem, fidedignamente, o tamanho político e de cidadão do Golpista Usurpador, vulgo Amigo da Onça ou michel temer.

PS: Não chega a ser uma Lei da Constituição, livro que michel temer e seus sequazes rasgaram em prol de implantar uma República das Bananas, igual a cara e a alma deles. Porém, seria de bom alvitre àquele que se reportar a tal golpista ou escrever sobre tal usurpador, fazê-lo sempre em letras minúsculas. Não se esqueça, pois será a praxe.

Que fique claro e consciente: michel temer não terá o respeito de milhões de brasileiros, bem como também não terá o tratamento de "presidente". De forma alguma. temer é ilegítimo e assumiu a Presidência da República de forma ilegítima, ilegal e, com efeito, criminosa. A resumir: michel temer é golpista, um usurpador do poder e como tal será tratado até o fim de sua vida, porque se trata, antes de tudo, de um traidor. A corja de patifes ou cafajestes que o acompanha nessa aventura irresponsável, violenta e contra o povo e a democracia terá também o mesmo tratamento dado a temer, até que tome posse do poder máximo da República um mandatário legitimado pelo voto soberano do povo brasileiro.

temer — o Golpista Usurpador —, a partir de agora este será seu "título nobiliárquico" e não honorífico, porque tal sujeito se trata de um vassalo da plutocracia representada pela casa grande de alma escravocrata deste País, que transformou o Brasil em pária internacional, além de humilhá-lo como uma reles República das Bananas, das muitas que já existem por aí — não vai governar em paz e nem será objeto da mínima comiseração, compaixão, tolerância e respeito por parte de grande maioria da sociedade organizada brasileira e dos 54,5 milhões de eleitores que votaram em Dilma Rousseff para presidente do Brasil.  

Tal traidor da Pátria, do povo e de Dilma Rousseff, que se comportou e se comporta como um verme em forma humana, terá, com absoluta certeza, uma dura e merecida resposta àqueles que não respeitam a regra do jogo democrático e, consequentemente, rasgam a Constituição e desconstroem o Estado Democrático de Direito por serem, acima de tudo e de qualquer coisa, antidemocráticos, antirrepublicanos e antinacionalistas. temer não tem e nunca teve compromisso com a sociedade e com os mais pobres e, por sua vez, com o desenvolvimento e a independência do Brasil.

O Golpista Usurpador é um pulha e como tal ele procede. Seria, inclusive, exigir demais de um sujeito leviano, dissociado das realidades brasileiras e nascido e criado na oligarquia paulista, uma das mais atrasadas, reacionárias e perversas do mundo, que considera, hipocritamente, o retrocesso social como desenvolvimento, assim como os preconceitos e sectarismos efetivados pela classe rica, que tal traidor representa e defende, como instrumentos de hegemonia para se manter, indefinidamente, o status quo, além de propiciar um País para atender apenas os interesses e as necessidades da burguesia da qual temer é um de seus filhos diletos.

Esse processo perverso, intolerante e intransigente  tem por propósito a "reserva de mercado", no que tange, não apenas a dominar o acesso aos melhores empregos, universidades e facilidades sociais, políticas e econômicas por parte da burguesia, com sobras para a pequena burguesia, que temeu e odiou a ascensão dos pobres, mesmo que tímida, mas, sobretudo, para impedir que o povo brasileiro e o País se desenvolvam de uma maneira equânime, de uma forma mais justa, que propicie o desenvolvimento mais linear entre as regiões e os estados brasileiros, a efetivar por meio desse processo um equilíbrio maior entre as classes sociais, com exceção das muito ricas, porque seria uma ingenuidade e desfaçatez inseri-las em um contexto abrangente, no que tange ao seu poder econômico e financeiro.

