Google+ Badge

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Governos Lula e Dilma: transparência e combate à corrupção — *temer no poder e a submissão do Brasil

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


A direita partidária brasileira de DNA fascista e golpista, as oligarquias regionais de índoles escravocratas, a casa grande provinciana e sectária, o Judiciário aristocrático e seus chefes engajados e partidários do status quo, as federações empresariais, por essência, exploradoras e usurpadoras da economia popular, as mídias alienígenas dos magnatas bilionários e porta-vozes da plutocracia internacional, além das potências estrangeiras, como os EUA, que se calaram sobre o golpe bananeiro acontecido, em 2016, no Brasil, pois cúmplices e protagonistas de inúmeros golpes de estado na América Latina, juntaram-se em um consórcio golpista, elitista e entreguista, para que mais uma vez o povo brasileiro fosse impedido de se desenvolver economicamente e se emancipasse politicamente e socialmente.

O golpe terceiro-mundista e sempre promovido e financiado pelos mesmos atores, como ocorreu em 1964 e no decorrer da história do Brasil. Um golpe para atender às demandas e os interesses dos ricos, dos muito ricos e das grandes corporações estrangeiras, notadamente as bancárias, as petroleiras e a construção civil, além de viabilizar o congelamento ou simplesmente o abandono de estudos e ações estratégicos, nos setores de aviação, naval, nuclear, elétrico, espacial e militar, bem como transformar o Estado nacional em anão, de forma que ele perca a capacidade de ser o indutor do desenvolvimento econômico e social, além  de ser impedido de elaborar e efetivar programas de inclusão social, que já estão a ser extintos ou enfraquecidos pelo governo do golpista e traidor *michel temer.

Todas essas questões e assuntos foram os motivos para que houvesse mais um golpe bananeiro no Brasil, de forma a envergonhá-lo e humilhá-lo, a colocá-lo novamente em uma posição de fraqueza e irrelevância política e moral perante o mundo, pois não há condições políticas para que um mandatário pária, ilegítimo e chefe de um governo bastardo como a "administração" do Amigo da Onça e seus aliados tucanos, que não passam de um bando de golpistas derrotados em quatro eleições consecutivas e que hoje, por meio de ministro golpista José Serra e do presidente golpista da Petrobras, Pedro Parente, estão a vender o Pré-Sal, a exemplo do gigantesco poço de petróleo Carcará, que virou motivo, na imprensa privada e oficial da Noruega, de regozijo e indisfarçável alegria em forma saudação ao povo norueguês, porque negócio realizado digno de comemoração.

Agora vamos ver se a Noruega e sua petroleira vendem o petróleo deles localizado no Mar do Norte. De jeito nenhum. Nunca! As autoridades norueguesas não são subalternas, colonizadas, entreguistas e muito menos bandidas, porque jamais trairiam e se desfazeriam das riquezas de seu País, para entregar praticamente de mão beijada, como faz a "elite" brasileira, uma das mais covardes, levianas, párias e subservientes do mundo, que só sabe prejudicar e trair o povo brasileiro, porque jamais e em tempo algum pensou o Brasil, a fim de criar nos trópicos uma Nação civilizada, democrática, moderna, culta, educada e rica. Mais rica, inclusive, do que a tropical e desenvolvida Austrália, cujo 70% de seu território é desértico, quente e com poucos rios realmente grandes.

A casa grande de alma escravocrata deste País é uma vergonha estratosférica e inenarrável. O Brasil, se não fosse a violência, a vocação para o atraso e o retrocesso da burguesia e da classe média coxinha imbecilizada pelas mídias privadas e corruptas, era para estar entre os cinco países mais desenvolvidos do mundo há muito tempo. Em apenas 13 anos — porque no 14º ano de governos petistas e trabalhistas aconteceu mais um golpe de terceiro mundo, a rasgar arbitrariamente e despoticamente 54,5 milhões de votos de eleitores, que votaram em Dilma e no PT, o Brasil deu um passo gigante em direção ao seu desenvolvimento e ao desejo de se tornar um País de classe média, conforme o projeto da verdadeira social democracia que é o PT. Um projeto interrompido por um consórcio golpista e de direita.

