Google+ Badge

sexta-feira, 23 de março de 2018

Vitória de Lula edifica STF e derrota Globo, Moro e juízes que rasgaram a Constituição


Por Davis Sena Filho — Palavra Livre



O papel do STF é fazer justiça, cumprir e mandar cumprir a Constituição. Apenas isto e nada mais.

A história da luta política, midiática, jurídica e do golpe que desmoralizou, humilhou e afundou o Brasil como Nação, em sua segunda parte (a primeira foi a deposição de Dilma Rousseff), a fim de prender ou afastar o ex-presidente das eleições, resume-se pontualmente e textualmente assim, conforme as palavras de Lula abaixo:

"A história vai poder contar ao povo brasileiro, porque primeiro fui vítima de uma mentira do jornal O Globo, que disse que eu era o dono do apartamento. Por conta dessa mentira do jornal O Globo, a Polícia Federal fez um inquérito e mentiu no inquérito e mandou para o Ministério Público. O Ministério Público pegou o inquérito e transformou numa acusação mentirosa, que foi para o Moro, que deu uma sentença mentirosa".

(Continua Lula) "O TRF-4 deu outra sentença mentirosa, porque eles sabem que não sou o dono do apartamento, sabem que nem tem indícios de que eu sou o dono do apartamento, e eles querem dizer que o apartamento é meu, porque no depoimento que eu fiz ao Moro eu disse que você está quase obrigado a me condenar, porque está tão compromissado com a mentira contada pelo power point do Dallagnol, e tá tão pressionado por alguns meios de comunicação, dentre eles a Rede Globo, que me parece que a obsessão da Globo é impedir que eu seja candidato à Presidência da República".

Após um longo e tenebroso inverno, o STF resolveu, em maioria de 6 a 5, respeitar a Constituição e a cidadania brasileira, que tem como pedra fundamental o Estado Democrático de Direito. Trata-se de algo a ser comemorado, não somente por causa da importante vitória (parcial) de Lula, que está a ser perseguido cruelmente e covardemente há quatro anos, de tal forma que até sua esposa, Marisa Letícia, faleceu, além de sua casa ter sido invadida pela PF e ser levado coercitivamente a aeroporto a mando do juiz Moro, que, na verdade, queria levar Lula para Curitiba e prendê-lo.

Antes dos 6 a 5 da liminar concedida a Lula, os juízes do Supremo realizaram uma prévia apresentada pelo juiz Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, quando apreciaram a admissibilidade do habeas corpus para o caso que chama a atenção da Nação e da comunidade internacional.  Os ministros tiveram que apreciar uma prévia apresentada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato e do pedido de habeas corpus. O resultado da votação foi 7 a 4 favorável a Lula.

Trata-se de duas vitórias importantes, porque os juízes de tribunais de diferentes instâncias realizaram votações contra o Lula escandalosas, pois parciais, seletivas e injustificavelmente políticas e ideológicas. E explico o porquê por fazer tal afirmação, com uma pergunta simples mas objetiva: Você, cidadã ou cidadão, considera normal inúmeros juízes do TRF-4 e do STJ votar de maneira igual, sem um único magistrado ter discordado das decisões de condenar o Lula a mais de 12 anos de prisão? Todos, sem exceção pensam igual?

Todos os desembargadores impediram que houvesse a condição de Lula recorrer aos embargos infringentes e não apenas aos embargos de declaração? Porque o que se verificou foi que os juízes do TRF-4 evitaram, propositalmente, que os advogados de Lula recorressem aos embargos infringentes, que são mais amplos do que os declaratórios.

Como pode, ressalto, os juízes dos dois tribunais (TRF-4 e STJ) pensar de maneira uniforme, sem ocorrer qualquer discordância? Respondo: Já tinham formulado seus juízos de valores. E assim e dessa forma todos eles julgaram o Lula previamente condenado. Parece coisa de estado totalitário, à mercê e sob o controle de pequenos déspotas.

Nenhum desembargador votou a favor de Lula, livres de quaisquer dúvidas sobre a honra do maior político da história do Brasil e um dos mais importantes do mundo atual, assim como foram claramente contra a Constituição, que define e determina, ipsis litteris, que o cidadão brasileiro somente poderá ser condenado após o trânsito em julgado, pois todos os cidadãos têm o direito da presunção de inocência.

Insofismavelmente é o caso de Luiz Inácio Lula da Silva — um dos fundadores da CUT e do PT. Deu para compreender, coxinha? A verdade é que o Lula não poderá ser preso, porque ele não cometeu crime. Criminoso é quem o condenou, pois sabedor que esse diabólico processo contra o político trabalhista e de esquerda é uma draconiana mentira. Trata-se de mentira, e da grossa. Ponto.