Entretanto, é exatamente a plutocracia, que está à margem da sociedade no que diz respeito à sua participação como agente social, que forja os golpes de estado e os coloca em prática. Aí que mora o perigo para os presidentes ou políticos mandatários que, por ideologia e determinação política, acreditam em um mundo ou País mais igualitário, justo e democrático, a começar por lutar por sua independência e autonomia. E foi exatamente que os presidentes trabalhistas do presente, nas pessoas de Lula e Dilma Rousseff, e do passado, exemplificados em Getúlio Vargas e João Goulart, fizeram.

Os mandatários trabalhistas desenvolveram o País, como não deixa dúvidas a história no que é relativo a Getúlio Vargas, às propostas de João Goulart e aos avanços sociais e econômicos significativos de Lula e Dilma, sendo que o Brasil se agigantou em sua diplomacia não alinhada aos Estados Unidos e formuladora de estratégias diplomáticas, que levaram à constituição e ao fortalecimento de blocos econômicos e de defesa, a exemplo da Unasul, do Mercosul, dos BRICS, dentre outros fóruns diplomáticos e de estratégia, no que concerne às relações internacionais.

Estratégias e manobras que proporcionassem à comunidade internacional um maior alcance no que é referente à criação de novas parcerias, para que as Nações pudessem usufruir de uma gama maior de produtos e mercadorias, bem como favorecer a troca de experiências e de conhecimentos científicos e tecnológicos, como a exigência, no que tange ao Brasil, à política de conteúdo, ou seja, a obrigatoriedade de os empresários ou governos estrangeiros de transferir conhecimento tecnológico, a exemplo do que ocorreu entre o Brasil e a Suécia, no que concerne à compra de aviões-caça Gripen-NG, sendo que dos 36 aviões comprados, 15 serão fabricados no Brasil, no sentido de que o País deixe de ser comprador para se tornar fornecedor de aviões de combate de última geração, pois passará a dominar específica tecnologia.

Assim também procederam em outras áreas os governos trabalhistas do PT, como, por exemplo, no que concerne à fabricação de submarinos nucleares, além da indústria naval em geral, sendo que sobre exploração de petróleo em águas profundas e edificação de hidrelétricas o Brasil se tornou vanguarda no mundo, pois controlador de uma engenharia muito desenvolvida, que ampliava espaços em termos mundiais.

Nada disto importa, porque a burguesia provinciana e subalterna deste País quer o Brasil, eternamente, preso às amarras do neocolonialismo, em uma posição de simplório exportador de commodities. A "elite" que deseja de volta "seu" país rural e com uma indústria para atender apenas 1/3 da população. Injeção de mediocridade aplicada diretamente nas veias dessa gente tacanha e provinciana. Verdadeiros jacus com complexo de superioridade, porque compram casas lá fora, mas exploram o povo trabalhador daqui, a ter o quartinho de empregada como símbolo máximo que remonta a posição de escravocrata de seus antepassados.

Até os de classe média, que não controlam os meios de produção, comportam-se também dessa forma deletéria. É simplesmente inexplicável ao tempo que surreal. Não só se comportam como são importantes aliados da casa grande, pois primos ideologicamente. O pensamento, os valores e os princípios são também responsáveis pelo desenvolvimento e o atraso de um país, que é o caso do Brasil de agora, que tem uma grande e importante parcela da sociedade que não conspirou e não foi cúmplice do golpe de estado travestido de legítimo e legal quando, de fato, não o é.  

Todavia, os governos trabalhistas trilharam pelos caminhos em busca do destino que se exemplifica na autonomia e independência do Brasil. Assim foi feito, no decorrer dos dois governos petistas, no que é relativo às relações internacionais em todos os sentidos e segmentos políticos e econômicos tratados pela diplomacia independente do Itamaraty nos governos de Dilma e, principalmente, no de Lula, quando o ministro Celso Amorim, formulador da política externa brasileira, levou o Brasil pela primeira vez a um patamar de reconhecimento e respeito, a sedimentar sua importância em âmbito internacional, pois chegou a ser a sexta economia do mundo, além de formulador de uma política externa pungente e não alinhada às potências ocidentais, como sempre o fora no decorrer de séculos.