Os números e os índices sociais e econômicos, juntamente com a diplomacia independente e autônoma dos governos trabalhistas, demonstraram, sem dúvida, que fazer o Brasil crescer e melhorar as condição de vida da população é inquestionavelmente viável e somente não o fizeram antes porque, no decorrer da história, os presidentes eleitos pela casa grande nunca permitiram que o Brasil se tornasse de fato uma potência democrática, pois a prioridade é governar para os ricos, proteger e favorecer a poucos grupos sociais e, evidentemente, garantir os seus benefícios, por meio de um Estado patrimonialista e antirrepublicano, a manter os privilégios seculares do status quo intactos, que os golpistas representam, exemplificados em *temer, Cunha, Aécio, Serra, Alckmin, Padilha, Geddel, FHC, Gilmar, Moro, Janot, Marinho et caterva.

Tanto é verdade que as primeiras ações de *temer e sua confraria de bárbaros provincianos e associados a uma escumalha foi extinguir a Controladoria Geral da União (CGU), a imitar o ex-presidente tucano FHC — o Neoliberal I —, que enterrou de vez sua biografia, a jogá-la na lata de lixo da história, ao apoiar o golpe e, não satisfeito, a torcer, de forma dissimulada, para que Lula seja preso ou fique inelegível, pois sabedor de que o líder dos trabalhadores e um dos dois maiores presidentes da história do Brasil — o outro é o trabalhista Getúlio Vargas — se for lançado como candidato a presidente da República, ele retoma os projetos e os programas implementados nos governos dele e de Dilma Rousseff, bem como vai questionar, de maneira prática e objetiva, as vendas de ativos da Petrobras, como, por exemplo, o poço Carcará do Pré-Sal e o gasoduto maior da América do Sul, que fica na região Sudeste, a mais industrializada do País.

Além disso, Lula irá, sobretudo, recuperar, valorizar e fortalecer os inúmeros programas de inclusão social, que estão a ser boicotados e sabotados por verdadeiros gângsters, que tomaram de assalto o Palácio do Planalto para não serem presos pela Lava Jato, a partir de chicanas e golpes parlamentares, judiciários e jurídicos, assim como estão dispostos a entregar o País a Deus dará, porque, antes de tudo, tais estúpidos são colonizados, e, por sua vez, antinacionalistas, antidemocráticos e antirrepublicanos, porque vivem em um mundo à parte, criados em condomínios de luxo, cercados por segurança privada, a ter ainda as polícias estaduais e a federal como seus capitães do mato, que protegem o patrimônio privado da burguesia e garantem seus privilégios, como trambiqueiros e golpistas, que são os verdadeiros predadores do Estado nacional e dos interesses do povo brasileiro.      
      
*temer, o Usurpador Traidor, é a vergonha deste País, mas tem o apoio dos Estados Unidos, que com a ascensão de sujeito tão daninho para os interesses do Brasil e de seu povo vai comer o pão que o diabo amassou. Serão tempos terríveis e muito difíceis, até porque é revoltante "engolir" um golpista com ares e alma de patife e ficar tudo por isto mesmo, o que não vai acontecer, porque a sociedade e seus movimentos democráticos estão nas ruas a protestar e lutar para que o Estado de Direito seja preservado e a democracia não se transforme em um sonho adiado por causa dos interesses de um grupo político que se associou para abafar as investigações do PF e do MP, em um grande acordo subterrâneo, de forma que Dilma, Lula e o PT fiquem impossibilitados politicamente, porque sem quaisquer chances de se elegerem nas eleições de 2018. Trata-se do "contrato" da patifaria.

Os EUA voltaram a ter o Brasil debaixo de suas asas de ave de rapina, a exemplo de "sua" águia imperialista, e, com efeito, já determinam e definem a política externa brasileira e controlam as ações do Ministério da Fazenda e do Banco Central, além de terem acesso novamente às privatizações, bem como apoiadores do congelamento ou do fim de projetos estratégicos nas áreas petrolífera, elétrica, naval, militar, aérea, nuclear e construção civil, dentre outros setores importantes da economia brasileira e dos projetos do País, que visam, sobretudo, garantir seus interesses estratégicos, inclusive os geopolíticos. Um País do tamanho do Brasil jamais poderia abrir mão de liderar a política externa e influenciar no que tange aos interesses de sua região, que é a América do Sul, além de segmentos da América Central, África, com um braço direcionado ao Oriente Médio e à Ásia. E era exatamente isto que Dilma e principalmente o Lula fizeram, no decorrer de seus mandatos.

