Google+ Badge

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Marina é a direita, estúpido! Quem nunca comeu melado se lambuza

Por Davis Sena FilhoBlog Palavra Livre
Marina é oposição pra valer, mas contra o Brasil. Chico Mendes, a quem Marina chamou de elite foi assassinado por fazendeiros — a verdadeira "elite".

No decorrer de sua campanha eleitoral, Maria Osmarina Silva de Souza, a Marina Silva, disfarçou, manipulou e mentiu. A “Sonhática” deu declarações com ideias desconcatenadas, de forma proposital, pois sabedora que seu programa de governo está mais à direita do que o do tucano Aécio Neves, o outro candidato a presidente de espectro conservador, cujo partido, o PSDB, à frente o ex-presidente FHC — o Neoliberal I —, vendeu o Brasil.

 

Por seu turno, o “príncipe” dos sociólogos considerado “gênio” pelos burgueses, pequenos burgueses (classe média) e pelos jornalistas e seus patrões que militam no Partido da Imprensa Golpista (PIG) foi ao FMI três vezes, de joelhos, humilhado e com o pires nas mãos, porque quebrou o Brasil três vezes. Marina compreende tudo isso o que ocorreu no poderoso País latino e sul-americano, mas foi cooptada pela Casa Grande, e, ao que parece, adorou seus salões luxuosos, bem como se deslumbrou. Quem nunca comeu melado quando come se lambuza.

 

O deslumbramento e a ingratidão, sobretudo, são os calcanhares de Aquiles de qualquer cidadão, ainda mais quando se trata de um político. Marina é uma mistura de FHC com Levy Fidelix. Só que usa saia. Sua dialética é propositalmente confusa, porque, na verdade, Marina é intelectualmente simplória e, por causa disso, suas teses políticas são frágeis e as argumentações para defendê-las pecam no que concerne a distinguir com clareza os conceitos do que é discutido.

 

A resumir: ela não comprova, por A + B, o que está a dizer e a defender. Esse processo “osmarinês” de ser e agir se torna explícito para quem a observa com acuidade e atenção. Por isso, a queda nas pesquisas, porque Marina tem dificuldade para convencer o eleitor, independente de sua classe social e nível de instrução, que pensa e reflete sobre o que a Marina afirma. Além disso, a maioria dos brasileiros tem origem pobre ou de classe média baixa, e sabe muito bem que sua vida melhorou nos últimos 12 anos de governos trabalhistas.

 

Essa é a questão fundamental e que incomoda efetivamente a direita brasileira, por saber que seus votos minguaram ainda mais nas classes populares e até mesmo nas classes médias. Reverter essa realidade requer um trabalho hercúleo da direita, que aposta todas as suas fichas na imprensa de negócios privados. Acontece que o poder midiático também tem limite. O limite é a urna, onde cada brasileiro, antes de depositar o voto, reflete sobre sua vida e de sua família, fator que, sem sombra de dúvida, é muito mais importante do que as opiniões dos editores, dos comentaristas, dos colunistas e dos repórteres empregados dos magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas.

 

Magnatas economicamente poderosos e que se utilizam de suas mídias de concessões públicas para fazer oposição ao Governo Trabalhista e ao PT. Capitalistas influentes que decidiram protagonizar o embate político, de forma muitas vezes ilegal, porque a imprensa corporativa e de mercado tomou o lugar dos partidos de direita, a exemplo do PSDB, do DEM e do PPS, que estão inacreditavelmente tutelados e pautados pelo sistema midiático alienígena e privado. Por sua vez, pasmem, o PSB jogou sua história na lixeira e hoje tem uma candidata que atua à direita do candidato tucano, Aécio Neves. Seria cômico se não fosse trágico e surreal.

