Google+ Badge

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Moro: Lava Jato persegue Lula, além de ser mentirosa, seletiva, partidária e moralmente injusta


Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


"Condenados estão a tais tormentos pecadores carnais que a alma danada subjugaram à carne e seus intentos". (Do Inferno - Canto V - Dante Alighieri)

"Moro imoral, juiz parcial"! (Gritos e cartazes dos manifestantes, ontem, dia 27, na Cidade do México, onde o togado lavajatense participava de palestra no Colégio Nacional.  

E o Tacla Duran, juiz Sérgio Moro e procuradores lavajatenses do powerpoint leviano e mentiroso? Por onde anda tal sujeito? E o Carlos Zucolotto, magistrado? Vai ficar tudo por isso mesmo?! O que o Tacla Durán tem e o que o Léo Pinheiro não tem ou vice-versa, juiz Moro? Ah, não vem ao caso.

A Lava Jato perdeu o enfoque republicano e se tornou, sem sombra de dúvida, a desgraça e a vergonha do Brasil e de sua soberania. A Lava Jato é moralmente deplorável.

O juiz de primeira instância, Sérgio Moro, é uma das muitas desgraças do Brasil. Quase 13 milhões de trabalhadores desempregados, dezenas de milhões a sofrer no emprego informal, a indústria naval sucateada, a construção civil praticamente destruída, o País do golpe terceiro-mundista a ser entregue a preço de banana, os programas de inclusão social extintos, a violência a evidenciar um aumento exponencial, a se tornar endêmica.

Enquanto isso e em berços esplêndidos, as castas privilegiadas dos juízes e procuradores a lutar por status, a aparecer carregados de vaidades nas mídias, a brigar por todo tipo de "auxílios", que aumentam, sorrateiramente, ainda mais seus altos salários pagos pelos contribuintes, que, na verdade, evidenciam a corrupção disfarçada, a denotar que tais togados o são, realmente, os moralistas sem moral, bem como não há após quatro anos de Lava Jato um único tucano preso, apesar das provas robustas e transparentes contra muitas aves bicudas dessa espécie, insofismavelmente, predadora e golpista, mas seletivamente e imoralmente protegida por pessoas responsáveis por executar as leis.

Por isto que é grave; e o Supremo Tribunal Federal (STF), do alto da hierarquia do Judiciário, é a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil. O STF é o garantidor do golpe do impeachment de 2016 contra a presidente legítima Dilma Rousseff, e, consequentemente, permite a perseguição de cores e essência fascistas ao ex-presidente Lula. É o fim da picada!

A Lava Jato, além de ser imoral quando acusa e mente para perseguir politicamente e judicialmente aqueles que considera como inimigos, tais lavajatenses por ofício e vocação o são, sobretudo, amorais. De uma amoralidade pérfida, mórbida, sórdida e infame, que representa e reflete fidedignamente o que são os golpistas e como tais agentes do Estado agem no submundo do Judiciário, do MPF, da PF e da política, a ter como cafetina de seus atos e ações persecutórios, arbitrários e autoritários a imprensa de negócios privados dos coronéis midiáticos.

Trata-se de cerca de oito famiglias bilionárias, que controlam todo o sistema midiático privado de um País continental com 208 milhões de habitantes, mas com tentáculos poderosos dentro do setor público, a sequestrar o Estado nacional, de forma que atenda a seus interesses e de seus associados. São os magnatas bilionários de imprensa e de todas as mídias cruzadas e oligopolizadas, que dão toda a cobertura necessária aos usurpadores e golpistas perpetradores do golpe do impeachment de 2016 contra o povo brasileiro e a presidente trabalhista legítima e constitucional, Dilma Rousseff, portadora de mais de 54,5 milhões de votos.