Esta é a verdade, sendo que tal verdade está a ser, sistematicamente e diuturnamente, desconstruída e desprezada pela grande imprensa alienígena dos coronéis midiáticos, que mentem, manipulam e distorcem os acontecimentos de forma que a população, principalmente os setores mais reacionários da classe média coxinha, que apoiaram o golpe desditoso, esqueçam dos avanços econômicos e dos direitos sociais conquistados nos governos exemplarmente democráticos e tolerantes de Lula e Dilma. A democracia e a liberdade ampla implementadas pelos dois mandatários trabalhistas será para sempre inesquecível, pois inquebrantável.

No futuro, muita gente que combateu os mandatários trabalhistas, por ignorância e falta de discernimento, até porque muitos desses são jovens, irão, sem sombra de dúvida, arrepender-se, porque não será fácil suportar um governo ilegítimo e de caráter despótico e ditatorial como o que ascendeu ao poder por intermédio de um golpe de estado dissimulado, porém, violento. Dou um exemplo dos muito que já apresentei e ainda vou apresentar no decorrer deste ano: o ministro da Justiça de temer, alexandre de moraes (PSDB/SP).

Homem de direita e da direita. Um capitão do mato ou serviçal da casa grande dos mais radicais, talhado para reprimir e tratar os movimentos sociais como eventos criminosos. moraes criminalizará os movimentos de trabalhadores, e não poderia ser de outra forma, porque membro de um governo espúrio, ilegítimo e sem votos. De um governo que não tem autoridade para negociar com a sociedade de maneira ampla e democrática. E por quê? Porque são golpistas e usurpadores que assaltaram o poder central e, consequentemente, não têm acesso ao arcabouço social por não terem credibilidade, e, com efeito, interditaram o diálogo com os setores e segmentos mais representativos, organizados e populares da sociedade.

Essa gente golpista e de ações sórdidas apenas tem ao seu lado os empresários do Pato amarelo corrupto e sonegador da Fiesp e suas congêneres. O Pato cretino e sectário que implanta o Impostômetro, mas, malandro e vagabundo como é, recusa-se a implantar o Sonegômetro, até porque, como bem sabe o MPF e a PF, o empresariado sonegador e corrupto brasileiro está em quinto lugar entre os maiores sonegadores do mundo, com contas não declaradas no exterior e em paraísos fiscais. Cinismo, hipocrisia e delinquência aplicados diretamente em suas veias.

Já não bastava toda essa mixórdia e porcaria, o povo deste País, infeliz e azarado por ter uma "elite" tão perversa, violenta e corrupta, ainda tem de aturar maus servidores públicos que, vergonhosamente, partidarizaram-se e associaram-se ao golpe criminoso de caráter elitista, porque atende os interesses dos ricos e dos muitos ricos do Brasil, além dos Estados Unidos, que desde o ano de 2008 vive uma severa crise econômico-financeira, que é acobertada, propositalmente, pelas redes televisivas deste País, que, comprovadamente, estão nas mãos de meia dúzia de famílias plutocratas, que tratam o Brasil como a extensão dos quintais de suas casas, o povo brasileiro como mão de obra barata quase escrava e os coxinhas "midiotas" como otários para pagar pau e mico, porque o que receberão é o programa "Uma Ponte para o Abismo do Inferno" do governo usurpador e ilegítimo de michel temer — vulgo Amigo da Onça.

temer e seus asseclas que estão inclusos na Lava Jato venderão o Brasil, descaradamente, sem terem autoridade para tanto. A diplomacia independente deste País voltará a ser integrada ao círculo de influência dos EUA, o que fará do Brasil uma colônia com um mercado interno poderoso e gigantesco, que é o maior tesouro dos brasileiros e que coopera para sustentar muitos países desenvolvidos por meio de remessas de lucros bilionárias, bem como através da abertura do nosso mercado interno às multinacionais, sem qualquer proteção, de maneira que o Brasil passe a ser um mero importador de produtos, o que acarretará em sua desindustrialização.

