Google+ Badge

domingo, 19 de julho de 2015

Procuradores perseguem Lula e se baseiam em notícias dos magnatas bilionários de imprensa

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre

A direita quer impedir  Lula de falar, viajar, trabalhar e fazer política.
Trata-se de uma dupla de procuradores do DF, Anselmo Lopes e Valtan Timbó. Eles, sem sombra de dúvida, são de oposição ao Governo Federal, ao PT e ao ex-presidente Lula, que poderá ser candidato a presidente da República em 2018. Anselmo Lopes já é velho conhecido do Governo, de Lula, do PT e de milhares de eleitores que votaram no líder trabalhista e na presidenta Dilma Rousseff.

Tanto Lopes quanto Timbó representam os tipos de procuradores, além de promotores, juízes, agentes e delegados da Polícia Federal, que resolveram fazer política, bem como cooperar para que seus candidatos e partidos prediletos, geralmente conservadores, pois de direita, vençam as eleições. São procuradores politicamente alienados, tais quais os coxinhas de classe média, que se submetem, dia a dia, em uma verdadeira lavagem cerebral, às manchetes e às notícia da imprensa de negócios privados dos magnatas bilionários, que nunca são observados pela máquina de investigação e repressão do Estado. Jamais...

Suas ações e campanhas são pautadas por recortes de jornais e revistas de uma imprensa de mercado, que assumiu oficialmente sua posição oposicionista aos governantes trabalhistas quando das eleições, bem como engravidam pelos ouvidos ao verem os jornais televisivos e ao ouvirem as rádios, o que conta muito para a falta de discernimento sobre a verdade dos fatos, porque, nitidamente, o que se observa no Brasil é que este País está a passar por um processo ditatorial a cargo de promotores, juízes e policiais, que se tornaram a base de sustentação da oposição partidária liderada pelo PSDB, bem como pela imprensa familiar, capitaneada pelas Organizações(?) Globo, que há décadas interfere ilegalmente e até mesmo criminosamente no processo eleitoral brasileiro. E que eu saiba nenhum integrante da família Marinho foi investigado, denunciado, processado e preso por fazerem política no subterrâneo.

No Brasil, procuradores, juízes e delegados da PF não prendem tucano e muito menos barão de imprensa. Eles são simplesmente inimputáveis. Um absurdo nada republicano. E você sabe por que este processo injusto acontece no País? Porque, apesar dos 30 anos de redemocratização do Brasil, setores da Justiça, do MP e da PF ainda são intrinsecamente ligados ao status quo. Ponto. Não há como tergiversar sobre esta terrível realidade.

Trata-se de afronta à soberania da sociedade, por parte de agentes e servidores do Estado, a combater o Governo eleito pelo povo, por não aceitar seus programas sociais, a inclusão das camadas pobres da população brasileira, a política externa independente e não alinhada aos Estados Unidos. São os senhores que controlam o Estado e dentro dele trabalham em prol de atender aos interesses da burguesia — da Casa Grande, que sempre se beneficiou do poder do Estado para enriquecer, ter influência política nas altas esferas, e, com efeito, manter, indefinidamente, o status quo.

São homens e mulheres com origem na classe média e média alta. A pequena burguesia historicamente aliada das classes dominantes, que estudou Direito em universidades públicas ou nas particulares de ponta, plena de preconceitos de classe, ideológicos e políticos. O Ministério Público deste País, bem como as altas cortes da Justiça, representam, irrefragavelmente, o pensamento dos setores mais reacionários às mudanças sociais e econômicas que são efetivadas no Brasil desde a ascensão de Lula à Presidência da República em 2003.

Conservadores, tais procuradores se voltam contra o PT, sendo que Lula e Dilma ainda são duramente questionados e aviltados em suas cidadanias, porque ex-operário, vítima de um acidente de trabalho, sendo que a mandatária, que participou da guerrilha urbana na década de 1970, tornou-se alvo de escárnio de pessoas fascistas que chegaram ao cúmulo da patifaria e da sordidez quando colocaram à venda na internet um adesivo para ser colado nos buracos dos tanques de gasolina dos carros, com a imagem da presidenta de pernas abertas...

Não é necessário fazer mais comentários de como a direita brasileira de alma escravocrata é agressiva, plena de despudor e desprovida de limites éticos, porque se sente incomodada e irada por não controlar a Presidência da República. Para não passar em branco, o obsceno e abjeto adesivo de caráter misógino foi feito em Recife, e, pasmem(!), por uma mulher. Realmente, o bárbaro episódio denota que preconceito, desrespeito e violência não têm gênero ou sexo. Sobre o violento ataque à Dilma, a representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, disse, em nota: “É ultrajante e extremamente agressiva a apologia de violência sexual contra a presidenta da República, Dilma Rousseff, retratada em adesivos para automóveis, como expressão de misoginia e interpelação dos direitos humanos de mulheres e meninas. Tal episódio se configura como violência política sem precedentes (...)”.

A esquerda no poder realmente incomoda o establishment estatal e privado, que ora se une para combater e derrotar o Governo Trabalhista. Contudo, também é considerado sem precedentes o “sumiço” da procuradora titular do 1º Núcleo de Combate à Corrupção do MPF-DF, Mirella de Carvalho Aguiar, responsável pela apuração preliminar de um suposto tráfico de influência de Lula para privilegiar a construtora Odebrecht. Os advogados do líder político entraram com um pedido de anulação do inquérito criminal na Corregedoria do Ministério Público.

Os advogados de Lula ainda solicitaram a apuração da conduta do procurador Valtan Timbó Martins Mendes Furtado, autor do pedido de abertura do processo de investigação criminal contra o fundador do PT. A reclamação disciplinar foi protocolada no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) no dia 17 de julho. E não é para menos, porque é perceptível a qualquer leigo que acompanhe a política brasileira que as ações dos procuradores Anselmo Lopes e Valtan Timbó tem propósitos visivelmente políticos e partidários.

Lopes e Timbó são acusados de se moverem politicamente no que é relativo a criminalizar as viagens de Lula e por causa disso vão ter suas condutas avaliadas pelo CNMP. O primeiro, de forma rocambolesca e por seu livre arbítrio resolveu se pautar por recortes de notícias do jornal O Globo (sempre este pasquim panfletário, de direita e de oposição histórica aos trabalhistas) e o segundo, Timbó, sai diretamente do 7º Ofício Criminal, que não tem atribuição para tratar do assunto e resolve por conta própria rasgar a Resolução 27 de 2014, que determina que na ausência do procurador titular, no caso a procuradora, Mirella Aguiar, o seu substituto tem de ser membro do mesmo núcleo do MPF, ou seja, do 1º Núcleo de Combate à Corrupção.

É inacreditável que procuradores se movam por questões políticas, de foro íntimo e passam a intervir inadequadamente na política brasileira em âmbito nacional, ao ponto de esticarem a corda para que a oposição conservadora deste País tenha como alicerces principais de seus ataques as figuras eleitas e que não cometeram crimes de responsabilidade e de corrupção, a exemplo de Lula e Dilma. São verdadeiras estrepolias e jactâncias de servidores públicos pagos com o dinheiro do contribuinte.

Lula vai pagar um preço muito alto por ser quem ele é. A resumir: um político, assim como Leonel Brizola, que não foi cooptado pela casa grande, portador de dezenas de milhões de votos de cidadãos brasileiros e ideologicamente socialista e trabalhista, além de ser um dos favoritos a vencer as eleições presidenciais de 2018, e, consequentemente, sentar pela terceira vez na cadeira destinada aos presidentes no Palácio do Planalto, que a burguesia pensa que é dela, pois, desatinada, pensa que o Brasil foi construído por intermédio de gerações para servi-la. Ledo engano. O povo brasileiro mostrou algumas vezes que é o contrário, no decorrer da história. Ponto.

O problema desses procuradores e promotores é que, sem generalizar, a maioria não estudou história ou a leu de forma constante e desprovida de preconceitos. Esses homens e mulheres são burocratas, técnicos em Direito e muitos deles viveram desde cedo em ambientes distantes das necessidades e realidades do povo brasileiro. Afirmo, sem medo de errar, que falta sensibilidade social e conhecimento dos meandros e dos bastidores da política, dos partidos e principalmente de como funcionam, atuam e agem as grandes redações controladas pelos magnatas bilionários de imprensa.

Lula tem toda a razão de se defender e buscar reparação ao que é injusto e de caráter político e eleitoral. Os ex-presidentes, inclusive Fernando Henrique Cardoso — ídolo inimputável e inconteste da direita brasileira — viajam e fazem propaganda de seus países e de suas empresas, bem como criaram seus institutos. A verdade é que as forças populares do Brasil enfrentam uma situação de muito difícil, porque os conservadores se mobilizaram e vão fazer de tudo para não perderem, em 2018, a quinta eleição presidencial consecutiva. Lula tem força política, mas tem de se defender, com a participação sistemática do PT e dos movimentos sociais. A verdade é que os procuradores de oposição perseguem Lula e se baseiam em notícias dos magnatas bilionários de imprensa. É isso aí.

23 comentários:

Jorge Marcelo disse...

Anselmo Lopes e Valtan Timbó...mais dois integrantes do PSDB. Vamos que vamos! Mais um belo artigo de Davis Sena Filho...Rsrsrs

Henrique R disse...

A mídia hipócrita

Em um jantar de Lula com a Odebrecht, o dono da globo também estava no jantar.
Isto é a prova para incriminar Lula?

Henrique R disse...

Pronunciar o nome Lula - o melhor Presidente que o país já teve - ou, até mesmo, mostrar sua imagem, fere muito a sensibilidade das elites que dominam os jornais brasileiros.

Henrique R disse...

Seria isto um motivo para perseguição do grande Estadista Lula?

Em um Editorial, do "ABC" (Espanha) intitulado "Aciertos de Lula da Silva"

"Ninguém discute que o Brasil é o principal fator de estabilidade na Ibero-América. Sua musculatura estratégica evitou o pior, que é o populismo na região. O balanço da gestão Lula oferece um resultado notável..."

Será que isto fere a sensibilidade dos golpistas?

Henrique R disse...

Lula recebe Prêmio Internacional da Catalunha 2012 pelo combate à pobreza e à desigualdade e é destinado a pessoas que tenham contribuído com o desenvolvimento de valores culturais, científicos ou humanos.

Luiz Inácio Lula da Silva foi o vencedor do 24º Prêmio Internacional Catalunha 2012. O prêmio é destinado a pessoas que tenham contribuído com o desenvolvimento de valores culturais, científicos ou humanos.

E pasmem! Lula venceu por unanimidade uma eleição que contou com 177 nomes, de 57 países.

Será que os golpista estão feridos por causa disto?

Henrique R disse...

O traidor da pátria/FHC - aquele que disse que é bom ser brasileiro que ninguém dá bola - roda o mundo para o banco Itaú.

O sátrapa de Higienópolis/FHC, também recebeu dinheiro da Camargo para fundar seu iFHC.

A quem o subserviente FHC está servindo?

Por que têm tanto medo das eleições de 2018?

Henrique R disse...

E a rede sonegadora, ops, globo?

Por que ela quer fechar o Google no STF?

Por que?

Henrique R disse...

Quanto custou os deputados que votaram a reeleição do FHC?

O que faz o ex-presidente, para o Brasil, quando ele viaja bancado pelo Itaú?

O PSDB é inimputável?
Será que investigarão isto?
O que a mídia e seus lacaios dizem?

Alzira Medeiros disse...

Olha, acho o Davis um homem sofrido e também um dos seres humanos mais coerentes que conheci. Sua coragem é ímpar, mas acho ele muito triste e por isto sugiro que ele se cuide. Davis, que Deus te proteja.

Magda disse...

Ele nao disse isto idiota. Seja pelo menos alfabetizado.

Marcos Lúcio disse...

Absolutamente realistas e coerentes suas argumentações brilhantes. Realmente se deixarmos por conta da alienação do povo, da direitalha , inclusive presente na midia/imprensa privada nos dois sentidos, estaremos de pior à péssimo, afinal no " Brasil, procuradores, juízes e delegados da PF não prendem tucano e muito menos barão de imprensa. Eles são simplesmente inimputáveis". Por enquanto , lamentável e injustamente, só temos cadeia para pobre, preto e/ou petista, quase sempre.

Marcos Lúcio disse...

A absurdidade é tanta, e o caos da insegurança política tão evidente, que até José Carlos Dias (foi ministro da Justiça de FHC , de julho de 1999 a abril de 2000), manifestou-se assim:


PRISÃO SEM PENA


​(…)


Em 2011 foram introduzidas no Código de Processo Penal diversas medidas cautelares alternativas à prisão preventiva, como recolhimento domiciliar, suspensão do exercício de atividade econômica e monitoramento eletrônico do acusado.

Diz a lei que o magistrado tem o dever de aplicar tais medidas prioritariamente, admitindo-se a opção pelo encarceramento provisório apenas quando as cautelares alternativas à prisão não se mostrarem cabíveis. E a decisão de privar o cidadão acusado de liberdade durante o processo não pode guardar relação com o mérito da acusação, por caracterizar antecipação da pena.

É preciso coragem para afirmar que a luta contra os desmandos de corrupção não pode justificar excessos praticados por agentes públicos investidos da função de investigar e de julgar e que, pelos excessos, devem ser responsabilizados.

O justo clamor por moralização e combate à corrupção faz, por vezes, soar um ruído perigoso de aplauso às prisões sem pena. O anseio punitivo pode estimular excessos por parte daqueles aos quais é atribuída a tarefa de decidir com equilíbrio.

A prisão preventiva desmotivada ou decretada a partir de presunções arquitetadas subjetivamente, sem lastro em fatos concretos, vincula internamente o magistrado a compromisso de condenação à pena privativa de liberdade para justificar o mal praticado, afetando a imparcialidade que dele se exige.

Condena para justificar-se perante sua história pessoal e perante a sociedade, que poderá ficar perplexa diante de sentença absolutória em favor de alguém que amargou o encarceramento sem causa. O instante exige que se reflita com serenidade, para que a ânsia de reerguer este país combalido não nos leve ao caos da insegurança jurídica.

(…)

Jorge Marcelo disse...

Cala a boca Madga!!!!

Jorge Marcelo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Jorge Marcelo disse...

Prêmio Catalunha? Achei que fosse Prêmio Cachaçunha....kkkk

Henrique R disse...

"O problema desses procuradores e promotores é que, sem generalizar, a maioria não estudou história ou a leu de forma constante e desprovida de preconceitos."

E por falar neles:

- o filho do presidente do TCU tem R$ 13 milhões em imóveis - Tiago Cedraz.
Obs.: o tiago cedraz - filho do presidente do TCU, tem apenas 33 anos - é advogado e, também, é acusado de receber propinas milionárias de investigados na Operação Lava Jato.

Henrique R disse...

José Saramago: “O que chamamos de «poder político» converteu-se em mero «comissário político» do poder económico.”

Henrique R disse...

O conhecimento pesa de formas diferentes

- um forma os papagaios de telejornais e mídia golpista que só publica inverdades sem provas argumentais;

- outro,......., é melhor o maior Historiador do século XX - Eric Hobsbawn - explicar:
"Eu estudo história e nela vejo que a direita entende mesmo é de como manter seus privilégios, nem que para tal precise erguer impérios, fazer guerras, escravizar, explorar ou matar de fome, por isso sou de esquerda."

Marcos Lúcio disse...

Compartilhando...
Primeiro-ministro português rebate 'O Globo' e nega lobby de Lula

O primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, desmentiu nesta segunda-feira (20) matéria do jornal O Globo, publicada no domingo (19) sobre suposto lobby do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em favor da construtora Odebrecht. "O ex-presidente Lula da Silva não me veio meter nenhuma cunha para nenhuma empresa brasileira", afirmou, usando expressão portuguesa que significa "fazer lobby".

"Para ser uma coisa que toda a gente perceba direitinho, é assim. Não me veio dizer: há aqui uma empresa que eu gostava que o senhor, se pudesse, desse ali um jeitinho. Isso não aconteceu. E nem aconteceria, estou eu convencido, nem da parte dele, nem da minha parte", afirmou também o primeiro-ministro português.

De acordo com a reportagem do Globo, o pedido de Lula em favor da Odebrecht teria relação com a privatização da Empresa Geral de Fomento (EGF), de Portugal. Em nota divulgada ontem, a assessoria de imprensa do Instituto Lula acusou o jornal de omitir informações sobre o assunto. "O jornal O Globo não se atenta aos fatos e faz distorções para prejudicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva".

>> Dilma: "Até reis defendem seus interesses nacionais"

As declarações de Passos foram feitas a jornalistas portugueses ao final de uma conferência, num hotel de Lisboa. O chefe do executivo adiantou que não recebeu nenhum pedido de informações das autoridades judiciais brasileiras sobre este assunto. "Não, nenhum", assegurou.

Paulo Blanc disse...

Jorge Marcelo é um reles vagabundo. Ah, coxinha burro que não sabe interpretar texto.

Rapa Capa disse...

Este mentecapto do Jorge Marcelo ironiza as palavras do Henrique, mas sem nenhum argumento é base. O imbecil ri como uma hiena com cérebro de camarão. O Henrique apresenta fatos e ocorrências e situações que aconteceram e acontecem e vem esse cretino do Jorge Marcelo falar merda. Mais uma vez o grande articulista, Davis Sena Filho, deixa claro a todos que esses procuradores estão fazendo oposição ao governo e principalmente a Lula, que, se Deus quiser, vencerá as eleições de 2018.

Henrique R disse...

A nossa(?) mídia está condenada a jamais se assumir publicamente como portal de direita.
Por isso mente.
Por isso sofre.
Por isso ela cria só papagaios de suas mentiras.
Por isso joga todas as fichas na possibilidade de virtualizar e desconstruir a realidade.

Anônimo disse...


"PF blinda José Serra e coloca tarja preta sobre nome do senador em relatório da Lava Jato"

??????

Henrique