Google+ Badge

terça-feira, 24 de abril de 2012

CRAVO

ESPAÇO BICO DE PENA
            

Meu coração partido

Bombeia a quietude

Do som da madrugada.

Depois do temporal


 Ele está calmo

Mas nas suas veias

Vive um filete

De dor e ansiedade

Causadas por fragmentos

De ilusão


Meu coração estranho

Não busca companhia

De mulheres e homens



Não busca as suas palavras

Dissimuladas no ar

E fugidias de coerência...

Presas pela paixão



Meu coração ermitão

É selvagem e gentil

Conforme o oxigênio

Que lhe faz viver


Davis Sena Filho — 11/09/1990

7 comentários:

Leonardo Rocha disse...

Você é mesmo um craque, dentro e fora das quatro linhas.
O melhor poeta da nossa geração, apesar de só ser conhecido pelos que têm ou tiveram o privilégio do contato pessoal.

Yana Palankof disse...

Muito bonito.

Ana Angelica disse...

Davis querido,

Não sabia que você e um poeta, Parabéns. gostei. bjs

Nelânia disse...

... que esse coração possa pulsar muitas e muitas emoções!!

Saudações plenas!

JaqueLine disse...

Bom de mais, Davis!
Abraço

Maria PLima disse...

Adorei o poema. Muito Lindooooooo. bjsss da tia.

Marcelo Migliaccio disse...

Belo poema, mais um.