Google+ Badge

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Dilma, demolidora, detona a Veja e seus cúmplices

Por Davis Sena FilhoBlog Palavra Livre




Tal qual a um tsunami, Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência da República, varreu a revista Veja — a revista porcaria — do mapa do jornalismo e a colocou, juntamente com seus cúmplices perante milhões de brasileiros, em seu devido lugar, que é o de não se intrometer, indevidamente, de forma criminosa, no processo político e eleitoral brasileiro.

A presidenta trabalhista não nomeou os cúmplices de Veja, mas todo mundo sabe que tais sequazes do pasquim praticante do jornalismo bandido são também protagonistas do golpismo político e da efetivação de uma conduta política, partidária e ideológica tão ou mais nociva do que a praticada pelo semanário da famiglia Civita.

Família que, ao que parece, após ser expulsa da Itália, dos Estados Unidos e da Argentina, aportou em terras tupiniquins, precisamente em São Paulo, para “peitar” e fazer oposição a governos eleitos pelo povo de forma ilegal quando não criminosa, a exemplo de sua parceria com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, dentre muitos outros personagens do submundo do crime com os quais a Veja se envolveu.

O programa eleitoral de hoje do PT é um marco histórico para o sistema político brasileiro porque demarcou, sem sombra de dúvidas, que o Governo Trabalhista, o povo brasileiro e principalmente as pessoas que percebem com nitidez e sobriedade que a imprensa corporativa e comercial não pode mais abrir manchetes, elaborar matérias desonestas, infames e golpistas, cujos propósitos são derrotar os políticos que os magnatas bilionários consideram seus inimigos e, consequentemente, sabotam e boicotam seus governos quando não tentam, literalmente, derrubá-los.

Dilma foi para cima da Veja e afirmou que tal publicação travestida de revista, que edita um jornalismo mequetrefe e rastaquera, vai ser devidamente processada e denunciada aos tribunais, bem como a mandatária candidata à reeleição chamou o pasquim de péssima qualidade editorial de “criminoso”, “infame” e que “excedeu todos os limites da decência e falta de ética”.

Dilma completou: ...”insinua {a Veja} que eu teria conhecimento prévio dos malfeitos na Petrobras e que o presidente Lula seria um de seus articuladores. A revista comete esta barbaridade, esta infâmia contra mim e contra o presidente Lula sem apresentar a mínima prova. Isso é um absurdo, isso é um crime, é mais do que clara a intenção malévola da Veja de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições”.

A Veja afirma simplesmente, a demonstrar sua completa irresponsabilidade com a verdade e os fatos, que Dilma foi omissa no que é relativo aos malfeitos acontecidos na Petrobras, além de acusar o ex-presidente Lula de saber de tais crimes, cometidos por um ex-diretor ladrão, que foi preso pela Polícia Federal no Governo Dilma e que vai responder à Justiça pelos seus crimes.

Nos tempos sombrios e sem expectativa de futuro dos tucanos do PSDB no poder, milhares de denúncias foram engavetadas, bem como os processos eram sistematicamente arquivados, a tal ponto que, na Era FHC, o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, tinha o sugestivo apelido de engavetador-geral. Seria cômico se não fosse trágico e surreal.

Contudo, vai ficar muito difícil para os cúmplices de Veja, como afirmou a Dilma, darem sequência à má-fé política e ao banditismo eleitoral. O Jornal Hoje, da TV Globo, não repercutiu a matéria desonesta e inconsequente da Veja sobre a Petrobras e o ladrão confesso devidamente preso, Paulo Roberto da Costa.

Considero que vai ser também muito atrevimento e falta de noção e discernimento se o Jornal Nacional repercutir o jornalismo de esgoto da Veja, como sempre o fez. A Rede Globo e o diário O Globo são useiros e vezeiros em dar ênfase às diatribes de Veja, Época e IstoÉ. Logo depois, essas mesmas companhias privadas e de caracteres golpistas dão voz a políticos do PSDB, do DEM e do PPS no Congresso Nacional, que, irrefragavelmente, atacam os governantes petistas, o PT e o Governo Trabalhista.

Esse processo vergonhoso denota toda a bandidagem do jornalismo praticado há muito tempo pelo sistema midiático de negócios privados controlado por meia dúzia de famílias. Os principais cúmplices de Veja não nominados por Dilma em seu programa eleitoral de hoje são os seguintes: Redes Globo, Bandeirantes, SBT e Globo News; CBN, Rádios Globo, Bandeirantes e Jovem Pan; jornais O Globo, Folha, Estadão, Zero Hora, Correio Braziliense, Estado de Minas, dentre outros.

Trata-se do Partido da Imprensa e que não vacila, de forma alguma, quando quer sabotar, boicotar e, se tiver oportunidade, derrubar um governante trabalhista eleito pelo voto soberano do povo. Esses grupos econômicos imperialistas e que defendem os interesses das elites escravocratas brasileiras e dos países desenvolvidos de históricos colonialistas lutam, incessantemente, contra o desenvolvimento do Brasil e a emancipação definitiva do povo brasileiro.

