Google+ Badge

quinta-feira, 5 de março de 2015

PEC da Bengala é conluio entre STF e Congresso; democracia no Brasil se tornou de ocasião

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


Vamos aos fatos: a Proposta de Emenda à Constituição 457/05 é um golpe contra a democracia. Um golpe descarado e antidemocrático. A verdade é que a proposição, conhecida como "PEC da Bengala", tem por objetivo, e somente esta causa, impedir que a presidenta trabalhista Dilma Rousseff, eleita por mais de 54 milhões de brasileiros, nomeie cinco juízes do Supremo Tribunal Federal (STF).

A resumir: o Congresso Nacional conservador, presidido por Eduardo Cunha, um deputado do PMDB do Rio de Janeiro, partido importante da base Governo, juntou-se a um STF igualmente conservador, e que faz política para que Dilma Rousseff não nomeie juízes mais progressistas, legalistas e que não se entreguem à falação e à vaidade, a terem como espelho os microfones e as imagens da imprensa meramente de negócios privados e de histórico golpista.

É exatamente o que está a acontecer. A direita brasileira, uma das mais ricas, entreguistas, colonizadas e perversas do mundo, não deseja que uma mandatária cumpra seu papel constitucional, além de tentar paralisar seu mandato e administração legítimos. Agora a estratégia é obstar o direito de Dilma Rousseff de escolher os magistrados do principal tribunal do País, como forma de combate político desleal e sem trégua, que tem início nos apoios de protestos da classe média udenista e pró-impeachment, e termina na tentativa de inviabilizar o Governo Trabalhista de todas as formas e maneiras.

Exemplos graves são as paralisações de obras, as demissões de milhares de trabalhadores e a tentativa de uma oposição direitista e predadora do País, que aposta, por exemplo, na depredação da Petrobras, no fim da politica de conteúdo e da quebra do setor naval e de empresas como a Sete Brasil. Toda essa engrenagem malévola acontece porque a burguesia brasileira é pária dos interesses internacionais e jamais se dedicou a pensar o Brasil e defender seus interesses. As classes dominantes brasileiras, grande parte do empresariado, a imprensa de mercado e os partidos conservadores não se conduzem politicamente apenas contra o Governo Trabalhista. Mas, sobretudo, são contra o Brasil. E é aí que mora o perigo...

A direita norte-americana, a inglesa, a alemã, bem como a francesa, por exemplo, são socialmente duras, xenófobas, lutam contra a distribuição de renda e riqueza e tem uma postura hegemônica e imperialista perante o mundo, mas defendem os interesses de seus países, com determinação e nacionalismo. Por seu turno, a direita brasileira, em quase todas suas vertentes, não tem vergonha na cara, comporta-se como pária mundial dos países ricos, pois, lamentavelmente, entreguista, subordinada, subserviente, antinacionalista e portadora de um inenarrável e incomensurável complexo de vira-lata. 

Chega a dar pena do ridículo dessa burguesia e pequena burguesia, pois é total a falta de discernimento de seu papel vergonhoso perante a Nação brasileira e os governantes dos países considerados desenvolvidos, que, por sinal, devem ironizar, debochar, e, por sua vez, não terem o mínimo respeito pela direita tupiniquim de cabeça eternamente colonizada. 

Essa conduta predadora de parte da população brasileira é canalizada, calculadamente e oportunisticamente, pelas mídias privadas dos magnatas bilionários de imprensa, que desde meados do século XIX sonham com as cortes europeias e agora a norte-americana. Vivenciaram no passado a Corte portuguesa no Brasil, mas sempre com os olhos no outro lado do Atlântico e não em si mesmos, de forma que pudessem lutar pelo desenvolvimento do povo deste grande País. Assim essa gente complexada é, e sempre o será... Contra o Brasil.

Neste exato momento, os magnatas bilionários, seus meninos e meninas de recado, além dos "especialistas" de prateleiras, como os da Globo News, estão a deitar falação em suas mídias de direita e de oposição ao Governo Trabalhista, inclusive a apoiar a entrega do mercado nacional da construção civil, portadora de muito conhecimento técnico e científico, a estrangeiros, bem como exigem que o pré-sal seja também explorado pelas "chevrons" da vida. Esse pessoal pedante, que odeia o Brasil e a ascensão econômico-financeira das classes populares, querem a volta do modelo de concessão e o fim do modelo de partilha, implementado no Governo Lula, que resgatou a Petrobras para os brasileiros.

