Google+ Badge

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Urgente: cadeia para o Pedro Parente! Temer assalta o Pré-Sal! Moro solta a mulher de Cunha para salvar o golpe

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


"A Lava Jato e a venda da Petrobras e do Pré-Sal se coadunam — incorporam-se. Não são fatos isolados e separados, porque, dentre outros inúmeros atos e ações acontecidos neste País após a deposição de Dilma Rousseff, tais  realidades se cruzaram e se misturaram, porque farinha do mesmo saco". (DSF)

O presidente golpista da Petrobras, Pedro Parente,  e o presidente traidor e usurpador, *mi-shell temer, e suas galerinhas fundamentalistas do mercado são uns gênios: transformaram a Petrobras, uma das maiores e mais poderosas empresas estatais do mundo, em um petroleira que não quer ter petróleo. É isto mesmo. Surreal, mas esta é a mórbida e degradante realidade. A Petrobras, estatal de enorme importância estratégica para o Brasil, abre mão de ser uma das controladoras principais do planeta do comércio de compra e venda de gás, óleo e de todos os inúmeros produtos originários do "ouro negro" para ser doada à gringada esperta e malandra, que jamais entregaria suas riquezas, seu patrimônio e seu destino e futuro.  

A ser assim, cria-se a convicção de que Pedro Parente é um estúpido de má-fé e deveria ser expulso sumariamente da presidência da Petrobras, a ir diretamente para a cadeia e, consequentemente, ficar privado de sua liberdade, já que ele gosta tanto de vender e privatizar o que é da Nação e do povo brasileiro. Lugar de (mau) Parente é a cadeia! Cadê os "nacionalistas" do MPF, da Justiça e da PF para denunciar a farra de tal irresponsável e traidor? Ah, os meganhas e togados estão muito ocupados, pois a tratar de suas famas e vaidades e cuidar do barquinho e do pedalinho dos netos da dona Marisa Letícia e a acusar escandalosamente e vexatoriamente o Lula de ser dono de triplex e sítio que nunca foram dele, sendo que está mais do que comprovado.

Mais uma vez a lembrar e a ressaltar: antes de tudo e de qualquer coisa o golpista Pedro Parente deveria estar preso, a pesar-lhe diversos crimes, inclusive os de participar de golpe de estado, trair os interesses do Brasil, cometer crimes de lesa-pátria, bem como a Petrobras e todas suas subsidiárias e ações vendidas têm de ser urgentemente devolvidas ao Brasil e seu povo com a ascensão do próximo presidente da República eleitor pelas urnas, de acordo como reza a Constituição de 1988, que está a ser violada, dia após dia, pelos golpistas e usurpadores que tomaram a Presidência da República de assalto por meio de um golpe cucaracha, mas violento, que deixou o Brasil humilhado perante o mundo e mais uma vez na condição de uma reles republiqueta das bananas, que é a cara das "elites" servis e colonizadas deste País.

O lugar de Pedro Parente é a cadeia! Lugar que lhe serve como a serventia da casa do povo brasileiro, que é o Brasil, País que de tempos em tempos se estabiliza democraticamente e economicamente e por períodos curtos, pois as oligarquias brasileiras perdedoras de eleições e totalmente autoritárias e arbitrárias tratam logo de interditar o processo democrático e bagunçar o País, com propósito de controlar o poder político e governamental, bem como se ocupar de tomar conta do Orçamento da União, de forma que garanta ainda mais privilégios e benefícios a uma casta escravocrata e provinciana de ricos e muito ricos.

O golpista Pedro Parente, na Petrobras, representa a tomada do Estado por grupos privados, que lutam diuturnamente para transferir as riquezas do Brasil e dos trabalhadores para o mundo empresarial, principalmente à iniciativa privada estrangeira, como fazem agora com a venda da Petrobras e do Pré-Sal, assim como confiscam a força os direitos trabalhistas para gerar mais lucros aos empresários, além de repassar o dinheiro da previdência pública para a previdência privada dos bancos e de outras empresas que atuam nesse setor.  