Com a administração do Usurpador Golpista, não só o comércio e a diplomacia levam um baque, mas, evidentemente, todos os setores da sociedade e da economia, principalmente no que diz respeito às políticas públicas de inclusão social e econômica, que o tal traidor com a cara do Amigo da Onça, que vulgarmente responde pela alcunha de michel temer, que também poderia ser chamado vulgarmente de "o bárbaro interino com verniz de aristocrata e espírito de golpista e traidor", já começou a implementar, sem ser portador de quaisquer votos, o que é inaceitável. O Brasil e o povo brasileiro nesses próximos seis meses comerão o pão que o diabo amassou. As primeiras ações desse golpista sem moral para ser obedecido e aceito pela sociedade brasileira são de deixar as pessoas que tem um mínimo de discernimento e sensatez de bocas abertas.

temer é um "presidente" interino espúrio, sorrateiro, ilegítimo e usurpador. Trate-se, sem dúvida, de um traidor da pior espécie. A história reservará um lugar sombrio para tal figura lúgubre e moralmente comatosa. Politicamente não passa de um vassalo desprovido de voto e de aceitação pública para impor o programa de governo derrotado quatro vezes nas urnas e determinado pelos seus chefes de Wall Street, da CIA, da Secretaria de Estado do governo estadunidense e dos plutocratas deste País, à frente dessa massa de golpistas criminosos e usurpadores os coronéis midiáticos, donos da imprensa historicamente golpista e corrupta, além da Fiesp, Firjan, associações comerciais dos grandes estados da Federação, dos latifundiários gigolôs de vacas, além de servidores públicos que ocupam cargos de poder e mando.

Servidores que se prestaram a este terrível e desprezível papel de se associarem ao golpe de estado travestido de legal e estabelecidos no STF, no TSE, na PGR, no MPF, na PF e nas varas de primeira instância, a exemplo do juiz Sérgio Moro, do PSDB do Paraná, dentro outros que não se comportam como magistrados, mas como coxinhas despolitizados e deslumbrados, além de amantes de Miami e do Pateta de Orlando, exemplificado no lamentável juiz do DF — o Catta Preta. Iguais a este tem várias espécimes, que estão por aí a tratar a Justiça como se fosse apenas uma profissão e cargo que conquistaram por meio de concurso público, mas, pequenos burgueses e sem conhecimento das agruras e dores da sociedade, atuam e agem com desconhecimento das realidades humanas e totalmente inseridos em um mundo cujo o contexto se resume à leviandade e à futilidade das colunas sociais.

Lamentável como se comportou grande parte dos juízes e promotores deste País a se associar a um golpe de estado promovido por malandros e canalhas, que tomaram a Presidência da República de assalto para impor um programa econômico antinacional, antidemocrático, antipopular e derrotado, ressalto novamente, quatro vezes nas urnas pela maioria do povo brasileiro. Programa tão escroto como os golpistas, desde os coxinhas despolitizados e de direita, que vão ainda chorar lágrimas de sangue, até os verdadeiros plutocratas, que financiaram e efetivaram o golpe de estado que humilha o Brasil e o coloca, desgraçadamente, em uma condição de República das Bananas, porque é habitado também por uma oligarquia bananeira.  

Usurpadores que chamaram o programa de governo a ser imposto, porque não foi aprovado pelas urnas, de "Uma Ponte para o Futuro", como se fosse um deboche de conotação terrorista, porque programa extremamente conservador, que suprime direitos, como os das empregadas domésticas, extingue ministérios de inclusão social e igualdade de oportunidades, que tratam ainda do combate a preconceitos e à violência contra as mulheres, gays, índios, negros, sem-terra e sem-teto, além de praticamente eliminar do Ministério da Reforma Agrária, que ficará do tamanho de uma simples repartição pública, ou seja, do tamanho politicamente minúsculo e desprezível do Golpista Usurpador, que vem a ser o Amigo da Onça — vulgo michel temer, que fez da conspiração e da traição seu ofício de fé.

