Google+ Badge

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O PT não sabe o porquê do ódio... É a Síndrome de Estocolmo

Por Davis Sena FilhoBlog Palavra Livre


Estou a ler notícias na internet e me deparo, para a minha surpresa, com uma notícia no Brasil 247 na qual anuncia que o Partido dos Trabalhadores, “assustado” e também “surpreso” com a rejeição por parte de milhões de brasileiros, principalmente os de São Paulo, resolveu fazer um levantamento sobre tal questão, que tanta incomoda sua direção, e, consequentemente, seus líderes.

A verdade o que me incomoda não é a rejeição por parte de cidadãos à agremiação política e partidária trabalhista. O que me deixa aborrecido e insatisfeito são as lideranças do PT, que ainda insistem em compor e tentar dialogar com setores conservadores e reacionários, que, apesar de serem beneficiados, estão sempre dispostos a apunhalar pelas costas o governo popular de Dilma Roussef, fato este que aconteceu, reiteradamente, quando Lula assumiu a Presidência por oito anos.

A pergunta que se recusa a calar é esta: “Qual é o problema do PT?” Eu mesmo respondo: “O Partido dos Trabalhadores sofre da Síndrome de Estocolmo”. É isto mesmo. A sigla trabalhista perdeu o punch e o élan, para não mais se recuperar. O PT, simplesmente, desaprendeu a se defender quanto mais atacar. Por isso, tornou-se um paciente da Síndrome de Estocolmo, que significa a vítima se envolver com seu algoz, de tal modo que passa a sentir “amizade”, “piedade” e até mesmo ser cúmplice daquele que o humilha e lhe causa dor e desatino.

Custo a acreditar que o PT precise da ajuda de uma empresa para saber o que está a acontecer no Brasil, sem, no entanto, de acordo com a matérbia do “Brasil 247”, citar a imprensa de negócios privados, que faz uma das campanhas mais longas e sórdidas que se tem notícia no mundo ocidental quando se trata de atacar violentamente um governo autêntico, popular, legalista e democrático, que se recusa a excluir os milhões de brasileiros pobres dos mercados de trabalho e consumo, bem como permitiu o acesso dos mais humildes à educação, por intermédio das cotas, do Enem, do ProUni, do Pronatec, do Fies e do Sisu.

É impressionante a desfaçatez petista, com a exceção de Lula e mais timidamente a presidenta Dilma, quando se trata de afirmar que o sistema midiático privado, desregulado e de DNA golpista está há 12 anos a atacar os governos trabalhistas, a não lhes dar trégua e água, de forma consistente e diuturna, sem falhar um único dia, por meio de mídias cruzadas, no que diz respeito a desqualificar, desconstruir, judicializar e criminalizar a Presidência da República, os ministérios, os órgãos e autarquias governamentais, que ora são administrados pelo PT e seu governo de coalizão.

Não. De forma alguma é necessário o PT contratar uma empresa para saber, por exemplo, por que São Paulo rejeita ou sente ódio pelo Partido dos Trabalhadores. Será que o PT não compreende que São Paulo e sua ideologia e propósitos são similares a estados como o Texas, ou seja, território da União ocupado por moradores politicamente conservadores e voltados para os valores apregoados pelo liberalismo econômico, radicalismo religioso e a crença de que o mercado regula tudo e transforma os homens em seres “livres”.

São Paulo, antes de tudo e, historicamente, considera-se autossuficiente, como sempre demonstrou no decorrer de sua história. Edificado com trabalho escravo, com a imigração de europeus pobres e esfaimados e com a migração de sulistas, mineiros e nordestinos, o Estado mais poderoso e conservador do Brasil possui uma das “elites” econômicas mais perversas do planeta, além de se verificar que a classe média paulista e paulistana, em grande parte, coaduna com as ideias, os valores e os princípios daqueles que têm o domínio sobre os meios de produção.

A tradição conservadora da burguesia e da pequena burguesia de São Paulo e do restante do Brasil, somada ao sentimento a meu ver equivocado de se considerar “especial” e, por sua vez, com o direito de viver em um mundo restrito e dedicado a uma pequena parcela da população, faz com que esses setores da sociedade se tornem arrogantes, prepotentes e até mesmo violentos quando se julgam parte de uma “elite” que não deve conviver com os reles mortais, ou seja, o povo brasileiro, responsável maior pelo desenvolvimento do Brasil e pela riqueza da Casa Grande, que sempre se beneficiou de sua força de trabalho.