Sei que alguns coxinhas de classe média vão gritar aos quatro ventos e exalar seus venenos contra esta assertiva. Todavia, é isto mesmo. Ponto. Os governos trabalhistas de Lula e de Dilma recuperaram a Petrobras, ícone empresarial do Brasil e combatida a ferro e fogo pelas elites entreguistas e subservientes deste País. Antes mesmo de sua fundação, em 1953, a Petrobras já era combatida pela burguesia de passado cafeeiro e sucroalcooleiro. Esse segmento social e econômico sempre lutou contra o desenvolvimento do Brasil e apostou em sua dependência e no seu papel resumido a produtor primário, cuja produção era voltada apenas para a exportação.

Quem investigou, prendeu e deu liberdade para as instituições agirem contra os corruptos e os corruptores foi o Governo do PT. E não vai ficar pedra sobre pedra. Não adianta a imprensa alienígena espalhar confusões pela sociedade brasileria. A verdade sempre haverá de prevalecer, e quem está a combater a corrupção para valer neste País e a cortar na própria carne é o Governo do PT. 

Nunca vi governos fazerem isto. Na ditadura, nem pensar. Sarney, Collor, Itamar, FHC não combateram a corrupção, de forma efetiva e sistemática, como os governos trabalhistas. O incrível e o surrel disso tudo é que quanto mais a PF prende, mais a imprensa familiar fomenta mentiras, distorce os fatos e manipula a verdade, como se ela o fosse manipulável. Acontece é que a história não é escrita pelos escribas dos patrões do sistema midiático cruzado e cartelizado. 

A história é estudada, pesquisada e escrita pelos historiadores. E ainda bem, porque se um desavisado, alienado, despolitizado e ignaro chegasse ao País agora e lesse essa imprensa empresarial de péssima qualidade editorial pensaria que o Brasil acabou, quando, na verdade, melhorou, porque os brasileiros, inclusive os coxinhas udenistas de classe média, nunca tiveram acesso a tantos bens de consumo. Esta é a verdade, e, no fundo, eles sabem disso. A questão é ideológica e de preconceito de classe enraizada, profundamente, em certos setores da sociedade brasileira de passado escravocrata.

Enquanto isso, o Congresso de maioria conservadora, de forma legal, está prestes a dar um golpe branco, porque a intenção é notoriamente golpista, já que evitar que Dilma Rousseff nomeie juízes do STF, ao aumentar a idade da aposentadoria compulsória de 70 para 75 anos, não é uma questão relevante para o dia a dia da República, bem como para o capítulo da Constituição, que dispõe sobre este assunto. Então, vamos à pergunta que teima em não se calar: "Qual é o motivo de o corpo parlamentar elevar a idade de juiz do STF para se aposentar?" Respondo: impedir que Dilma Rousseff exerça plenamente seus direitos como a primeira mandatária do Brasil. 

A direita teme que a presidenta nomeie juízes progressistas, legalistas, constitucionalistas e que não sejam propensos a fazer política indevidamente, como sempre fizeram alguns juízes politicamente e ideologicamente conservadores, a exemplo de Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa, Celso de Mello, Luiz Fux e Marco Aurélio de Mello. Os juízes do "domínio do fato", fato este que jamais foi utilizado contra os políticos do PSDB, porque inimputáveis e blindados totalmente pelas barras dos tribunais e pela imprensa comercial e privada dos magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas. É dose para leão.

A PEC da Bengala tem o propósito de afrontar a presidenta Dilma Rousseff. A matéria não é importante e muito menos urgente. A direita brasileira é sorrateira e matreira, porque é capaz de até mexer na Constituição para se locupletar e se beneficiar. Foi esta mesma direita que comprou parlamentares para aprovar a reeleição de FHC — o Neoliberal I. Hoje, a oposição demotucana quer o fim da reeleição, porque, evidentemente, perderam as últimas quatro eleições. 