Portanto, é sempre necessário asseverar repetidamente que o golpista tucano, privatista, neoliberal e fanático do mercado, Pedro Parente, deveria estar preso, se no Brasil procuradores, delegados da PF e juízes fossem realmente republicanos, não seletivos, imparciais e não ficassem tão concentrados com seus ódios e preconceitos de classe, políticos, ideológicos e, com efeito, investigarem, obsessivamente e diuturnamente, os pedalinhos e barquinho dos netos de Lula comprados por Dona Marisa Letícia, a avó dos meninos já falecida, porque não suportou a perseguição, o desrespeito e a vilania de certos operadores da Lava Jato do powerpoint leviano e mentiroso e de acusações frívolas e desprovidas de veracidades.

Servidores públicos de mordomias, privilégios e salários pornográficos pagos pelos contribuintes brasileiros e que fecham os olhos para não investigar os crimes de Pedro Parente, que desde os tempos de FHC responde a vários processos nos tribunais. Os brasileiros estão a ser pilhados pelo governo golpista ocupado por uma camarilha. Um governo de patifes que é tratado como pária terceiro-mundista pelas autoridades estrangeiras.

A sociedade está a observar as ações de togados e meganhas que prevaricaram quanto às perguntas e às acusações de Eduardo Cunha a *mi-shell temer, quanto aos crimes de Aécio Neves, quanto à absolvição de Cláudia Cruz por parte de Sérgio Moro, que, juntamente com seus asseclas, demonstra não se importar com os crimes praticados por Pedro Parente contra a Petrobras, que está a ser desmontada e alienada, como se este inconsequente e irresponsável fosse o dono da histórica estatal e que aparenta ser isento de responder por seus maus atos e ações de carácteres predatórios.

Além disso, a atitude do juiz Sérgio Moro, do PSDB do Paraná de inocentar a mulher do presidiário Eduardo Cunha traduz, ipsis litteris, o escárnio, a desfaçatez e o deboche praticados por agentes do Estado que politizaram-se, partidarizaram-se e ideologizaram-se, a fim de interditar o processo político e democrático, bem como facilitar o desmonte do Estado nacional, como ocorre, por exemplo, com a Petrobras  e o Pré-Sal. São visíveis essas questões. Não tem como tergiversar. Inaceitável.

Moro deveria ser afastado do seu cargo e de sua função, ser investigado e, se ficar comprovado que tal juiz de primeira instância está a prevaricar para fazer política, a solução é realmente afastá-lo e puni-lo, pois não é possível acreditar que tal juiz, juntamente com delegados e procuradores, não soubessem dos crimes cometidos por Aécio/*temer/Cunha — o trio que realmente está no olho do furacão, a atingir em cheio o PSDB e o chefete fantoche do governo mais corrupto, antinacionalista e antipopular da história da República.

A deposição da eleita e legítima Dilma Roussef e a tomada do poder central por ladrões e corruptos é também o resultado da participação político-partidária mórbida e nociva de agentes do Judiciário travestidos de arautos da moralidade e dos bons costumes. Nada mais hipócrita, cínico e udenista/lacerdista. Aliás, Carlos Lacerda é até hoje o sonho de consumo da direita tupiniquim, da casa grande escravocrata dos trópicos terceiro-mundistas.  

A verdade é que as delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista e de seus executivos da JBS atropelaram o controle draconiano por parte dos operadores da Lava Jato quanto às delações e suas repercussões por meio de vazamentos seletivos à imprensa de mercado, que sistematicamente tinham e têm o propósito de combater os ex-presidentes Lula e Dilma, assim como o PT, já que atores importantes da política nacional, sendo que o Lula lidera até agora todas as pesquisas eleitorais em todas as regiões de País.

Lidera mesmo a ser covardemente perseguido por servidores públicos do Judiciário e ser chamado de "corrupto e ladrão" pelas mídias golpistas e hegemônicas com a participação da despolitizada e preconceituosa classe média coxinha — a portadora de incomensurável e inenarrável complexo de vira-lata e que se informa há 50 anos pelo Jornal Nacional da Globo, que vem a ser propriedade da famiglia Marinho, que desde os tempos do grande presidente Getúlio Vargas participa de crimes de golpe de estado contra mandatários eleitos, trabalhistas, nacionalistas e de esquerda. Lamentável.  