 

Voltemos à Marina. A candidata da Casa Grande, ou seja, dos banqueiros, dos setores mais conservadores da indústria e do comércio, dos coxinhas de classe média (que não suportam ver pobres freqüentar os lugares que eles freqüentam), das ONGs capitalistas e multinacionais, além de íntima dos interesses dos governos dos países ricos e hegemônicos, nunca administrou nada com competência. Quando titular do Ministério do Meio Ambiente durante quase seis anos, seus resultados foram pífios, sendo que em dois anos o seu sucessor, o deputado Carlos Minc, obteve resultados bem melhores do que os de Marina Silva. Quem não acredita, que vá pesquisar na internet e faça as comparações.

 

Marina Silva não dialoga. Impõe. Ela não tergiversa ou vacila quando se trata de concretizar seus interesses e os das entidades as quais representa. Chega a ser obsessiva. Marina se tornou uma política de direita, pois seu programa de governo atesta o que eu falo. A sua essência programática vai ao encontro de teses alienígenas, no que diz respeito a atender aos interesses do establishment internacional, mas contrários aos interesses do Brasil.

 

Proposições que tem por finalidade impor aos países do terceiro mundo e em franco desenvolvimento, a exemplo do Brasil, suas agendas no que é relativo à ecologia, à biodiversidade, aos diferentes ecossistemas, enfim, às florestas, aos mares, rios e oceanos. Marina participa dessa engrenagem multinacional com destaque mundial. E não poderia ser ao contrário, afinal a “Sonhática” é militante ferrenha dessas causas, além de ser candidata a presidente da República de um País que é a sétima maior economia do mundo e que se tornou protagonista de uma diplomacia não alinhada aos interesses dos EUA e da União Europeia.

 

Por sua vez, a candidata da “sustentabilidade” e da “nova política”, juntamente com o Aécio Neves, é a esperança dos setores burgueses mais conservadores de o Brasil voltar à sua condição subalterna e de dependência dos países ocidentais de caracteres colonialistas. Trata-se da nostalgia histórica do rico tutelado, bem como colonizado culturalmente e mentalmente. Marina Silva mostrou, no decorrer do tempo, ser sua carreira de viés oportunista e rancoroso, porque jamais aceitou ser preterida pelo presidente trabalhista, Luiz Inácio Lula da Silva, que escolheu Dilma Rousseff para ser candidata a presidente.

 

De acordo com Lula, a opção por Dilma se deve à competência, afinal a mandatária trabalhista luta pela reeleição e foi a principal agente do Governo Lula, no que tange à coordenação dos programas sociais e das obras de infraestrutura, que mudaram para sempre a cara do Brasil, um País que debelou a crise internacional de 2008, por intermédio do fortalecimento do mercado interno, das relações comerciais com novos parceiros através dos Brics, do Mercosul, da Unasul e das relações Sul-Sul, em termos hemisféricos.

 

Emprego e renda: eis as bases dos governos trabalhistas de Lula e Dilma. E é exatamente isto que a direita brasileira quando esteve no poder nunca deu ao povo brasileiro. A direita antipovo, antinacional, entreguista, antidemocrática, golpista e historicamente escravocrata. A Resumir: a pior direita do planeta, porque pelo menos os partidos de direita e a burguesia dos países ricos o são nacionalistas, bem como os coxinhas estrangeiros, o que não acontece com os colonizados pequenos burgueses brasileiros, que adoram ir a Miami, a Orlando e abraçar o Mickey para dar uma de pateta.

 

Para quem ainda tem dúvidas quanto às realidades que se apresentam, afirmo o seguinte: “Marina Silva é a direita, estúpido! Ela se deixou ser cooptada pela Casa Grande, que, desesperada, apoia qualquer candidato que possa derrotar o PT, mesmo se tal candidato tenha origem no Partido dos Trabalhadores. Quem nunca comeu melado quando come se lambuza. É o caso da “Sonhática”, aquela que ninguém entende o que ela fala. É isso aí.

26 comentários:

Dorinha Vasconcellos disse...

BRAVO!!! BRAVO!!! BRAVO!!!

Marcelo Migliaccio disse...

"Abraçar o Mickey para dar uma de pateta". Muito bom, escreves cada vez melhor!

Anônimo disse...

Ótimo! Este blog vai para os meus favoritos!