Agora, vamos ver no que dará o golpe de estado bananeiro, que tem a cara dos coxinhas paneleiros golpistas e repletos de complexos de vira-latas, pois, irremediavelmente, colonizados e que odeiam o Brasil, os pobres e os negros. Vamos ver como essa gente medíocre se comportará quando o Governo dos corruptos e dos golpistas começar a tirar tudo na mão grande, pois quem assalta a democracia e o poder legitimamente e legalmente constituído é capaz de qualquer coisa, inclusive "roubar", "matar" e reprimir violentamente quem se insurgir contra a "nova ordem" imposta pelo establishment.

Vamos ver como acabará a aventura irresponsável dos ministros do governo espúrio e ilegítimo, que estão a ser investigados pela Lava Jato, bem como o tal de michel temer, "presidente" interino, pois o Usurpador Golpista, que não tem moral para pisar na calçada de sua casa, porque um traidor da grandeza de Joaquim Silvério dos Reis e de Fernando Henrique Cardoso — o Príncipe da Pirataria Neoliberal I —, que, além de vender o Brasil, também está envolvido neste trama golpista tão grave quanto às piores das infâmias de autorias da humanidade. michel temer é tão impopular e rejeitado que não haverá condições de ele ir às ruas ou simplesmente cumprimentar certo cidadão que sabe quem ele é e para o que veio.

O golpe de estado humilhou o Brasil e o governo ilegítimo do "presidente" Usurpador Golpista (vulgo michel temer) e arquiteto da vassalagem à grande burguesia já está a ser tratado pela imprensa internacional como pária. E assim será considerado por vários governos estrangeiros.  Um governo de assalto, sem moral e de Lava Jato, comandado somente por homens brancos, ricos, com certa idade e conservadores. O retrato ipsis litteris da casa grande brasileira, que deixaria o pensador Gilberto Freyre, autor de Casa Grande e Senzala, surpreendido e boquiaberto com tanta patifaria e desrespeito com a ordem democrática em pleno ano de 2016.

Realmente, um golpe infame para nunca ser esquecido pela História... Ainda tem muita água para rolar por debaixo da "Ponte para o Abismo do Inferno", que é o verdadeiro "Futuro" dos golpistas e de seus associados. michel temer e seus sequazes são ilegítimos. temer é chefe de um governo usurpador e espúrio. O Amigo da Onça não terá o respeito da sociedade brasileira e da comunidade internacional. Dai a temer o que é de temer! É isso aí.    


9 comentários:

Magda Magalhães disse...

ARTIGO BRILHANTE E QUE LAVA A NOSSA ALMA.

Bento Lisboa disse...

Não sei como vai acabar esse governo de canalhas de Temer, mas sei que bem não vai. Não é possível que o Brasil seja relegado a uma república de bananas porque, como você diz, Davis, temos uma elite de merda e bananeira. Ficou claro com esse golpe feito por corruptos e ladrões - sete ministros estão na Lava Jato, inclusive o Temer, dure muito tempo. Esse pessoal nunca combateu a corrupção, porque eles que são os corruptos. É evidente! Só queriam dar golpe e tirar Dilma e prejudicar o Lula o perseguindo por causa de 2018. Só não vê quem não quer. Não é possível. Temer não vai aguentar. As manifestações vão crescer muito com o tempo. Só esperar pra ver. Ótimo texto. Muito duro, mas elucidativo e coerente, como sempre foi o grande articulista.

Jorge Marcelo disse...

Olha o desespero...kkkkk

Davis, acabou a mamata http://oglobo.globo.com/brasil/blogs-pro-governo-terao-verba-cortada-19305905

NILTON CESAR JORGE disse...

Nãooooooooo!!!! Essa é a pior notícia que já li desde o fim de Armação Ilimitada e Os Trapalhões. 😯😯😯

Anônimo disse...

Tem sempre um coxinha de merda de plantão para defecar via teclado.
Em compensação, a mamata da GLOBOSTA (que abastece a "massa marrom" que substitui a massa cinzenta no interior da caixa craniana de midiotas como esse Jorge Marcelo) vai continuar mais firme e forte do que nunca, graças ao ilegítimo e espúrio "governo temer", uma muito mal-disfarçada ditadura coronelista-burguesa que aglutina o pior da escória política deste malfadado país.