A direita brasileira é tão provinciana e colonizada, que a única coisa que saber fazer é a "diplomacia" da dependência, da submissão e da covardia, porque portadora secular de um incomensurável, indescritível e inenarrável complexo de vira-lata. E esses pulhas e frouxos se consideram "cosmopolitas", "avançados" e conhecedores do mundo. Durma-se com um barulho desse.

A única coisa que sabem fazer é roubar o patrimônio público, escravizar o povo ao negar-lhe o acesso à educação e ao consumo, além de se venderem tais quais prostitutas ao establishment internacional, o chefe direto da burguesia dona da casa grande, a mesma que tem como costume roubar a esperança, os sonhos e os desejos de os brasileiros terem uma vida de melhor qualidade, respeito e consideração dentro de suas casas, que se expressam em idioma português, além de criarem raízes para que o Brasil se torne independente e transforme o atraso e o subdesenvolvimento em avanço e crescimento, a ter a consciência de jamais esquecer que a casa grande brasileira é, na verdade, as correntes ou os grilhões que prendem o Brasil em um grande e atroz cativeiro.

O Brasil, a partir de 2003, entrou em um processo de desenvolvimento econômico e de garantia da soberania brasileira, a incluir a Previdência, a política de valorização do salário mínimo, a concessão de empréstimos e a fomentação do mercado interno, que é um verdadeiro tesouro, mas que precisa de um povo com dinheiro no bolso para consumir. Tudo isto foi feito e o Brasil conseguiu afastar por um bom tempo a crise internacional, que afundava as economias dos países europeus e dos Estados Unidos desde 2008.

Não se pode e não se deve esquecer do golpe de 2016. E por quê? Porque, sobretudo, trata-se de um golpe de estado travestido de legal e legítimo. Só que não é. Tal golpe é violento e tem como principal propósito retirar a soberania do povo e do País. O Brasil de joelhos é o que essa gente politicamente vazia e desprovida de projeto para o País quer. São "brasileiros" cooptados por estrangeiros, por meio de motivos variados, inclusive de forma espontânea e que tratam o Brasil e o povo como apenas ferramentas e instrumentos para que seus grupos se locupletem e controlem, indefinidamente, as riquezas e os recursos do Brasil, de forma que arrecadem muito dinheiro e vão viver a vida junto à plutocracia europeia e norte-americana, mas sempre no papel de párias e traidores de sua própria Nação.

Respeito algum por parte da gringada malandra e esperta, que permite que a boçalidade (burguesia e pequena burguesia) tupiniquim e provinciana, com cérebro de coxinha, locomova-se como gado aos shoppings de Miami; e que dê, por que não, uma "esticada" a Orlando, com o propósito de se submeter ao "deus" Mickey (Tio Sam) e, colonizada como sempre foi e será, dar uma de Pateta — como sempre aconteceu e acontecerá, para "variar", pois de praxe. São os costumes, valores e princípios coxinhas... Fazer o quê? São brasileiros que foram abduzidos pela propaganda yankee desde que nasceram, por intermédio das televisões, do cinema e da publicidade. Pense no José Serra ou no Pedro Parente ou num coxinha de classe média, fã da Disney, aí você compreenderá. Não é isto?

Por seu turno, percebi, pois não há como não perceber, que os governos do PT procuraram formular políticas independentes em todos os segmentos, porque se você tem uma casa, você se torna um cidadão independente. Se você vai para a universidade federal ou estadual, você se torna independente. Se você se forma em ensino técnico ou superior, você se torna independente e dono de seu nariz, mesmo se o patrão te mandar embora, porque você se tornou um cidadão que tem conhecimento e conhecimento é poder. *temer fecha escolas técnicas ou para de construí-las ou propõe privatizar a universidade pública ou o SUS, porque ele e as oligarquias que o golpista representa não querem que você pense, que tenha voz ativa ou que reivindique melhores condições de trabalho e salários mais justos. 