Agora há pouco, o procurador do MPF do Paraná e obsessivo por Lula, Carlos Fernando dos Santos Lima, anunciou que o órgão recorrerá da decisão do juiz Sérgio Moro, que como já disse anteriormente absolveu a jornalista Cláudia Cruz, a mulher de Eduardo Cunha do crime de lavagem de dinheiro. Disse o procurador parceiro de Moro: “Nós sabemos que parte desses valores [propina recebida por Cunha] foi utilizado por Cláudia para comprar bens de alto valor. Acredito que isso [a absolvição] decorre muito mais do coração generoso de Moro, que a absolveu por ser esposa de um criminoso, ligado à corrupção” — disse, quase num deboche, o procurador Carlos Fernando.

Como assim cara pálida? Moro tem um coração generoso? Só se for para os seus ou para os que compõem seu lado e sua presumível noção de justiça, que hipoteticamente se baseia na isenção e na imparcialidade, o que "não vem ao caso" ao magistrado. A verdade é que o  Sérgio Moro se trata de juiz partidário, parcial, seletivo e injusto. Comete sistematicamente ações e atos persecutórios e tratou os que ele considera como inimigos políticos com violência, desrespeito e desfaçatez, como é o caso de Lula e sua família, de José Dirceu, de José Genoíno, de João Vaccari Neto, de Delúbio Soares e de muitos outros, além de tentar e não conseguir destruir o PT, a fim de extingui-lo, de forma que o partido seja desconstruído e criminalizado, a redundar na impossibilidade de vencer eleições, principalmente as presidenciais de 2018.

Moro é parte da luta pela consolidação dos interesses da direita partidária, de setores atrasados do empresariado e dos magnatas bilionários da imprensa de negócios privados, que agora apostam no golpe dentro do golpe, que se traduz nas eleições indiretas, a ser colocado na Presidência da República um títere escolhido pelas oligarquias nacionais e subalternas à plutocracia internacional. Pode ser qualquer um, contanto que a direita garanta para si o Palácio do Planalto.

Depois a burguesia de alma escravocrata analisará melhor e com mais calma como impedir de o Lula ser candidato, bem como não permitir que candidatos de esquerda vençam as eleições. O jogo é pesado e o Moro et caterva do STF e da PGR sabem disso: o Brasil como fazendão atrasado, exportador de produtos primários para os EUA, além do paraíso de mão de obra barata e ignorante para servir a burguesia e a pequena burguesia, que pensa ser de "elite" e sonha em frequentar os rega-bofes da casa grande. Apenas sonha, porque todo idiota realmente não se enxerga. Trata-se do babaca alienado em toda sua profusão e plenitude.

Dona Marisa Letícia foi massacrada e morta pelo processo persecutório e predatório por parte de agentes do Judiciário, que realizaram até hoje a maior perseguição a um presidente da República em todos os tempos, a superar Getúlio, Jango, Brizola e até Dilma, que está sofrida por ser perseguida caninamente por servidores concursados que consideram o Estado como se fosse deles. Só o que faltava, pois um acinte. O Estado é do povo contribuinte e cidadão. Ponto.

São três anos de covardias de toda a monta contra o ex-mandatário e o político mais importante da América Latina. O pecado de Lula, na verdade, foi ter sido presidente e, mais do que isto, ter sido reconhecido como competente e humanista em âmbito mundial. E aí, camarada, matou de ódio, preconceito e inveja a casa grande tacanha e perversa, bem como também os coxinhas de classe média, que são as piores coisas que um País possa ter em seu dia a dia, porque simplesmente abomináveis e repulsivos.

Sérgio Moro é um caso perdido, e Carlos Fernando dos Santos Lima está apenas a tergiversar, a manipular e a distorcer a verdade e a realidade. E sabe por quê? Porque os operadores da Lava Jato, a exemplo de Carlos Fernando, não vão permitir que o Cunha abra a boca porque se sente revoltado por sua mulher estar presa e sendo acusada de corrupta. Se o Cunha abrir a boca, o governo golpista PSDB/*temer cai agora. Os togados e meganhas são, antes de tudo, políticos e cuidam com atenção redobrada para que o Lula não seja candidato, tanto que irão tentar condená-lo para que não tenha chance de competir.

Eles cuidam muito "bem" para que o Lula não seja candidato, ressalto novamente, para que a direita historicamente corrupta não caia de joelhos, definitivamente, em um momento decisivo para seu futuro eleitoral, que é a escolha de um presidente-fantoche por via indireta por parte do Congresso mais corrupto e sem credibilidade da história, que possui 298 parlamentares a responder processos, além de mais de 300 terem sido comprados por Eduardo Cunha para derrubar a legítima Dilma Roussef.