Marcos Lúcio disse...

Como sempre lúcidas e/ou realistas suas muito bem ditadas palavras. Verdadeira aula de história contemporânea. Realmente a situação golpista da política atual é tão escandalosamente vexatória, asquerosa, inaceitável e criminosa, que a imprensa internacional também denuncia. Temos , de fato, muito o que temer quanto ao canalha anão político temer.Dentre várias publicações, destaco esta:

Michel Temer fracassou na estreia, diz Le Monde

Postado em 16 de maio de 2016 às 2:25 pm

A edição matinal do Le Monde, publicada no site do jornal, faz um balanço nesta segunda-feira (16) dos primeiros passos do presidente interino Michel Temer. O respeitado jornal francês considera que o novo governo não seduziu os brasileiros. “Temer fracassou na estreia”, escreve a correspondente em São Paulo, Claire Gatinois.

Le Monde começa o texto pela primeira nota oficial do novo ministro das Relações Exteriores, José Serra, com um safanão nos governos de esquerda da América Latina que denunciaram um susposto mal funcionamento das instituições democráticas no Brasil.
A nota diplomática teve tom “firme e decidido”, diz o Monde, mas na realidade o afastamento da presidente Dilma e o processo de impeachment no Senado suscitam preocupação na região, destaca a jornalista. O presidente argentino, Mauricio Macri, de centro-direita, também está com receio da instabilidade política no Brasil, acrescenta. Macri foi o primeiro líder sul-americano a reconhecer a legitimidade do governo interino.

“Nomeações deixam qualquer um perplexo”

As primeiras medidas anunciadas por Temer deixam qualquer um perplexo, observa a jornalista: um ministério sem mulheres; a extinção da pasta da Cultura, reduzida a uma secretaria de Estado; e sete ministros citados em inquéritos judiciais, “sem dúvida o mais preocupante” . “Antes de tomar posse, Temer tentou oferecer o posto de ministro da Ciência a um criacionista”, diz o texto, em referência ao presidente nacional do PRB, o bispo licenciado da Igreja Universal Marcos Pereira, depois substituído por Gilberto Kassab (PSD).

A historiadora Armelle Enders, recentemente entrevistada pela RFI, autora do livro “Nova História do Brasil”, afirma ao Le Monde que, se cada país decidisse afastar do poder nas democracias modernas dirigentes incompetentes ou impopulares, sobrariam poucos políticos no poder. Sobre a nova equipe, ela opina que o governo Temer carrega a marca da continuidade e do conservadorismo. “Os ministros são raposas velhas que participaram de todos os governos recentes, de Fernando Henrique Cardoso a Dilma Rousseff, passando por Lula”, resume Armelle Enders.

Marcos Lúcio disse...

Bem digitadas palavras, considere.Desculpe.

NILTON CESAR JORGE disse...

Bom dia anónimo. Desculpe me entrometer no seu comentário que tinha o JM.
Olha o PODER DA GLOBO não vem do governo Temer ou de qualquer outro. Vem da sua mãe, da minha, do pessoal do bolsa família, da galerinha da novela e talvez até de você (neste caso me excluo porque de coração a uns 9 anos em casa não se vê Globo). Quem da esse poder e quem da audiência. Quem compra piblicaçoes do grupo, assiste filmes ou teatros patrocinados pela Globo. Olha a novelinha, o Faustão e o fantástico de domingo. Lembrado que tem vários canais Globo na TV a cabo. Portanto a culpa e nossa, nos damos ou tiramos esse poder. Vamos fazer algo para mudar isso ou é mais fácil transferir a culpa?

Manoel Romero disse...

É tanto Pastor nesse governo Temer que lá em Brasília, a exemplo da minha cidade aqui no sertão da Bahia, vai acabar abrindo filial do Motel Evangélico "Paraíso Eterno"...