Anônimo disse...

Chama o leitor de estúpido por não enxergar a realidade de Marina Silva.
Uma verdadeira direitista, sem discussão.
Bravo, patetas e estúpidos, também esta em meus favoritos.
Fui.
Assinado estúpido
ops
babalu - ou baba-cu como preferem alguns intelectuais.

Jorge Marcelo disse...

Davis é o maior cabo eleitoral da Marina Silva, visto que é considerado o Mick Jagger do jornalismo político (tudo o que ele prevê acontece ao contrário). As pessoas esclarecidas entendem que quanto mais um sujeito sem credibilidade escreve sobre a Marina mais força a sua candidatura ganha. Continue escrevendo esses textinhos fajutos sobre Marina e Aécio, Davis.

Magda Magalhães. disse...

Jorge Marcelo, és tu quem lê o Davis Sena Filho e não o contrário. E o articulista um dos mais lidos do Brasil 247 e do Blog da Dilma cujos textos são disseminados por toda internet. Conheco o Davis há 23 anos e te garanto: ele cobriu o Congresso e, ainda jovem, a Constituinte, além de ter trabalhado nos setores público e privado. Fico intrigada com o seu ódio ideológico e irracional. Você parece ser obsessivo e invejoso. Crie um blog pra você e vá ah luta. Você não conhece a historia do Davis Sena e muito menos, pelo que vejo, os bastidores da política. Suas opiniões contra o Davis não refletem a realidade dos fatos e com o número de leitores que ele tem. Agora, te pergunto: quem é você? Você lembra a raposa da fábula "A raposa e as uvas". A verdade é que é você que não deixa de lê-lo. Menos ódio e inveja, cara. Você é medíocre.

Magda Magalhães. disse...

Jorge Marcelo, assuma que você é de direita e por isso discorda do articulista. Seria mais honesto de sua parte.

João Marvio disse...

Magda, é perda de tempo falar com esse imbecil. Nunca contra-argumenta. É um babaca com miniscula capacidade cognetiva. Só faz ataques pessoais a quem ele inveja. Resumindo: ele não passa de um frustrado que ninguém lê e se importa. É o famoso quem. O artigo do Davis é digno de aplauso. Vou repercuti-lo em todas redes sociais que tenho acesso. O Davis tem influência e seus textos são lidos com atenção por muita gente da grande mídia e por gente que tem poder no setor público. Esse cara medíocre não representa nada. Um grande abraço.

João Marvio disse...

Jorge M de Merda, você é Marina, é? Aécio também? Quem mais você é, babaca? E você o que é? Um imbecil ou um tucanalha débil mental? Escolha logo, moleirão, porque a trolha vai te pegar no domingo com a vitória da Dilma. Você não é nada, bobalhão. Você é apenas um coitado reacionário.

Horácio Peralta disse...

Dilma 2014!!! O resto é coxinha derrotado, pretensioso e fracassado.

Anônimo disse...

Marina é a direita, como se lê no título.
Concordo.
Dilma é a torta.
babalu

Rapa Capa disse...

E o baba-cu é um cuzão reacionário.

Alex Mostarda disse...

Jorge Marcelo. Quem? Esse pateta com perfil fascistoide, porque nem pra fascista essa coisa serve, jamais compreenderá um texto de alguém intelectualmente muito a frente do que ele.

Jorge Marcelo disse...

Mostarda, vá procurar um cachorro-quente para você ter alguma utilidade

Jorge Marcelo disse...

Sou apenas uma pessoa que quer um Brasil melhor, sem um governo corrupto e oportunista

Jorge Marcelo disse...

"não passa de um frustrado que ninguém lê e se importa" ----> Você e seus amigos acabaram de me ler

Jorge Marcelo disse...

Cala a boca, Magda! Rs

Jorge Marcelo disse...

É o articulista mais criticado e detonado pelos leitores no Brasil 247, faltou explicar isso.

Anônimo disse...

Procure, Alex, um cachorro quente pois não adianta chutar cachorro sarnento morto como este estúpido e problemático J.M. (Ah!, coitado...).