Portanto, é incompreensível ao tempo que ridículo observar que o PT e seus líderes ainda não perceberam que as manifestações de junho de 2013 não representam apenas momentos de revoltas da classe média, que foi às ruas, não porque o Brasil está envolto com “as maiores corrupções de todos os tempos ou da história”, como quer fazer crer a mídia corrupta e meramente de mercado, golpista histórica e entreguista por natureza.

De forma alguma. Nota-se, sobretudo, que a classe média, principalmente a que ideologicamente se identifica com o espectro à direita, sentiu-se preterida quanto à atenção do Governo Federal no que é relativo a receber também benefícios, além de se considerar “traída”, no que concerne a se certificar de que as camadas sociais mais pobres ascenderam socialmente, o que se torna um assunto de ordem psicológica, pois se trata de um perverso tabu, que se baseia em preconceitos e intolerâncias históricas enraizadas em sua essência escravocrata alimentada por gerações.

Apesar de a classe média ser tradicionalmente universitária e instruída por causa de sua escolaridade, ela tem enorme dificuldade para enxergar o mundo de forma universal ou completa, porque só consegue visualizá-lo até os limites de seu bairro ou dos lugares que frequenta. Ela não consegue se ver no outro, porque o trata como uma sombra que nunca aparece por causa da ausência do sol. Só que as sombras desenham suas silhuetas e este desenho não define cor, raça, credo, classe e origem social e econômica.

A falta dessa compreensão que a leva a ser intelectualmente obtusa e, por seu turno, incapaz de compreender os fatos e as realidades que lhes rodeiam, de forma precisa e pontual. Eis a classe média, que age como o avestruz da anedota, que enfia a cabeça no buraco para deformar e desvirtuar a verdade, pois se recusa a reconhecer, por exemplo, os avanços sociais e econômicos conquistados pelo povo brasileiro nos últimos 12 anos.
   
A partir dessas considerações e realidades, a Casa Grande, assim como seu principal braço de combate aos governos trabalhistas, a imprensa familiar e corporativa, trataram logo de empurrar o PT contra a parede e sufocá-lo. Começaram a atuar em quatro frentes, que agem de forma sincronizada: o PSDB e seus aliados, a imprensa empresarial, certos juízes do STF (já aposentados e na ativa) e inúmeros promotores, que, além de desejarem aparecer, resolveram fazer política, sem, no entanto, serem titulares de mandatos eletivos, mas, tais quais os coxinhas de classe média, resolveram tomar a frente de questões políticas e de ações administrativas e estruturais a cargo de políticos eleitos legitimamente pelo povo.

Os escândalos do mensalão, o do PT, evidentemente, porque o dos tucanos já está a prescrever, além dos malfeitos na Petrobras são exemplos emblemáticos de combate ao PT e da intenção de criminalizar o Partido e judicializar a política. Quem perde a eleição pelo voto, que é o caso do PSDB, recorre a assuntos de perfis escandalosos com o propósito de desqualificar e desconstruir o adversário, bem como conquistar o apoio de setores da população insatisfeitos com ascensão das camadas mais desprotegidas da sociedade, além de ideologicamente serem contrários a partidos e políticos que elaboram e efetivam programas e projetos de inclusão social.   

Para esses segmentos conservadores, o PT é tudo aquilo que eles detestam e rejeitam, porque se trata de um partido que nasceu do ventre das fábricas, além de dialogar com os movimentos sociais e de trabalhadores desde sua fundação, em 1980. Além disso, a Casa Grande é sabedora que o PT é um partido orgânico, ou seja, está inserido na sociedade, em incontáveis segmentos da vida brasileira, de maneira tal que se tornou imperativo para o establishment que a agremiação popular fosse duramente e sistematicamente desconstruída pelos canais de comunicação desregulados e controlados pela grande burguesia.

E aí, cara pálida, o Partido dos Trabalhadores, equivocado novamente, anuncia que vai contratar uma empresa para saber o porquê de o partido ser odiado. A resumir: algumas pessoas do PT (sempre é sábio não generalizar) gostam de adular certos setores do status quo. Como esses setores se mostraram resolutamente indispostos a dialogar, o PT, depois de muitos anos no poder, resolveu governar e moderadamente enfrentar aqueles que os atacam, os sangram, os caluniam, os injuriam e os difamam.

Essas realidades ficaram claras nas eleições de 2014, e na tentativa de golpe “branco” contra o Lula, em 2005. O PT tem de entender que a comunicação do governo é péssima, bem como quem a chefia não pode ser umbilicalmente ligada ao complexo de comunicação privado, já cansado de demonstrar que não tem quaisquer compromissos com o Brasil e seu povo. Ponto.

