Google+ Badge

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Huck representa Globo no poder e a farsa do "novo" em forma de atraso e retrocesso

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


"Vou de táxi..."

Luciano Huck, o self-made man às avessas, porque o dono da "Lata Velha" é filho de família rica e sempre teve as portas escancaradas para fazer o que faz, apesar de se dedicar ao trabalho e ter à sua disposição uma enorme equipe, sabe muito bem que não passa de um engodo político e de uma aventura política, que poderia custar muito ao Brasil e seu povo, porque Huck seria pior ainda do que Fernando Collor, o candidato que a Globo influenciou, e muito, para empossá-lo como presidente, para logo depois defenestrá-lo, como se o fosse pessoa jogada da janela do alto de um prédio.

Aliás, Fernando Collor, a despeito do fracasso e da ilusão como o "Caçador de Marajás", que, na verdade, nunca o foi, pelo menos o senador de Alagoas e alguns membros de sua família e muitos de seus antepassados foram e são políticos, o que, indubitavelmente, não é o caso do fake Luciano Huck, que tem tudo para ser derrotado e desconstruído tijolo a tijolo como o candidato da direita mais atrasada e reacionária deste País, que são os magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas e organizadas em oligopólios, que representam a alta burguesia, ou seja, a plutocracia diversificada em seus inúmeros setores e segmentos.

Quero dizer que o Huck é pior do que o Collor, e seria tão nefasto aos interesses do País e aos segmentos mais desprotegidos da sociedade brasileira do que o prefeito João Dória (PSDB), que tem demonstrado, sem sombra de dúvida, que serve apenas aos interesses empresariais dos ricos, das classes abastadas, a dar, recorrentemente, declarações e a realizar ações contra a dignidade humana, que envergonhariam até os fascistas italianos das décadas de 1930 e 1940.

Huck representa o ultraneoliberalismo que fracassou de forma retumbante e criminosa na Europa e nos Estados Unidos, a levar suas economias e empregos para o fundo do poço, mas que tem ainda a utilidade de usurpar e explorar as economias emergentes como a do Brasil, a ter o Pré-Sal como o principal alvo de governos estrangeiros e dos trustes internacionais de petróleo, a comprarem ainda e a preço de banana o que resta do patrimônio público nacional.

A entrega por parte de um desgoverno golpista, irresponsável e patético, que está a vender a toque de caixa o que não pôde ser vendido por falta de tempo pelo governo entreguista e traidor de FHC — o Neoliberal Golpista I —, aquele presidente tucano, colonizado e subalterno que foi ao FMI três vezes, humilhado e com o pires nas mãos, porque quebrou o Brasil três vezes, em oito anos de seus mandatos subservientes e que não construíram uma única escola técnica quanto mais melhorarem a vida do povo brasileiro, realidades que aconteceram, sobretudo, nos governos de Lula e Dilma Rousseff.

Luciano Huck é a representação do fracasso brasileiro e de seu anacrônico atraso e retrocesso, que é promovido propositalmente pelas classes privilegiadas e riquíssimas as quais o apresentador do Caldeirão do Huck é integrante como "celebridade", porém vazio de propostas, programas e projetos que de fato transformem e mexam nas estruturas arcaicas de um País cujos inúmeros segmentos ainda se encontram nos idos do século XIX e nas primeiras três décadas do século XX dominadas pelos coronéis da República Velha.

Esta draconiana realidade foi comprovada para a infelicidade e decepção geral dos que ainda pensavam que o Brasil poderia ser civilizado e se tornar uma potência econômica, política, social e com diplomacia soberana e independente. Ledo engano. O País sucumbiu a um golpe de estado tão violento, antinacional, antidemocrático e antipopular, que chegou ao ponto de o desgoverno do usurpador e traidor *mi-shell temer assinar portaria que praticamente revoga a Lei Áurea.

Trata-se de uma ação tão perversa e desumana, que se tornou simbólica do quão *mi-shell temer e sua escória podem romper com os limites civilizatórios, porque a partir da assinatura de tal portaria por parte do "cristão" e ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira, que é pastor da Assembleia de Deus, percebe-se com mais profundidade e nitidez o porquê de os golpistas terem vencido e conquistado o poder por um dos golpes mais engendrados e esquematizados da história da civilização ocidental.

O motivo disso tudo foi para retirar direitos e garantias, proteger da cadeia vagabundos engravatados, vender o patrimônio público com atenção maior ao Pré-Sal e, obviamente, subordinar o poder central aos interesses e à agenda do empresariado e da direita política e partidária brasileira, notadamente o golpista PSDB, que está a ferrar com a Petrobras e as Organizações(?) Globo, que foram derrotados em quatro eleições consecutivas pelo PT.