Por ser assim e a saber disso, o que faz o golpista *temer? Ele, rapidamente e por meio das ações nefastas e predadoras dos acólitos de sua escória assaltante do poder, inicia o processo de destruição e de desmonte do programas sociais e dos projetos de desenvolvimento do País. *temer e os que o acompanham em sua aventura golpista e draconiana estão, na verdade, mais do que estabelecer novos paradigmas governamentais e administrativos, eles estão a devastar, desmantelar e extinguir o que foi conquistado pelo povo brasileiro, por intermédio de um governo popular e essencialmente democrático, como nunca se viu em qualquer época deste País, a não ser nos tempos de Getúlio Vargas, que no fim, para não ser vítima de um segundo golpe, resolveu se matar e adiar o golpe de 1954 para 1964. Uma vitória do gaúcho estadista edificada com sangue, com seu holocausto.

Trate-se de um golpe de propósito pessoal, porque evidencia sua postura e conduta para tirar do povo o que lhe foi repassado, que são os programas sociais efetivados por governos trabalhistas, de esquerda, que também tentaram, e conseguiram, em parte, transformar o Estado patrimonialista em Estado republicano, que passou a servir à maioria da população brasileira, sem esquecer, porém, dos interesses do empresariado e dos grupos políticos, mesmos os da oposição liderada pelos golpistas demotucanos, agora eternamente golpistas, conforme será relatado pela história, que jamais viveu à sombra do que pensa e prega a imprensa burguesa e meramente de mercado, além de patrona do golpe, óbvio.   

A garantia de direitos trabalhistas e a construção de um novo Brasil, a ter a inclusão social e a transparência das contas e das ações do Governo Trabalhista de Lula e Dilma, por intermédio do Portal da Transparência, da Controladoria Geral da União (CGU), que foi extinta pelo governo do usurpador *temer, a imitar FHC, que extinguiu por decreto, em 1995, a Comissão Especial de Investigação (CEI), com apenas duas semanas no poder. A CEI foi criada pelo presidente Itamar Franco — o verdadeiro "pai" do Plano Real e sua finalidade era investigar as denúncias de corrupção, além de propor soluções e medidas para combater tais crimes, que a partir do Governo Lula começaram a ser, de fato, combatidos. Vale lembrar que o procurador-geral dos tempos bicudos e plúmbeos de FHC era chamado de "engavetador-geral da República", cujo nome é Geraldo Brindeiro.

Tudo era varrido para debaixo do tapete. *temer, como todo estúpido, faz igual aos tucanos e extingue a CGU. É mole ou quer mais? Vale lembrar e ressaltar que o privatista e entreguista FHC, a meu ver, extinguiu a CEI, dentre outros motivos, porque iria dar início ao processo irresponsável e predatório de privatizações. *temer está a privatizar, e, o pior de tudo, sem ter os votos e a legitimidade de FHC, que, reconheço, foi eleito, mas jamais sofreu um golpe de estado, porque a oposição da época, apesar de seus erros e equívocos, jamais se comportou e se conduziu como golpista, como o fez o PSDB, que está no poder, a acompanhar corruptos, e a comandar novamente as privatizações, por intermédio, como não poderia deixar de ser, dos entreguistas José Serra e Pedro Parente, dois incompetentes, distantes dos interesses do País, com fama de "gênios", pois evidenciada com a propaganda ridícula da imprensa covarde e corrupta que viceja no Brasil, cujos donos nunca responderam por seus inúmeros crimes, geralmente a envolver muito dinheiro sonegado e depositado em contas nos paraísos fiscais.

O Governo de Lula foi tão republicano e democrático que instituiu um arcabouço de ferramentas e instrumentos de fiscalização, investigação e controle para combater a  corrupção de forma coordenada e autônoma, que chega a chamar a atenção a postura politica e ideológica de instituições e corporações como a PF, o MPF e a Vara do Moro, que atingem a cidadania de Lula em ações sistemáticas e propositalmente persecutórias, que tem objetivos políticos, pois está comprovado que Lula não é dono de sítio e de apartamento que não comprou, como atestam os cartórios, assim como os presentes que ganhou estão encaixotados, porque o ex-presidente não têm ainda onde colocá-los adequadamente, além de que o encaixotamento e a lista dos objetos foram de responsabilidade do setor da Presidência que cuida do assunto. 