Por isto e por causa de ações e atos tão levianos e graves, como os praticados por Veja e seus cúmplices, que a sociedade brasileira sabe de quem se trata. Novamente afirmo que os governos petistas, de essência trabalhista, tem de efetivar, conforme reza a Constituição de 1988, o marco regulatório para as mídias. O Governo tem o dever de proteger a sociedade brasileira dos magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas com a sanção da Lei dos Meios, como o fizeram os Estados Unidos, a Argentina, a França, a Alemanha e a Inglaterra. Ponto!

A fala de Dilma Rousseff no programa eleitoral de hoje é digna de grandeza histórica e tão importante quanto à ação do político trabalhista e homem corajoso, Leonel Brizola, que obrigou o Jornal Nacional de Roberto Marinho a se retratar de suas infâmias na voz do apresentador Cid Moreira. Brizola disse o que muitos brasileiros queriam afirmar desde 1964 e no decorrer dos anos. Foi um grande acontecimento, mas isolado.

O programa eleitoral petista — a TV Dilma — é emblemático, porque causou previamente a demolição, inconteste, de um processo armado pelos barões bilionários de imprensa, que pensavam, ao antecipar a publicação criminosa e partidária de Veja, que seria possível repercuti-la ainda hoje no Jornal Nacional e sábado nos programas televisivos, inclusive até nos esportivos, como ocorreu hoje no programa “Redação”, do Sportv.  

A trabalhista Dilma Rousseff foi avassaladora, demolidora, e mostrou ao povo brasileiro, sem quaisquer dúvidas, como a imprensa empresarial e familiar edita e repercute seu jornalismo bandido, golpista e desonesto. O verdadeiro, autêntico e genuíno jornalismo de esgoto. O mesmo que a Veja e seus cúmplices realizam. Dilma detonou... Deletou a Veja! É isso aí.

20 comentários:

Anônimo disse...

SÓ FALO A VERDADE, DOA A QUEM DOER

Se Dilma vencer não vai processar. Se processar vai perder, o judiciário está dominado por tucanos, inclusive a PF. Ela deixou que isto acontecesse.

Eles devem morrer de rir do PT.
“Eles nos sustentam e nós os destruímos, como são burros esses petistas. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”

Todo castigo é pouco pra quem alimentou o monstro do PIG e nós pagaremos pelos erros.

João Marvio disse...

Seu erro Anônimo é você se esconder atrás do anonimato. Apesar de eu concordar com alguma coisa que você disse, suas palavras perdem força por vc ser oculto. O artigo é muito real e o articulista conhece profundamente a imprensa, que é corrupta e golpista.

Jorge Marcelo disse...

Davis, você também faz muitas insinuações levianas no seu blog, assim como a revista Veja, só que pela lógica petista. Ninguém te processa porque só cinco ou seis pessoas o leem...rsrsrsrsrs

Márvio disse...

Jorge Marcelo, levianos são sua mãe e seu pai que puseram um besta-fera imbecilizada igual a você no mundo. Vai te catar, vagabundo, e vê se não bota a cabeça pra fora do submundo onde você vive. Tucanalha lixo!

Ursula Pires disse...

Davis, mais um texto merecedor de aplausos de sua autoria. Eu vi o horário político e Dilma DETONAR os bandidos da Veja.

Jorvandes Marçal disse...

Isso é claro desde a nova democracia me lembro em 89 como tratavam Lula, hoje é diferente temos o advento da internet quem pensa lê e pesquisa um pouco (não precisa ser muito) sabe o que ocorre nessa imprensa pobre (pobre literalmente) todos falidos. Trabalhei 16 anos na Abril (vendas) e já quando sai em 85 estava falida vivendo do patrimônio empréstimo e de arrumar novos parceiros. A mídia pobre vai continuar se vendendo como uma prostituta para saldar suas dívidas com as drogas que usam...

Anônimo disse...

Se sou anônimo ou não, isto não importa. Não vou colocar meu nome aqui pois, não tenho dinheiro pra pagar advogados pra me defender.

A verdade é esta. O PT só nomeou inimigos pro STF, sem falar nos ministros zé cardoso e bernardo plim plim.

Ganharam as eleições mas não assumiram o poder. Continuaram reféns do PIG. Fingir que não vê isto é estupidez.

Só pra constar, sou petista desde 1989. Mas, não sou burro, vejo os erros.,
Não é hora, eu seu, de criticar, mas não tenho sangue de barata pra fingir que nada está acontecendo.

O PT permitiu, pensou que tava abafando. Muitos blogueiros alertaram,mas a arrogância falou mais alto.

Agora estamos aqui, apavorados e tremendo de medo de perder tudo que conquistamos a duras penas.

Se tivessem tido mais humildade e inteligência não estaríamos sofrendo tanto.

leonardo marques arnaldo disse...

isso que o anonimo falou infelizmente é verdade! agora,se dependesse desse povo do PT(principalmente de São Paulo),mandariam a Dilma odarelar(amarelar)!

Anônimo disse...

Ainda que ninguém lesse o grande Davis, seria melhor do que você - jorginho marcelinho escroto- , lê-lo e digitar estas estapafurdices que têm a sua cara: de psicopata ou aeciopata. O seu bico de tucano idiota não combina com as estrelas do pt.