Daqui a 40 anos, talvez a golpista Globo, grande sonegadora de impostos, sócia da CBF de Ricardo Teixeira e do empresário J. Hawilla e outros que tais, peça desculpas novamente à Nação, como o fez há alguns anos no que concerne ao golpe de 1964, que a família Marinho apoiou e o defendeu em seus órgãos hegemônicos de imprensa, nos 21 anos de governos dos generais.

Além disso, os Estados Unidos jamais concordaram que o Brasil se tornasse influente e importante, como estava a ser, principalmente no papel de um dos fundadores e principais atores dos Brics, da Unasul, do Mercosul, do G-20 e das relações Sul-Sul com a África, assim como favorecer o fortalecimento com os países do Oriente Médio, notadamente o Irã.

O Brasil como ator muito forte dos Brics, a estar na época prestes a ser a quinta maior economia do mundo, levou os EUA se sentirem muito incomodados e, no ano de 2016, finalmente conseguiram colocar no poder um governante fantoche, um patife sem respeito e um pária internacional odiado no Brasil por 97% da população, que está a ver quem é quem, tanto na imprensa golpista e meramente de mercado, no STF, no Congresso, na Presidência da República e na Lava Jato.

A força-tarefa irresponsável e arbitrária, que quebrou propositalmente as indústrias da construção civil e naval, além da nuclear, a fim de atender os interesses de países estrangeiros, notadamente os EUA. A Lava Jato é a responsável direta por um milhão de postos de trabalho fechados. Seus operadores de almas coxinhas e o desgoverno dos canalhas, presidiários e futuros encarcerados têm apenas como principal objetivo interditar a candidatura de Lula e, com efeito, gerar mais crises e divisões na sociedade brasileira, que levará décadas para se reabilitar e se recuperar de um golpe de estado, que levou à deposição a legítima e constitucional presidente Dilma Rousseff.

E o que esses assuntos tem a ver com o Luciano Huck, empresário riquíssimo e ligado às principais empresas brasileiras que também apoiaram o golpe de terceiro mundo praticado pela casa grande escravocrata deste País azarado, por ter em suas terras as "elites" econômicas mais atrasadas do mundo ocidental.

O Huck dos banqueiros e da famiglia Marinho, que o apoia em suas sandices de ser candidato midiático e desprovido de quaisquer conhecimentos sobre as questões brasileiras, porque a verdade é que o apresentador e empresário não tem o mínimo conhecimento sobre a sociedade brasileira, o Brasil profundo, o Brasil que não cabe em seu estúdio e em suas visitas para "presentear" pessoas simples e que desconhecem realmente quem o Huck verdadeiramente representa e o que desejam dele.

Para quem não sabe, o mascote do capital, o seu garoto propaganda deseja ser presidente para o desespero de quem pensa e compreende os (maus) valores e princípios do status quo. Huck está, conforme as notícias da imprensa de negócios privados, a participar, juntamente com outros megaempresários, de um grupo que tem por propósito financiar candidaturas para deputado federal, como ocorreu nos idos da década de 1960.

A intenção é fazer maioria parlamentar com políticos de direita e de extrema direita, de forma que qualquer presidente eleito, principalmente se for de esquerda e que tente realizar avanços estruturais neste País não consiga aprovar quaisquer projetos, que não sejam os de interesse do grande capital nacional e internacional.

Huck e seus asseclas do empresariado querem, mesmo sem ter muita noção da história do Brasil, recriar entidades de almas golpistas nos moldes dos famigerados Ipes e Ibad, bem como talvez contar com o apoio do Instituto Millenium, que é um antro de golpistas e usurpadores, que se reúnem em tal covil para conspirar e concretizar golpes de estado, como ocorreu com a presidente legítima Dilma Rousseff, no fatídico e sombrio ano de 2016.

Huck, se for candidato, será desmoralizado e atacado politicamente até ele se mancar e perceber que nem tudo é para seu bico de agente da Globo. Seria o fim da picada o apresentador de televisão ser eleito pelo povo brasileiro depois da tragédia *mi-shell temer/PSDB.

Huck tem de ser esperto, porque pedir para ele ser sábio seria exigir demais. Porém, seu destino a ele pertence ou a seus patrões Marinho, mas é evidente que sua vida será abertamente mostrada por seus opositores, como também seus negócios, os processos pelos quais responde na Justiça e suas alianças políticas e empresariais no decorrer de sua vida.