A verdade é que pouco importa se a decisão provisória tem como base uma liminar concedida por sete juízes dos 11 do STF, cujo assunto é o pedido de habeas corpus para o Lula. O mérito do pedido não foi julgado de pronto, porque foi adiado, incrivelmente, para o dia 4 de abril, sendo que grupos de direita e de extrema direita se encarregarão nesse interregno de mentir, caluniar, difamar e ofender a honra de Lula, do PT, dos advogados e de seus eleitores, a exemplo do MBL e dos coxinhas, que replicaram nas redes sociais os insultos e mentiras dos fascistas contra a honra da vereadora e ativista Marielle Franco.

Fico a imaginar também o que não irão fazer nesses 15 dias, até o julgamento do habeas corpus de Lula, a destilar ódios e intolerâncias, os monopólios privados de comunicação, cujos principais canais da imprensa de mercado têm exigido a prisão de Lula, independente se é justo ou injusto, principalmente pelos funcionários do Grupo Globo dos irmãos Marinho, famiglia que tem doutorado em golpe de estado, bem como representa no Brasil os interesses dos Estados Unidos.

O "patriotismo" dos Marinho e de seus principais empregados se reduz à vinheta da Globo para os gols da Seleção Brasileira, na voz do contestado Galvão Bueno, ambos há muito tempo perderam a empatia com grande parte do povo brasileiro. Galvão algumas vezes foi xingado por diferentes torcidas nos estádios deste País. Duvida? Pesquise na internet, além de faixas políticas mostradas nas arquibancadas contra o Grupo Globo. A Globo pode até "fazer" o que "quer" neste País, mas que sua imagem de golpista e manipuladora está mais suja do que pau de galinheiro, ah, isto está cara pálida!

Por sua vez, a decisão da maioria dos togados impede a prisão de Lula, que seria uma das maiores injustiças acontecidas na história do Brasil, pois Lula é acusado, irresponsavelmente, de ter um apartamento em Guarujá, que nunca foi seu, pois comprovadamente pertencente à OAS, sendo que o juiz de primeira instância, Sérgio Moro, despachou ordem para que o imóvel fosse à leilão e, no próprio despacho, determina que a "propriedade da empreiteira", e não de Lula, seja vendida.

Tal juiz de Curitiba, que jamais em quatro anos condenou um único tucano ladrão, além de ser um dos próceres da consolidação da segunda parte do golpe de direita, que somente se concretizará com o afastamento arbitrário e violento de Lula das eleições presidenciais, reconheceu também, em sua própria sentença condenatória, que todo esse processo persecutório se iniciou com matéria do jornal O Globo, bem como, na mesma sentença, o magistrado reconhece também que o apartamento não está em nome de Lula. É o fim da picada!

Por isto, o adiamento da votação do mérito do habeas corpus não se trata apenas de uma vitória de interesse do ex-presidente Lula, mas, sobretudo, de um triunfo sobre aqueles que apostavam no quanto pior, melhor, bem como exemplifica que o Brasil tomado pelos bárbaros, a partir das manifestações (micaretas de coxinhas) e de seu ápice com a tomada de assalto do poder pelo bando chefiado pelo "presidente" ilegítimo, *mi-shell temer, transforma-se em acontecimento simbólico e que denota que neste País nem tudo está perdido institucionalmente, pois basta as autoridades darem o exemplo e cumprir com o que reza a Constituição.

O traidor de Dilma Rousseff, o fantoche que tem como sócio principal o PSDB, partido que iniciou sua trajetória a se considerar social democrata e que sujou, definitivamente, sua história ao apoiar um golpe de estado violento, contrário aos interesses do Brasil e de seu povo, além de travestido de legal e legítimo. O golpe dos que não aceitaram a derrota eleitoral para o PT de Lula e Dilma Rousseff, que envergonha o Brasil, assim como o deixa de joelhos perante os países centrais. O golpe da mentira, tal qual Lúcifer — o pai da mentira. Lula Livre! É isso aí.


Um comentário:

Jorge Marcelo disse...

Receita para fritar Lula:
Primeiro derreta Mantega, frite em azeite Genoíno, depois acrescente molho italiano da marca Palocci e uma pitada de Pimentel.
Deixe de Moro por 9 anos.
Pra beber pode ser uma caninha envelhecida por 12 anos.
Você Delcídio se quer servir no almoço ou na janta.
Mas sirva tudo Dilma vez...