Por que a PF e o MPF não investigam também os presentes de outros ex-presidentes? Por que não investigam o patrimônio de Sarney, de FHC e de Collor? O quê que há? É a eleição de 2018?Evidente que é. Por que a PF e o MPF não investigam os presentes e as homenagens desses três ex-mandatários? Respondo: porque a PF e o MPF fazem política, tem lado e ideologia, sempre à direita. Além disso, Sarney, Collor e FHC não têm votos e não teriam quaisquer condições de serem candidatos a presidente da República. Realidade esta que, certamente, não é o caso de Lula. Volto a ressaltar, a história vai marcar como ferro quente na carne as ações covardes e o linchamento moral realizados por servidores públicos do Judiciário em cargos de poder contra Lula e Dilma, bem como vai sempre lembrar que os dois presidentes petistas se empenharam, e muito, no que concerne ao combate à corrupção no Brasil.

Lula mal assumiu o poder, em 2003, e aprovou a Lei 10.683. A Lei criou a CGU, extinta pelo golpista *temer. Em 2004, o governo petista criou o Portal da Transparência, de onde os cretinos e hipócritas da grande imprensa de negócios privados retiravam as informações, a que até então eles nunca tiveram acesso por parte dos governos dos políticos que sempre apoiaram, como os do PSDB, para atacar o Governo Trabalhista, que estava a informar sobre os recursos, os gastos e os investimentos de sua própria administração. Inacreditável, mas isto aconteceu, até Dilma Rousseff cair por causa de um golpe de direita covarde, perverso e bananeiro, com o apoio vital da imprensa de mercado, que fazia política com o Portal da Transparência implantado pelo Governo do PT. Surreal.

No ano de 2005, Lula regulamenta o pregão eletrônico. Isto mesmo, além do Portal da Transparência e da CGU, o Estado nacional passa ter um instrumento fiscalizador por meio da regulamentação do que vai vender em forma de ações, por exemplo, de suas empresas públicas, sendo que em 2008 é criado ainda no Governo Lula o Cadastro de Empresas Inidôneas — a CEI. Em 2012, agora no Governo Dilma, foi aprovada a Lei de Acesso à Informação. Trata-se de normas jurídicas que dão transparência ao exercício da função pública, além de fortalecer o controle da gestão do patrimônio e do dinheiro públicos, assim como dos atos e ações do Governo Federal.

Em 2015, em um dos últimos atos de Dilma Rousseff, antes de ser golpeada por canalhas de todos os tipos e espécies, foi sancionada a Lei que "define o corruptor", porque até então somente o corrompido pagava o pato (amarelo), sendo que o verdadeiro dono do dinheiro ficava à vontade para cometer crimes e depois ir para casa bancar o bom pai ou a boa mãe junto aos seus pimpolhos, além de se apresentarem como pessoas sérias perante a sociedade. Atualmente, o corruptor paga pelos seus crimes, tanto quanto o corrompido. Porém, são todos corruptos.

Para finalizar, torna-se salutar asseverar que a extinção da CGU é um crime de lesa-pátria. Quando um golpista que deveria estar preso por ter efetivado um golpe de estado, sendo que no poder extingue uma estrutura como a CGU, ou seja, uma agência complexa e fundamental para o controle interno do Governo Federal, é sinal que tal indivíduo e seus sequazes estão, indubitavelmente, com péssimas intenções. Agora, eu pergunto: como privatizar, entregar o País a estrangeiros com um órgão de fiscalização e controle da grandeza e competência da CGU extinto? Não tem como, não é? Por causa disto que uma das primeiras ações nebulosas e sórdidas de *temer foi acabar com a CGU, como FHC deu fim à CEI. Não é incrível a coincidência? Será que é necessário ainda explicar ou quer que eu desenhe?

Lula e Dilma, além de darem transparência aos atos do Governo e aumentar a fiscalização contra a corrupção, ainda fortaleceram o MPF, os MPs estaduais, a AGU, a PF, o TCU e o Coaf. Os dois mandatários de politicamente republicanos e democráticos deram todas as condições para que esses órgãos, corporações e instituições pudessem funcionar com competência e diligência. Só não viu e percebeu quem não quer ou está de má-fé, bem como o reacionarismo e a ideologia o proíbe de pensar e ponderar sobre os fatos e as realidades. O golpe aconteceu para impedir o Brasil e seu povo de serem livres e independentes.

*michel temer é apenas um fantoche nas mãos da plutocracia, do PSDB, partido de direita que entrou na história como golpista, em 2016, a ocupar, irremediavelmente, o lugar da UDN de 1964, quando ocorreu o golpe civil-militar contra o trabalhista João Goulart e os interesses do povo brasileiro. *temer é a rapa do tacho do golpe terceirizado e terceiro-mundista. É isso aí.  