Se o empresário e apresentador da Globo não acredita, vide Sílvio Santos, que tentou entrar na corrida presidencial, em 1989, depois de o certame eleitoral ter iniciado. Para quem não se lembra, Leonel Brizola, Lula e outros candidatos questionaram duramente a leviandade do dono do Baú da Felicidade, do SBT e do falido Banco PAN, o que fez o Senor Abravanel desistir das eleições, até porque ele percebeu que seria alvo de ataques políticos que, indelevelmente, prejudicariam seus negócios milionários, além de o empresário de comunicação ter também apoiado a ditadura militar.

Lo que se pasa(?), perguntariam os eleitores assoberbados e a não acreditar que o Brasil e seu povo estarão impedidos de votar no líder das pesquisas em todas as projeções eleitorais, de acordo com o Globo, que publicou o resultado num cantinho de página, e seu sócio, o Ibope. Pesquisa de agora indica que o líder trabalhista e de esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, aumentou ainda mais a diferença em relação aos seus adversários, tanto do campo da esquerda quanto da direita.

Luciano Huck, se tiver um mínimo de discernimento e não for negligente perceberá que ele entrará em um campo minado, porque não será fácil debater com o Lula ou com qualquer político que disputará as eleições, mesmo se não for o petista, porque o indicado será também um osso duro de roer, além de a população já ter percebido, e já há algum tempo, que o Lula está a ser perseguido, além de a Lava Jato ser considerada um instrumento político, que tem a finalidade de impedir a candidatura popular do maior e mais importante político do País.

Lula é o maior presidente do Brasil em todos os tempos, na companhia do trabalhista e patriota Getúlio Vargas, que também foi chamado pela direita injustamente de ladrão e atacado violentamente pela imprensa comercial e privada dos verdadeiros ladrões das riquezas brasileiras e da paz social no Brasil.

É duro e inaceitável ver ladrão chamar de ladrão aquele que não é ladrão. Causa indignação, revolta e recrudesce a luta política e partidária, porque quem é justo e compreende as realidades que se apresentam não aceita e não se conforma com mentiras e injustiças, ainda mais quando elas partem de juízes, procuradores e delegados. Sem justiça não há paz! Ponto.

Talvez Luciano Huck e seus pares não saibam disso, por ignorância e desconhecimento, já que vivem em um mundo destinado a 1% da população brasileira, que vive em um dos países de maior desigualdade social do mundo. Uma verdadeira tragédia, que não importa a uma casa grande branca, riquíssima, racista, plena de preconceitos de classe e completamente alienada, a odiar o Brasil e a desprezar profundamente seu povo, que serve apenas como bucha de canhão para combater a criminalidade e como mão de obra barata para enriquecer as classes consideradas de "elites".   

Lula lidera todas as pesquisas mesmo a ser linchado publicamente e moralmente há mais de três anos, mesmo a não ter culpa no cartório, pois está mais do que comprovado que os operadores da força-tarefa não apresentaram quaisquer provas de que o Lula tenha incorrido em crimes ou ações ilegais quando governou o Brasil. A única coisa que esses meganhas e togados comprovaram é que eles realmente têm lado, partido, cor ideológica e paixões humanas. A Lava Jato é uma aberração a violar o Estado Democrático de Direito, o Código Penal e a democracia, com a aquiescência e a cumplicidade do STF — o pior tribunal de sua história.

O País dos ricos cucarachas e provincianos, que passa a então, com o golpe liderado pelo trio Eduardo Cunha, Aécio Neves e *mi-shell temer, com o apoio irrestrito da Lava Jato, do Congresso, da Fiesp, da CNI e, evidentemente, dos coronéis midiáticos da Globo e suas congêneres, a ter como guardião do golpe de terceiro-mundo, mas violento, a maioria dos juízes do Supremo Tribunal Federal (STF), o tribunal burguês e de punhos de renda —  o vexame e a vergonha do Brasil e ocupado por juízes dos naipes de Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes et caterva.

Como o Brasil é um País de ignorantes, e falo das classe média coxinha, média alta e rica, que demonstraram e provaram em suas micaretas carnavalescas travestidas de protestos serem analfabetas políticas, totalmente colonizadas e com complexos de vira-latas tatuados em suas almas e corações, não seria de se estranhar que por puro reacionarismo, além do ódio e do desprezo pelo Brasil, que essa gente votasse em peso em Luciano Huck, pois a considerar que ele seria um ótimo genro para suas filhas.

Os coxinhas são assim: só pensam em ascensão social e se livrar da presença da massa trabalhadora. Conheço a psicologia e os devaneios dessa gente. Por isso que agora se calam e se retiram das ruas, a guardarem seus kits babacas e reaças formados por conjuntos de panelas, camisetas amarelas da CBF e bandeiras do Brasil, o País que eles mais detestam, pois amam de paixão os Estados Unidos, especificamente Miami e Orlando, as cidades da vida dos coxinhas golpistas e desprovidos de quaisquer conhecimento sobre as realidades brasileiras e a história do Brasil.