Os derrotados vivem nos tribunais a criminalizar o Governo Trabalhista e a judicializar a política, porque perdem no voto popular. Trata-se da direita da chicana, do terceiro turno e do ódio e do desprezo pelo Brasil. A PEC da Bengala é um conluio entre o STF e o Congresso conservadores. A democracia no Brasil se tornou de ocasião. É isso aí.

22 comentários:

Jorge Marcelo disse...

A PEC da Bengala tem como propósito evitar que a presidanta Dilma Rousseff nomeie juízes corruptos e fechados com o PT, tais como Dias Toffoli, ex-advogado do MST, e Ricardo Levandowski, que evitou o julgamento do Mensalão o quanto pôde. Lugar de chorar é na cama, Davis Sena Filho. A mamata está com os dias contados.

Anônimo disse...

Vai um croquetem aí?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

marcio greik

Paulo Blanc disse...

Eu já penso diferente de Jorge "Marinho" Marcelo: pra mim vagabundo, corrupto e safado são Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa (ex) e Marco Aurélio de Mello., que tem apoiadores idiotas, debeis mentais e inconsequentes como o palhaço tucanóide Jorge Marinho Marcelo. Como é a vida, né? Este parvo demente querendo dar lição de moral e não tem moral nenhuma pra falar sobre nada, muito menos em política. Tucanalha ridículo. Quanto ao artigo, mais um texto elucidativo e duríssimo do grande articulista Davis Sena Filho.

Jorge Marcelo disse...

Desde quando petista pensa? Quem tem moral pra dar lição aqui? Você? Davis Sena Filho? Kkkkkkkkkkk

Jorge Marcelo disse...

Paulo Blanc, essa descendência francesa em seu sobrenome revela que o senhor é um típico esquerdista caviar

Paulo Blanc disse...

Jorge Marinho Marcelo, pra você ver não é a origem e o nome que importam e sim o caráter, o conhecimento e a generosidade na vida , coisa que você não tem. Também, seria exigir demais de um coxinha.

Jorge Marcelo disse...

Generoso? Você doa pra quem, Sr. Blanc? Ou seria Blanca de Neve?? Kkkkkkkkkk

Paulo Blanc disse...

Se você é enrustido, o problema é seu, safado. Vagabundo é vagabundo. Como tal, você se comporta. O problema é que você não tem caráter. Tem laia.

Jorge Marcelo disse...

Você votou no Jean Wyllys pra deputado federal na última eleição, Branca de Neve? Kkkkk...O cara é PSOL e não PT. Tá traindo o Partido Trambiqueiro?

bento lisboa disse...

Paulo Blanc, esse Jorge Marcelo é um cuzão. Nem pra fascista esse merda serve. Até pra isso tem que ter conhecimento. Isso não passa de um recalcado e um frustrado. O negócio é deixar esse mentecapto falando sandices e asneiras e nos atermos aos textos sempre informativos e elucidativos do Davis. Se possível repercuti-lo para que esse coxinha de merda do JM fique putinho da cara. É o que o enrustido é. Rsrsrs

Paulo Blanc disse...

Não, JM tucanalha, votei na sua mãe. Ela me agradeceu e me disse que você é o maior débil mental e reacionário que uma mãe pode por na vida. Ah, ia esquecendo: ela dá ainda um caldo.

Jorge Marcelo disse...

Minha mãe não foi candidata, deve estar confundindo com a mãe do Bento Lisboa

Anônimo disse...

Poema concreto, destes em que donos de empreiteiras estão entregando os ladrões:

Joaquim não comeu croquetem.
na PEC da bengala, mostraria que é senzala.
mandaria pra Papuda Graça, Dilma e Lula.
Joaquim não comeu o croquetem.
Muito menos a quentinha.
Que nas celas do PT.
São servidas como o que.

Aplausos

babalu - que se fizer outro poema concreta, peida e rima como o cu
babalu

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
muito bom
cla clap clap clap clap clap clap
marcio greik

Anônimo disse...