Congresso de ladrões! E o juiz Moro a tripudiar com a Nação ao inocentar a mulher do Cunha. E o procurador Carlos Fernando a dar satisfações mequetrefes e rastaqueras, de maneira que as pessoas comuns pensem o seguinte: "Olha, a Lava Jato é imparcial e o MPF irá recorrer do que já foi decidido pelo seu juiz parceiro de perseguições políticas e partidárias". Durma-se com um barulho desse!

Enquanto isso, a dona Marisa Letícia que não roubou por ter sido uma cidadã séria e honesta por toda sua vida, tal qual seu marido Lula, como comprovam os 40 anos que o investigam, ainda é tratada como ré por esses servidores públicos partidarizados e parciais, que causam revolta e indignação à grande parte da população brasileira, a exceção dos coxinhas, que depois dos casos do Aécio/*temer/Cunha não podem realmente ser levados a sério. Suas panelas e micaretas travestidas de protestos se calaram, sendo que agora eles se recolheram às suas insignificâncias e ignorâncias. Nem para lutar por seus direitos previdenciários e trabalhistas esses coxinhas de barrigas cheias, irresponsáveis e analfabetos políticos servem.   

Voltemos ao Pedro Parente. Tal indivíduo não tem legitimidade profissional e moral para vender um parafuso pertencente à Petrobras. Trata-se, ressalto pela milionésima vez, de um executivo completamente alienado sobre as questões brasileiras e totalmente fundamentalista no que diz respeito às privatizações do patrimônio púbico brasileiro. O que esse sujeito tem realizado na Petrobras é digno de cadeia, bem como seu chefe, o terrível e horrível *mi-shell temer já morreu e ainda não sabe, pois, sem sombra de dúvida, trata-se de um cadáver político, como o é hoje também o tucano Aécio Neves, que foi blindado, repito, pelo juiz Sérgio Moro e pelos procuradores e delegados federais, principalmente os da força tarefa da Lava Jato. Inacreditável.

Se o Judiciário brasileiro fosse realmente sério e não tivesse se transformado em uma pantomima de si mesmo como demonstram os operadores da Lava Jato, que se especializaram em elaborar factoides políticos e partidários para combater o Lula por meio de acusações frívolas e inconsequentes, bem como por intermédio das manchetes mentirosas, levianas e criminosas da imprensa de mercado controlada por magnatas bilionários monopolistas e historicamente golpistas, certamente que a Petrobras estaria preservada, assim como as péssimas ações de lesa-pátria e traição de Pedro Parente seriam, evidentemente, duramente questionadas e, quiçá, proibidas.

Contudo, neste País surreal onde golpistas e usurpadores como o Pedro Parente vicejam como as ervas daninhas e os insetos que destroem plantações, tudo lhes é permitido, porque o que importa é fazer com que o Brasil não tenha condições de determinar e controlar seu próprio destino e futuro, pois basta às oligarquias golpistas que seus interesses sejam garantidos, porque a verdade é que para essa gente de mentalidade curta e rasa o que importa é ter muito dinheiro e patrimônio.

Exatamente isto, até porque a casa grande brasileira se sente estrangeira e estranha em seu próprio País, além de ser aliada dos países hegemônicos, bem como despreza, sobretudo, tudo aquilo que possa beneficiar o povo a quem a burguesia detesta, assim como odeia qualquer pensamento e ação que vise o desenvolvimento do Brasil. A verdade: O Brasil para poucos e a serviço de seus bolsos. Esta mórbida e perversa realidade é a cara e a alma dos milhares ou milhões de "pedros parentes" que rodam por aí perante a vida.

Mesmo a fazer parte de um governo ilegítimo e rejeitado por 95% dos brasileiros, o golpista Pedro Parente anunciou que a Petrobras não irá explorar cinco dos oito campos do pré-sal que serão leiloados em outubro. Parente optou por mentir e alegou para disfarçar mais uma crime de lesa-pátria de sua autoria que a estatal não tem dinheiro para explorar uma riqueza ainda não plenamente conhecida que ela mesma descobriu por intermédio da competência tecnológica e científica de seus pesquisadores, técnicos e trabalhadores.