Anônimo disse...

Com referência à última frase do texto, " ... aquela que ninguém entende o que ela fala" . me incluo fora dela. Pois outro dia mesmo, ela falou de um certo rombo nos cofres públicos, e não falou sozinha nem estava de delação premiada.
babalu

Marcos Lúcio disse...

Perfeito.Aplausos!!!

Nem a Bíblia, onde a mulher é de segunda categoria e instauradora do pecado, quer esta messiânica, fundamentalista, delirante, confusa Mentirina Silva como presidenta. MariNUNCA, NECADEMARINA, MariNEVER!!!

Anônimo disse...

O comentário acima merece aplausos pela clareza, elegância, cultura, inteligência .
Merece aplausos pela sobriedade, pela forma, estilo.
Merece aplausos principalmente por ter um lead forte, sobre o papel da mulher na Bíblia - nunca li tamanha asneira- e pelo final meio em caixa alta, meio em inglês.
E está melhor que o texto do dono do blog. Que aliás, não li. Só pitaquei na primeira e na última linha.
babalu

amadeu aguiar disse...

Esse baba-cu quando pensa o ambiente fede. O tucanalha delira, mas vai levar uma trolha com a Dilma reeleita presidenta.

Marcos Lúcio disse...

Repetindo comentário para quem não lê ou não saber ler e que já foi feito, anteriormente, no post de 16/09/14, do brilhante jornalista, onde estão explícitos os motivos bíblicos para não votar na messiânica Bláblarina, pois nem a Bíblia a quis presidenta, senão vejamos:

"Eclesiástico 25, 24: Foi pela mulher que começou o pecado, e é por culpa dela que todos morremos.
Eclesiástico 42, 14: É melhor a maldade do homem do que a bondade da mulher: a mulher cobre de vergonha e chega a expor ao insulto.
Eclesiástico 9, 2: Não se entregue a uma mulher, para que ela não o domine.

Coríntios 11,9: O homem não foi criado para a mulher, mas a mulher para o homem.
Coríntios 14, 34-35: Que as mulheres fiquem caladas nas assembléias, como se faz em todas as igrejas dos cristãos, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, perguntem aos maridos em casa;Pedro 3,1: As mulheres tem de ser submissas aos vossos maridos.
Pedro 3,7: Os maridos devem permitir que as suas mulheres, que são de um sexo mais frágil, possam orar.
Timóteo 2,11-13: A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão. Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.

Eclesiástico 25, 24: Foi pela mulher que começou o pecado, e é por culpa dela que todos morremos.
Eclesiástico 42, 14: É melhor a maldade do homem do que a bondade da mulher: a mulher cobre de vergonha e chega a expor ao insulto.
Eclesiástico 9, 2: Não se entregue a uma mulher, para que ela não o domine.

Coríntios 11,9: O homem não foi criado para a mulher, mas a mulher para o homem.
Coríntios 14, 34-35: Que as mulheres fiquem caladas nas assembléias, como se faz em todas as igrejas dos cristãos, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, perguntem aos maridos em casa;Pedro 3,1: As mulheres tem de ser submissas aos vossos maridos.
Pedro 3,7: Os maridos devem permitir que as suas mulheres, que são de um sexo mais frágil, possam orar.
Timóteo 2,11-13: A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão. Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva".

Anônimo disse...

Pois que assim seja.
Sem a mulher.
babalu

Anônimo disse...

Eu levar uma trolha?
O sr sente o cheiro de fedor de meu pensar?
Me chama de baba-cu?
Pois te respondo: Não, não levo trolha, muito menos discrimino que leva.
Se sentes fedor á distãncia, de pensar, procure um otorrinolaringologista, se possível na rede pública. E mantenha-se longe das drogas.
Baba-cu ou babalu é tão digno como Amadeu. Ou Ama-deu.
E o cumpadre Marcos Lucio tem razão. Sem mulher...
babalu ou baba-cu como preferem alguns intelectuais.