Os petistas, autoridades ou não, precisam urgentemente compreender que a Casa Grande, além de dar nó em pingo d’água e não dar ponto sem nó, não tergiversa quando se trata de seus interesses políticos, comerciais e econômicos. A imprensa, diversificada em inúmeras mídias cruzadas, transformou-se no maior partido de oposição de direita da história do Brasil. O sistema midiático familiar tomou a frente do processo político e pauta, sem titubear, a vida brasileira e suas instituições republicanas.

O PT também tem culpa de permitir que esse processo draconiano ou dantesco acontecesse. O principal partido do Governo foi pusilânime, covarde e se dobrou aos ditames de uma oposição enfraquecida, incompetente e entreguista, praticamente derrotada e desmotivada para enfrentar o pleito eleitoral.

Aprendi há muito tempo que se tal pessoa é leniente ou permissiva com acusações infundadas, denúncias vazias e calúnias, injúrias e difamações, que não retratam a realidade é porque não se importa com seu presente e futuro, mesmo se o passado foi glorioso, pois repleto de conquistas e trabalhos realizados. É o que está a acontecer com o PT que se dobrou, e, de joelhos, aceita o jogo da direita após ter vencido uma eleição muito difícil, com o apoio irrestrito e voluntário de sua militância, bem como dos blogs progressistas, também chamados de “sujos”.

Eis da onde veio a vitória do PT, pois a militância e a blogosfera de esquerda travam uma luta sem trégua e incansável contra a imprensa “oficial” e familiar, pois sustentada há mais de século pelo dinheiro público, do contribuinte. O PT sofre da Síndrome de Estocolmo, porque não reage a seus algozes: a Casa Grande, os tucanos, a mídia alienígena e certos setores do MP, da PF e do Judiciário deveriam ser enquadrados, por intermédio de meios legais.


Não cabe ao Governo Trabalhista, ao PT, nesta altura do campeonato, não saber e compreender o porquê de tanto ódio. O ódio, a cólera vem desde os tempos de Getúlio Vargas. Basta ler a história para depois marcar limites e territórios no que tange aos adversários. Quem cala, consente. O PT que trate de melhorar sua comunicação com o povo, efetivar o marco regulatório para as mídias e responder, de pronto, todas as acusações que forem injustas, manipuladas e infundadas. Sempre, sem vacilar. Não sei o que é pior: se a Síndrome de Estocolmo do PT ou o complexo de vira-lata e a veia golpista da Casa Grande. É isso aí.          

24 comentários:

CARLO PONTI disse...

Petistas bundas moles. Não se vê um único parlamentar do PT fazer um discurso contundente contra esta turma de udenistas da oposição, como o senador Requião.

Garcia disse...

É tudo isto o que está escrito aí mais o fato da maioria dos petistas portarem-se como dinossauros diante das redes sociais, além de não conseguirem esboçar reação diante dos e-mails apócrifos agredindo a presidenta e os dirigentes petistas.

Marvio disse...

Com certeza, causa cansaço a inoperância de certos setores do PT quando tem de reagir à altura. Concordo com o articulista. O PT tem que fazer o marco regulatorio e melhorar a sua comunicação.

Paulo Blanc disse...

Davis, este artigo deveria ser lido no congresso do PT, que está prestes a ser realizado. Parabéns. O PT tem que reaprender a se defender.

Patrícia Kalill disse...

Grande sacada o autor do texto citar a Síndrome de Estocolmo. Realmente, o PT tem de se livrar de seus diabinhos e ir à luta, como sempre foi em seu glorioso passado.

Edson Santana disse...

Este artigo é fundamental para a compreensão do que está acontecendo com o PT que não consegue reagir a ataques e às mentiras da direita brasileira. O caso de Gilmar Mendes é um exemplo. Esse juiz é político e mesmo quando vota sobre questões como prisões de pessoas deita falação e expõe a sua miséria moral, porque é um juiz que tem lado e não se atém aos processos. O PT tem que levantar as mãos pros céus por ter vencido essa eleição e não esquecer da militância aguerrida, que sentiu o perigo do PSDB vencer e foi às ruas, além de agradecer aos blogueiros de esquerda que jamais deixaram a mídia conservadora falar sozinha. O artigo é irretocável e retrata tudo o que eu penso. Parabéns ao articulista, mais uma vez.

Cunha disse...

Olha o que aprontam no whatsapp! Essa direita está maluca! Recebi de colega vacinada: "Acabou de sair no NYT , o caso petrobras é o maior caso de corrupção em um país democrático na história do mundo moderno. As somas ultrapassam o pib da maioria dos países e em termos de valores o mensalão são apenas centavos , em uma singela comparação , daria para se construir 1.000.000 ( um milhão de aeroportos
Sugiro a todos assistirem o JN hoje. Será um marco.
Divulguem nos seus grupos
revista VEJA

Vai ser publicado na VEJA desse final de semana a riqueza do LULINHA. Sócio majoritário dos Frigoríficos JBS (Friboi) , Sócio majoritário da Telefonia OI. Proprietário de 6 fazendas que somadas dão um total de 1.400.000 hectares. Criador de mais de 500.000 cabeças de gado no Estado do Para. Hoje seu meio de transporte e um Jato Executivo avaliado em 50.000.000,00 milhões de dólares para quem era funcionário público cuidador de zoológico. Essa é parte da distribuição de renda do ex-presidente Lula defende para a Dilma.
12 senadores, 49 deputados e 03 governadores, todos do PT, já foram INCRIMINADOS na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Eduardo Costa, preso e apavorado com o risco de pegar mais de 40 anos de cadeia.
Este governo por meio de seus políticos roubavam mais de 3% de TODOS os contratos sob sua responsabilidade, desde 2003 até os dias de hoje! Só a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, tem preço final de R$ 40 BILHÕES, implicando numa PROPINA de R$ 1 BILHÃO E 200 MILHÕES. O MENSALÃO será considerado apenas um troco, comparado ao ROMBO dentro da Petrobrás!
A VERDADE está chegando na HORA CERTA! PT em pânico. Lula convoca reunião de emergência em SP. Rui Falcão está desesperado. Reunião no Planalto.
"O POVO ESTÁ DORMINDO. NÓS ESTAMOS ACORDADOS. NÓS COMPANHEIROS DA INTERNET SOMOS UNIDOS,
PARA FAZER O QUE NUNCA ANTES FOI FEITO NESSE PAÍS: "OU A CORRUPÇÃO PARA, OU NÓS PARAMOS O BRASIL!"
SEJA PATRIOTA: Passe adiante... Se cada pessoa passar para10 amigos de setores diferentes no 6 (sexto) repasse atingimos 5 milhões de usuários . Vamos tirar 5 minutos para mudar o Brasil , faça sua parte!
REPASSAR GERAL URGENTE"
São loucos!

Cunha disse...

Deve ter otário acreditando.

Anônimo disse...

Roberto Requião para Ministro da Justiça!

Jorge Marcelo disse...

Davis, o problema do PT é a corrupção, algo que você tenta mascarar em seus textos lidos por oito ou nove pessoas. Simples assim.

Matusalém disse...

Prezado Davis, você neste momento é o colunista mais lido do Brasil 247. Sinal de que o Jorge Marcelo é um escroto invejoso. Mentiroso. Davis, a luz que te ilumina deixa o medíocre do Jorge Marcelo cego. Essa degeneração humana é no fundo um frustrado infeliz.

cassiano ricardo disse...

O artigo é irretocavel. Sua análise foi direto ao ponto: reação do PT aos seus inimigos, marco regulatorio pras midias, governar com autoridade, melhorar a comunicação do Governo e não permitir que servidores públicos façam politica em suas atividades profissionais. Davis Sena, tudo o que você disse tem a minha concordância. Análise da conjuntura política primorosa e que deveria ser lida no congresso do PT que ora será realizado.

Anônimo disse...

Sobre isso, sugiro ler o artigo OS PILARES DA ESTUPIDEZ, no blog do Mauro Santayana, do Jornal do Brasil:

http://www.maurosantayana.com/2014/11/jornal-do-brasil-esta-em-curso-ha-anos.html

Anônimo disse...

Sei não, esta Síndrome é para sequestro. O que não é o caso do País.
O Brasil governado pelo PT e PMDB é vítima de assalto.
Aos cofres públicos.
babalu

Anônimo disse...

Perfeito!!! nada acrescentar ou excluir. Inteligência , conhecimento e brilhantismo à toda prova.Se não for demais , vou compartilhar por oportuno:

COMO SER TUCANO OU DE OUTROS PARTIDOS, SEM SER HIPÓCRITA: UM TEXTO PARA A HISTÓRIA



O empresário Ricardo Semler, que ficou nacionalmente conhecido com seu best-seller “Virando a própria mesa – uma história de sucesso empresarial Made in Brazil”, escreve , na Folha, o melhor texto que já li sobre o escândalo da Operação Lava-Jato.

Semler esclarece logo que não é petista, mas tucano, filiado ao partido por nada mais que gente como Montoro, Covas, Serra e FHC. E que votou contra Dilma.

Tem suas convicções neoliberais, certamente, mas não é um cínico.

E diz com todas as letras que a corrupção nunca foi tão pequena no Brasil.

O que não é, claro, razão para tolerá-la ou para “deixar para lá” a roubalheira, mesmo que em escala melhor.

Semler dá uma bordoada em quem acha que tudo está acontecendo “contra” Dilma e é claro ao afirmar que é ela quem está criando as condições para que a lama venha à tona: “É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer outro presidente. Com roubalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo”

Aconselho reproduzir e mandar para todos.

Você vai ler e aprender e cair na real de um tirada só, porque a honradez intelectual e moral não têm partido.


Ricardo Semler:
Nunca se roubou tão pouco

FOLHA DE SÃO PAULO 21/11/2014 - Busque ou pesquise esta pérola e acorde, antes que seja tarde

Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?
Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.
;;;e por aí vai...

Marcos Lúcio

Anônimo disse...

Muito bom, afinal, quem de nós nunca deu uma cervejinha pro guarda, nãopegou recibo ou fez um assalto ao cofres da Petrobras ou comprou a peso de ouro uma refinaria enferrujada, né mesmo?
babalu

Ademar Trigo disse...

BABA_CU. PELO NOME DÁ PRA PERCEBER POR ONDE ESSE VERME PENSA.

giovanni sbrocca disse...

Parabéns Davis!
Você acertou na mosca!!!
Estou repassando seu presente artigo.
Nada de salamaleques com a canalha tucana e asseclas do DEM..oníacos, PP, PSC , o "cristão novo" PSB e afins.
Abraço.
Giovanni G. Vieira

Anônimo disse...

Tanto o babacu quanto o jorginho marcelo(mais que minúsculos, ínfimos) são o oco do mundo(com trocadilho) e sofrem de enfermidade espiritual a ponto de mentirem para si mesmos que não admiram o excepcional Davis. Amor e ódio são paixões quase correlatas, embora o ódio dê mais liga, mais dependência para os perturbardos mentalmente (a prova está na assiduidade deles, tornando-os os mais fiéis leitores do excelente blogue ).Não sendo isto, fariam o quê aqui, então? Desocupadíssimos e patotógicamente masoquistas.. Estes subseres infelizes e carregados de toxinas mentais, só têm capacidade de buscar defeitos ( por transferência, pois só isto eles possuem) para, inutilmente, descarregar suas explícitas frustrações. Coitados....é triste não ter algo de relevante para fazer. Se tiverem "feissibuqui", nem o diabo os adiciona.

Anônimo disse...

Tanto o babacu quanto o jorginho marcelo(mais que minúsculos, ínfimos) são o oco do mundo(com trocadilho) e sofrem de enfermidade espiritual a ponto de mentirem para si mesmos que não admiram o excepcional Davis. Amor e ódio são paixões quase correlatas, embora o ódio dê mais liga, mais dependência para os perturbados mentalmente (a prova está na assiduidade deles, tornando-os os mais fiéis leitores do excelente blogue ).Não sendo isto, fariam o quê aqui, então? Desocupadíssimos e patologicamente masoquistas.. Estes subseres infelizes e carregados de toxinas mentais, só têm capacidade de buscar defeitos ( por transferência, pois só isto eles possuem) para, inutilmente, descarregar suas explícitas frustrações. Coitados....é triste não ter algo de relevante para fazer. Se tiverem "feissibuqui", nem o diabo os adiciona.

Anônimo disse...

Perturbados, patologicamente, desculpe.

Anônimo disse...

Trigo, afagar a terra, decepar a cana a doçura do mel.
Trigo, me causa furor intelectual ler seu comentário.
Trigo, delta é b2 versus quatro ac.
Trigo, verme é quem compra, para ganhar dinheiro do povo, refinaria enferrujada.
Trigo, babalu

Anônimo disse...

De fato anõnimo, tanto o davis como você parecem de fato ser excepcional.
Também com trocadilho.
babalu

Anônimo disse...

De fato, babacu, excepcional é (com e sem trocadilho)você que nem sabe colocar o excepcional no plural.