Anônimo disse...

Puxa, logo a Dilma que tanto dinheiro deu em forma de anúncio principalmente da Petrobras para a tal revista. E aposto que vai continuar dando.
Tomara que Dilma torne seu segundo governo melhor que o primeiro, principalmente nas questões de assalto.
babalu

Anônimo disse...

Dona Dilma foi e é mais poderosa e capaz do que a rede esgoto , a tv Globo, a escrota revistinha veja (minúscula mesmo) e outras sórdidas midias. Mas graças também aos mineiros (sou , com orgulho) que de bobos não têm e nunca tiveram nada a ver e que ensinaram para o povo - a maioria não votando nele no primeiro e segundo turnos, fazendo-o virar pó- que o aecínico ou o aeciopata não passa de uma machão covarde que bate em mulher, além de playboy caipira e líder do partido privatista neo-liberal que criou o MENSALÃO dentre outras maracutaias.Parabéns ilustríssima Presidenta!!! Sinto enorme orgulho da senhora.Parabéns ao brilhante e aguerrido militante blogueiro.
PT SAUDAÇÕES
Marcos Lúcio
Marcos Lúcio

Joahermen disse...

Se a Dilma fizer a idiotice de deixar engavetada a aprovação da Lei de Mídias Democráticas para o Brasil, conforme acabo de saber pelo 24/7, não terá merecido meu voto, me sinto traído por ela pela segunda vez, nunca mais acreditarei nessa mulher.
Façamos nossa pressão, participe e faça a divulgação do Abaixo-assinado pró Lei de Mídias Democráticas no Brasil:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N14018
Corrobore deixando sua opinião também.

J Ferreira Ferrerinha disse...

A este RESQUÍCIO de DITADURA CHAMADO VEJA, precisa ser repreendida exemplarmente, para que sirva de exemplo para as demais organizações de comunicação que tem o dever de informar com IMPARCIALIDADE A VERDADE CRUA E NUA! Parabéns Presidenta Dilma Rousseff, começará melhor ainda, punindo de alguma forma também a globo...

Anônimo disse...

Aposto que a presidenta eleita democraticamente Dilma Rousseff mandará para a cadeia os que assaltaram a Petrobras e manterá os anúncios da estatal na Veja.
babalu

bento lisboa disse...

Baba-cu, retira-se a sua insignificância e ao seu jeito mussolini de ser. Vai chorar longe daqui, coxinha tucanalha.

Anônimo disse...

bento lisboa, retira-se o que? mussolini é nome próprio, portanto Mussolini.
Não estou chorando.Baba-cu - como o sr se refere a mim - é um termo lamentavelmente tosco.Coxinha do Frangó ou da Academia da Cachaça ou a quentinha da esquina popular eu gosto, como e indico.
tucanalha é igual petralha, ou seja, se é que o sr me entende, termo pejorativo, antigo, talvez criados por desavisados mas de novo, tosco.
E continuo apostando que verei anúncio do governo federal na Veja, muitos d Petrobras.
babalu

bento lisboa disse...

Deixa de ser burro, baba-cu. Mussolini como adjetivo e não nome próprio. Ah, eu esqueci que você não sabe escrever direito quanto mais pensar. Coxinhas tucanalhas não pensam...

Anônimo disse...

bento lisboa, lamentavelmente o senhor é esquecido.Profundo como um pires, aliás apelido sugerido ao atual e reeleito governador contra outro poste, o senhor debate como um verdadeiro estadista. Deve ter suas razões, conhecimentos, malícia.
Mas é tosco, repetitivamente tosco.
Passar bem.
babalu

Henrique R disse...

O paulista acredita na revista Coito de Bandidos, ops, veja, no PSDB e no JN - mas não acredita na seca do Estado mais rico do país.

Henrique R disse...

O que a Revista Coito de Bandidos não disse:

Laudo da PF engavetado no governo FHC ligava Youssef à caixa de campanha de Serra e do próprio FHC.

De uma reportagem de Amaury Ribeiro Jr, autor de A Privataria Tucana, em 2003:

“Documentos começam a esclarecer por que o laudo de exame financeiro nº 675/2002, elaborado pelos peritos criminais da PF Renato Rodrigues Barbosa, Eurico Montenegro e Emanuel Coelho, ficou engavetado nos últimos seis meses do governo FHC, quando a instituição era comandada por Agílio Monteiro e Itanor Carneiro.

Nas 1.057 páginas que detalham todas as remessas feitas por doleiros por intermédio da agência do banco Banestado em Nova York está documentado o caminho que o caixa de campanha de FHC e do então candidato José Serra, Ricardo Sérgio Oliveira, usou para enviar US$ 56 milhões ao Exterior entre 1996 e 1997. O laudo dos peritos mostra que, nas suas operações, o tesoureiro utilizava o doleiro Alberto Youssef, também contratado por Fernandinho Beira-
Mar para remeter dinheiro sujo do narcotráfico para o Exterior.
.......
Quem lê a Revista Coito de Bandidos, ops, veja, não sabe nem o que significa 'laudo da Polícia Federal"