Ao prestar depoimento em delação premiada, o diretor-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, vai informar que a empresa pagou pouco mais de R$ 100 milhões em propina para obter contratos de obras na usina de Belo Monte. Segundo Avancini, o valor foi dividido entre PT e PMDB, com cada um dos partidos abocanhando 1% do valor dos contratos.


Henrique R disse...

A iniciativa da PEC bengala foi do gilmarzinho, ops, Gilmar mentes, ops, mendes.
Lógico que o beneficiará.

Ela estava engavetada. O subserviente global Edu CUnha, por iniciativa do gilmarzinho, desengavetou-a.

O Gilmar, que dizem ser juiz (?) do STF, é aquele que deu ‘habeas corpus’ para o doutô abdel condenado a 278 anos de prisão.
Esse Gilmar é juiz!?

O gilmar é aquele que não devolve a ADI 4650- pelo fim do financiamento de campanha por empresas – está com ele desde abril de 2014.
Pois é. foi o impoluto Gilmar que desengavetou a PEC da bengala.

O magistrado que defende a ‘bengala’, é puramente a necessidade de vangloriar-se, de ostentar, de se exibir.

Bengala, porque ele gosta de trabalhar, definitivamente não é.

Já imaginaram o guitarrista Fux até 75 anos no STF?

E o Gilmar 75? Na ação penal 470 ele disse: “Não se torna necessário que existam crimes concretos cometidos”
Já imaginaram o gilmarzinho com 75?

E o mello 75, aquele que disse que a ditadura foi um mal necessário. (já imaginaram colocar barata viva na vagina de mulher para torturá-la!? Isso é um mal necessário!?)?

E a rosa weber 75, aquela que o CLAUS ROXIN (que aperfeiçoou o Dominio do Fato) disse que ela “Estuprou o Direito” quando disse, no seu voto a José Dirceu na ação penal 470 que “Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite”?
Já imaginaram ela com 75 anos?

PEC da bengala é o que mais de infame existe. É rasgar a Constituição.

Mas, a mídia golpista, lacaios, papagaios de telejornais, coxinhas,...........nunca pensaram e pensam no Brasil e no “Bom Direito”.

Henrique

Anônimo disse...

Poema concreto, baseado no Gilmar em ritmo de torcida:

Ei Gilmar, na Papuda sai quentinha e você com o manjar.
Refrão:
Ei Gilmar, na Papuda sai quentinha e voc\~e com o manjar.
Fim.
Aplausos
babalu

Anônimo disse...

Versinhos para alguém do país das maravilhas:
Lá vai alguém pelo caminho
de pés descalços de bonezinho.
E vai miando para os gatinhos
e vai latindo pros cachorrinhos
desmunhecando pros viadinhos.
Lá vai quentinha bem geladinha
Fim.
Aplausos.
babalu

Anônimo disse...

E o Hospício continua aberto!!!!!!

Petralhas..........Petralhas = corrupto = Petista + irmão metralha......

Dia 15 o bicho vai pegar!!!!!!!!

Anônimo disse...

O anonimato constrói a mentira que quiser.

E dane-se o leitor.

É uma brutal deseducação.

É assim que funciona o PIG - eles só querem 'papagaios de telejornais' - tal qual na ditadura.

A PEC da bengala, tornar-se-á, se aprovada, igual a ALESP (Assembléia Legislativa de SP) onde ex-ministros e até presidente da CBF recebem pensão vitalícia da Assembleia.
No total, 266 ex-parlamentares ou dependentes que recebem até R$ 18,7 mil por mês do legislativo paulista.
O governo do Estado, que atualmente é quem banca as pensões, gasta anualmente cerca de R$ 33 milhões com os 148 dependentes e 118 ex-deputados que recebem o benefício - são 125 na lista

FONTE: A lista dos beneficiários foi repassada ao Estado pela Secretaria da Fazenda após pedido com base na Lei de Acesso à Informação. Até a vigência da lei, a secretaria informava o número de pensionistas e o valor total gasto, mas preservava o sigilo da identificação deles.

Que bengalão, hein!

Henrique

Anônimo disse...

Os idiotas e/ou imbecis se reconhecem e se merecem.

Anônimo disse...

É só você sair e procurar sua turma tão insana quanto "ocê", que o hospício fecha.