*michel temer - o nome de tal peçonha é sempre escrito em minúsculo, por se tratar de um pigmeu moral, político, citadino e golpista.

*temer é também conhecido pelo vulgo Amigo da Onça — o Usurpador Traidor.

*Golpista é palavra sinônima de *michel temer.


*Golpismo é sua essência e razão.

4 comentários:

Horácio Peralta disse...

Ainda veremos os golpistas derrotados. Vai ter sofrimento, pois a legalidade foi usurpada. O Brasil vai levar muito tempo pra ficar em paz porcausa de moleques irresponsáveis.

Jorge Marcelo disse...

Texto sem credibilidade alguma uma vez que o seu autor defende Dunga como técnico da seleção e pede votos para João Mendes de Jesus para vereador do Rio para manter a sua bocada na Câmara.

https://davissenafilho.blogspot.com.br/2014/07/dunga-volta-selecao-e-deixa-imprensa.html

https://davissenafilho.blogspot.com.br/2016/09/joao-mendes-de-jesus-diz-que-eleito.html

Anônimo disse...

Prezado Davis: independentemente de sua posição política quanto aos acontecimentos analisados em seu blog, creio que seja útil, a bem da verdade, verificar a lista abaixo das empresas que operam os campos de petróleo da Noruega localizados no Mar do Norte (note que a Statoil não é a única operadora....):

Reference - Norwegian Petroleum Directorate fact pages on oil fields

Onshore developments -none (Oslo Graben oil seeps??).
Offshore developments. Serviced from Stavanger, Bergen, Kristiansund
Central North Sea
Hod oilfield - Chalk reservoir, operated by BP
Valhall oilfield - Chalk reservoir, operated by BP
Eldfisk - Chalk reservoir, operated by ConocoPhillips
Ekofisk - Chalk reservoir, operated by ConocoPhillips
Embla oilfield - Devonian / Permian Reservoir, operated by ConocoPhillips
Tor oilfield - Chalk reservoir, operated by ConocoPhillips
Albuskjell oilfield - decommissioned
Tambar oil field- Upper Jurassic sandstone reservoir, operated by BP
Ula oil field- Jurassic sandstone reservoir, operated by BP
Gyda oil field - Jurassic sandstone reservoir, operated by Talisman Energy
Blane oil field - Paleocene sandstone reservoir, operated by Talisman Energy
Oselvar oil field - operated by DONG Energy
Cod oilfield- decommissioned
Northern North Sea
Sleipner oilfield - Jurassic and Palaeocene reservoirs, operated by Statoil
Brisling oilfield
Bream oilfield
Balder oilfield - Palaeocene/Eocene, operated by ExxonMobil
Frigg gas field Large Eocene reservoir gas field
Gudrun gas/oil field Jurassic reservoir, high pressure, being developed by Statoil [3]
Hild gas field
Heimdal gas field - Palaeocene reservoir, operated by Statoil
Vale gas field - operated by Statoil
Oseberg oilfield Middle Jurassic sandstone reservoir operated by Statoil
Grane oil field - operated by Statoil
Brage oil field - operated by Wintershall
Troll Largest gas field in North Sea operated by Statoil.
Gullfaks oil field - Middle Jurassic reservoir operated by Statoil
Statfjord along strike from Brent, but structurally deeper, partially in UK sector. Operated by Statoil
Snorre oilfield - Middle Jurassic reservoir operated by Statoil
Marihøne oil field - operated in Partnership by Marathon Oil, Conoco Phillips and Lundin Petroleum
Murchison oil field (part of; produced through UK) operated by Canadian Natural Resources Limited
Agat
Haltenbank; numerous developments in production, Heidrun gasfied, Draugen oil field, Ormen Lange etc.

Paulo Blanc disse...

Jorge Marcelo, kkkkkkk, coxinha analfabeto político "determinou" que o texto do articulista não tem credibilidade. Tá bom, Jorge Marcelo, grande patife e babaca, é você que tem credibilidade e tem um imenso talento pra escrever. kkkkkkk
VTNC, coxinha imbecil, que não se enxerga.
Até parece que o articulista tá muito preocupado com sua idiotice e burrice.
Mané.
Você não é nada.
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK