Google+ Badge

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O RATO — DE ANTEMÃO



ESPAÇO BICO DE PENA — Blog Palavra Livre

 
Cuidado com o rato
Que come o queijo
E rói a roupa

Bate a porta do quarto
Tranque a do guarda-roupa
Vou morrer sem dinheiro

O tempo foge das mãos
Rugas avisam que o meu
coração bate mais devagar

É a férrea realidade
De conhecer a expressão
Dissimulada em cada olhar

O sorriso rito
O sorriso largo
A graça. A gargalhada

O tédio e o choro
A palavra falada alta
Através do canto e da dor

O silêncio resignado
Calculado no barulho
Sistemático das desilusões

A luta pelo poder
E o aperto de mão
A quem não respeitas

O terno, a farda, a toga, a batina
A mansão, a casa, a palhoça
Paredes de hipocrisia

O bem-estar não vou alcançar
Sou homem e sei da minha condição
Sou lúcido e por isso busco o prazer

O céu que eu enxergo não é azul
O sol que me queima não me deixa cego
Verde não é a cor dos meus campos

O branco para mim é melancolia
Não acredito em psicologia
E uma garrafa de vinho me traz paz

Filho da puta; você jura, amigão...
Gosto muito da sua coleção de livros
Mas não casa com a minha irmã, não

O chefe não gosta de mim
Ele sabe que eu não o respeito
Pois sei que ele é uma fraude

Tenho aquilo roxo
Não sou provinciano
Apesar de ser jornalista

O rato rói a minha crença
A roupa e a mobília da sala
Não sou o rei de Roma
Feche as portas da casa

Davis Sena Filho
15/04/1991

5 comentários:

Maribel Dias kroth disse...

Lindo esse texto Davis, mas muito melancólico e triste, para começar o ano,eu te desejo um 2013 de muita paz e realizações, muita saúde, e muita garra para continuar, com fé em Deus, essa tua batalha para combater o bom combate, FELIZ ANO NOVO!

Graziela disse...

rs
Aposto que gosta de políticos vagabundos , cachaça Pt corrupção malandragem Verdade o rato está roendo a sua crença.
Muito ridículo o "poema..Triste! Pudera! Com todo o conteudo que li por aqui.o senhor é da turma dos mensaleiros; aah desculpe, ISSO é coisa da Imprensa nunca houve MENSALÃO.
Também o poste não existe é um boneco assassino.
rs "Essa é a minha opinião.

Davis disse...

Graziela, ridícula é sua incapacidade para discernir e pensar. Outra coisa: deixa de ser idiota.
E outra coisa: Vagabundos são os quadrilheiros que venderam o Brasil.
Mais uma coisa: você, pela foto é nova, mas seu pensamento é carcomido, defasado, senil, ultrapassado, conservador e de direita.
Ou seja, jovem e de direita.
Sua opinião é publicada, mas, evidentemente, seu discernimento sobre a realidade dos fatos é nenhum, pois vazia no que diz respeito a pensar.

Davis Sena Filho disse...

Foi o único poema que o ódio vem da mulher
O amor de outra

Davis Sena Filho disse...

Tudo o que falei é idiotice. É verdade.