Luciano Huck é representação literal dessas pessoas e da realidade golpista e conservadora que o Brasil enfrenta desde que o Lula conquistou o poder democraticamente e legalmente em 2003. Lula perdeu três eleições e foi para casa e, por sua vez, recomeçou novamente até chegar ao poder e implementar o governo popular e democrático mais reconhecido internacionalmente da história deste País. O Governo trabalhista que incluiu o pobre pela primeira vez no Orçamento da União.

A direita de índole ditatorial e sectária de Luciano Huck não aguentou ficar 13 anos fora do poder e, quando o golpista que está a escapar da prisão, que atende pela alcunha de Aécio Neves saiu às ruas para questionar a legítima vitória de Dilma, que obteve 54,5 milhões de votos, e, consequentemente, fomentar o golpismo de setores reacionários e de direita deste País, evidentemente que o Governo Dilma passou a ser sabotado e boicotado diuturnamente.

Por seu turno, a presidente trabalhista e com passado de lutas contra a ditadura militar passou também a ser insultada perversamente em um desrespeito à sua moral e à dignidade humana inesquecível e que chamou a atenção da imprensa internacional do mundo civilizado. Nunca vi nada igual. Nada tão violento, sórdido e infame.

A vileza dos insultos contra a mandatária pelas redes sociais e nas ruas foi de uma covardia completa e inenarrável, bem como o que a presidente teve de enfrentar e suportar em estádio, em São Paulo, quando os coxinhas ricos do camarote do banco Itaú a ofenderam gravemente, bem como essa gente preconceituosa e ignóbil se considera de "família", "culta" e "civilizada". Durma-se com um barulho desse.

A verdade nua e crua é que o Brasil possui a direita, a burguesia e a classe média coxinha mais bárbara e selvagem do planeta. Não se engane quem pensa o contrário. Esse bando do ogros é simplesmente fora da curva de qualquer marco civilizatório. Depois vão à Disney bancar o Pateta e lamber os pés do Mickey e admirar o troglodita Jair Bolsonaro a bater continência à bandeira dos EUA e a gritar, em uníssono coro, a palavra "USA! USA! USA!"

Quem não acredita, que vá à internet e pesquise o candidato a presidente, o capitão Bolsonaro, naquele momento subserviente em Miami, quando mostrou, literalmente, como funciona a cabeça destrambelhada de um coxinha colonizado e estúpido. Complexo de vira-lata aplicado diretamente na veia! Uh lá lá! Trata-se do cérebro desprovido ou vazio de noção...

Luciano Huck é uma farsa política e um aventureiro sem cuidado sobre o que diz e fala. Amigo de Aécio Neves e seu cabo eleitoral, afastou-se malandramente como se todas as pessoas, todos os brasileiros tivessem as cabeças de coxinhas celerados e reacionários. Seria um enorme equívoco.

Todo mundo sabe das responsabilidades de Luciano Huck nas eleições de 2014, até porque se trata de uma pessoa pública. Ninguém é trouxa e burro e, por sua vez, todo mundo compreende que o apresentador no poder é a Globo a governar sem intermediários.

Imaginemos o Brasil a ser diretamente governado pela Globo?! Deus nos acuda, porque já enfrentamos uma desgraça sem par e sem igual que se traduz no desgoverno do pária e corrupto *mi-shell temer/PSDB, que a Globo, os irmãos Marinho e o Luciano Huck, dentre muitos outros empregados da Globo, colocaram no poder, sem a autoridade e a soberania do voto popular. Huck é fraude como pensamento político e social e a farsa como político e candidato à Presidência do Brasil. É isso aí.

2 comentários:

Jorge Marcelo disse...

Um petista foi pro céu.
Chegando lá encontrou com Deus que reconheceu o erro:
– Ih, meu filho, não era a sua hora! Houve um engano, vou te mandar de volta.
– Mas, antes de voltar, o Senhor poderia me tirar uma dúvida?
– Claro, é o mínimo para reparar o equívoco.
– O Lula é mesmo culpado por corrupção?
– É sim, meu filho! Alma mais suja não há!
Ressuscitado, o petista liga para o colega:
– Companheiro, tenho novidades! Você não imagina quem a Globo comprou!

TUCANO MAIS FDP E SAFADO DO QUE O JORGE MARCELO disse...

JORGE MARCELO FILHO DE UMA GRANDE P...