Trata-se de bandalheira da grossa e da farra incontrolável propiciada por vândalos e predadores do nível de Pedro Parente. Enquanto todas as Nações desenvolvidas e sábias cuidam de suas reservas energéticas, que são finitas, ou seja, acabam, o Brasil de joelhos e humilhado do corrupto e golpista *mi-shell temer abre as pernas para ser prostituído por Shell, Exxon, Total e Chevron.

Uma verdadeira orgia com o dinheiro e o patrimônio público proporcionada por autoridades ilegítimas que estão a impor um programa econômico e de governo que foi derrotado quatros vezes nas urnas. A venda dos ativos da Petrobras é fato real e que deveria levar à cadeia por muitos anos de todos esses meliantes que tomaram o poder de assalto como os bandidos tomaram de assalto as ruas, os comércios e as residências em todo o País.

Agora, precisa-se observar o seguinte: corporações compraram patrimônio público do Brasil de agentes públicos e privados ilegítimos de governo usurpador e golpista. São compras de mercadoria ilegal. Ponto. Quem compra produto de bandidos também o é bandido, conforme tem demonstrado, inclusive, a imprensa familiar e empresarial, sem deixar quaisquer dúvidas á sociedade brasileira.

Se as grandes transnacionais de petróleo com a cumplicidade de seus respectivos governos apostaram em se dar bem, em levar a melhor, optaram por dar uma de "joão sem braço" para abocanhar as riquezas que não lhes pertencem, têm de também de estar prontas para perder tudo, pois o que foi até agora roubado da Petrobras e do povo brasileiro tem de ser severamente tomado de volta, assim como as multinacionais ainda terão de pagar multas altíssimas por causa de suas cumplicidades com golpistas bananeiros que derrubaram presidente legalmente eleita, rasgaram a Constituição e mandaram para o espaço o Estado de Direito, além de humilhar profundamente o povo brasileiro, a prejudicá-lo covardemente e perversamente em seus direitos e garantias.

Pedro Parente acabou com a Petrobras, e lamentavelmente transformou uma petroleira de alto conhecimento científico e tecnológico em uma imensa loja de departamentos que abre mão de investir em si e desistir de competir para disputar o mercado internacional do petróleo e investir o dinheiro no desenvolvimento educacional do povo brasileiro, além de outros setores como a saúde e o crescimento de mercado interno, principal responsável por gerar empregos para os trabalhadores brasileiros. Parente está a empregar estrangeiros, pois a prejudicar seriamente a indústria naval e a contratar plataformas de petróleo no exterior. Não encontro palavras para definir sujeito tão ordinário.


O executivo sem noção do que é soberania e nacionalidade e os golpistas aboletados, que transformaram o Palácio do Planalto em um serpentário, têm de ser presos por cerca de 30 anos, após passar esse tsunami que arrasou com o Brasil, bem como este País tem de, por intermédio de um governo eleito e legítimo, tomar a Petrobras de volta, assim como todas suas subsidiárias, doa a quem doer, a quem se sentir contrariado mesmo a ter consciência da bandalheira promovida e patrocinada pela direita. *temer assalta o Pré-Sal! Moro solta a mulher de Cunha para preservar e salvar o golpe. Urgente: cadeia para o Pedro Parente! É isso aí. 

2 comentários:

Beatriz Longini disse...

Texto simplesmente brilhante. Disse tudo o que eu queria dizer. Sem nada mais a acrescentar.

Marcos Lúcio disse...

Assertivo, lúcido, patriótico, oportuno e brilhante como sempre.IMPERDÍVEL E DEVE SER COMPARTILHADO COM TODOS QUE AMAM O BRASIL QUE PODERIA DAR CERTO, não fossem os eternos golpístas criminosos ou as cadelas direitalhas do fascismo sempre no cio.Destaco:"os coxinhas, que depois dos casos do Aécio/*temer/Cunha não podem realmente ser levados a sério. Suas panelas e micaretas travestidas de protestos se calaram, sendo que agora eles se recolheram às suas insignificâncias e ignorâncias. Nem para lutar por seus direitos previdenciários e trabalhistas esses coxinhas de barrigas cheias, irresponsáveis e analfabetos políticos servem".