Google+ Badge

quinta-feira, 1 de março de 2012

Três perguntas ao Vereador João Mendes de Jesus (PRB/RJ) sobre o Senador Marcelo Crivella


Por Davis Sena Filho Blog da Dilma
O que significa o senador Crivella assumir o Ministério da Pesca e da Aquicultura?
João Mendes de Jesus — Significa o reconhecimento de que o Partido Republicano Brasileiro, o PRB, é importante, e que tem também a responsabilidade de governar em âmbito federal. Somos aliados históricos, de primeira hora, dos governos trabalhistas do PT liderados pelo presidente Lula e pela presidenta Dilma. O PRB se sente honrado em ter uma homem preparado como o senador Crivella para assumir cargo tão importante e que simboliza a força e a importância do nosso partido no que concerne a sermos reconhecidos pela presidenta e pelos partidos que formam a base do Governo no Congresso como um partido importante e que por isso deve também governar. Por sua vez, o Rio de Janeiro foi valorizado, não somente por Crivella ser do Rio, mas porque o nosso Estado é um Estado com forte vocação pesqueira, além de ser grande consumidor de pescados.
O PRB não considera o Ministério da Pesca pequeno?
JMJ — Claro que não. O Brasil tem uma costa marítima gigantesca, bem como os maiores rios do mundo. Nossa fauna nesses ecossistemas é enorme e diversificada. O Governo Federal e o senador Crivella e sua equipe tem muitos projetos e programas de governo sobre o setor pesqueiro no que tange às questões industriais, de financiamento, sobre as colônias de pescadores espalhadas por todo o Brasil, além da fiscalização da pesca predatória e da preservação do meio ambiente. O senador Crivella é leal, um homem preocupado com as questões sociais, porque não se preocupa apenas com o lado financeiro, mas também com as pessoas que devem ter apoio do Estado Nacional para poderem crescer e ajudarem a desenvolver cada vez mais o Brasil. Além disso, o Governo vai valorizar e vem valorizando o Ministério da Pesca e Aquicultura desde o Governo Lula e essa realidade evidencia que recursos não vão faltar.
Não demorou muito para um partido aliado do Governo assumir cargo ministerial?
JMJ — O tempo é o senhor da razão. Cada coisa no seu tempo. Contudo, lembro que o saudoso vice-presidente José Alencar era do PRB quando assumiu o Ministério da Defesa. Mas o que importa é que os governos de Dilma e de Lula sempre contaram com o PRB e sempre respeitaram a nossa agremiação política. Somos parceiros e como tais vamos ajudar a administrar o Brasil e lutar sempre para que seu povo tenha acesso ao desenvolvimento social e econômico de forma sustentável. O Ministério da Pesca e Aquicultura vai crescer, ajudará a criar empregos para os trabalhadores e investir em ciência e tecnologia para que esse segmento tão importante da economia ajude o Brasil a chegar no primeiro mundo. É isto que o PRB quer e é exatamente isto que o Governo quer. Para isso, teremos um homem competente e digno como o senador Crivella.

Um comentário:

Marcos Lúcio disse...

Confesso, prezaDavis, que esta entrevista deixou-me menos apreensivo, digamos assim, afinal, o nome Crivella...sem nenhum preconceito, não me "cheira(va)" muiiiiiiio bem. Obrigado pelas informações.
Abraço
Marcos Lúcio