Sem o apoio incondicional da imprensa de mercado historicamente sabotadora e boicotadora do Brasil, não seria possível a servidores públicos como juízes, procuradores e delegados cometerem ações e atos violadores do Estado Democrático de Direito, da democracia brasileira e da Constituição de 1988, porque para essa gente moralmente e ideologicamente fascista as urnas populares que consagraram Dilma Rousseff pela segunda vez são apenas um detalhe, e o "detalhe" é o povo — o eleitor brasileiro.

Sem o apoio dos golpistas das mídias não seria possível aos fascistas da Lava Jato efetivar o Lawfare e o Domínio do Fato contra o político mais importante da história do Brasil, cujos "crimes" esses caras, após quatro anos, não conseguiram provar e comprovar, pelo fato de o presidente Lula nunca ter cometido crimes ou qualquer ação ilegítima ou ilegal, porque Lula jamais incorreu em atos que colocassem em xeque sua histórica biografia e sua moral perante o povo e a comunidade internacional. Lula é um político que não foi cooptado pelo establishment, como ocorreu, no decorrer dos anos, com as principais lideranças do PSDB. Ponto.

Para fundamentar o que afirmo sobre a desgraça que é a Lava Jato, porque seus operadores, diferentemente do que aconteceu em outros países, que também vivenciaram ações de combate à corrupção, mas foram inteligentes e prudentes o suficiente para preservarem as empresas de seus países e os empregos, evidentemente, prenderam os corruptos e os ladrões da iniciativa privada e do setor público, sem, entretanto, destruir empresas de enorme importância para o desenvolvimento do Brasil, algumas delas multinacionais, a favorecer, ato contínuo, as empresas estrangeiras e a criação de emprego nos países centrais. 

Aqui, na Banânia dessa gente de má-fé, não. Trocaram propositalmente os pés pelas mãos e cooperaram para desmontar o Estado nacional e destruir a economia, além de diminuir o mercado de trabalho e a circulação de dinheiro, assim como aumentar a pobreza, sem demonstrar qualquer comprometimento com os interesses do Brasil e de seu povo trabalhador, pois alienados e divorciados de questões fundamentais, como soberania e preservação do conhecimento científico e tecnológico das empresas brasileiras, a exemplo da Petrobras, Embraer, Embrapa e Eletrobras.

Os togados e militares brasileiros são privatistas, o que chega a ser surreal, pois entreguistas, politicamente conservadores e, indubitavelmente, colonizados, além de portadores de incomensurável e inenarrável complexo de vira-lata. Só neste País mesmo, ao ponto de grande parcela da classe média se voltar contra seus próprios direitos, sendo que chega a ser cômico, além de trágico, os empresários brasileiros desnacionalizarem a indústria e o comércio por causa de preconceitos ideológicos, porque a verdade é que os capitalistas tupiniquins nunca ganharam tanto dinheiro como nos governos progressistas e trabalhistas de Lula e de Dilma Rousseff. E depois é o português que é considerado burro.

Para resumir: no Brasil, togados e milicos são privatistas e entreguistas, mesmo a trabalhar para o Estado. É normal uma coisa dessa, além de lamentável? O que você acha, cara pálida? Pois é... Antes de eu tratar do Lula e da safadeza da Lava Jato a pressionar os presos para fins de delações, que transformaram o Brasil numa pocilga amoral, imoral e violenta, cujas principais vítimas são o Estado de Direito e a democracia.

Agora passo a informar abaixo os recentes dados coletados pelo IBGE sobre a "obra" econômica e financeira suja e fétida ironicamente chamada de "Uma Ponte para o Futuro", só se for no inferno, efetivada pelos usurpadores e golpistas liderados pelo vampirão *mi-shell temer, o PSDB & Cia, que estão a assaltar o Brasil e a ocupar a Presidência da República de forma ilegal, pois vazios de votos e de legitimidade:

1) Taxa oficial de desemprego no Brasil - 12,2%;
2) População desocupada no País - 12,7 milhões;
3) Trabalhadores sem carteira assinada - 23,2 milhões;

Trata-se de números e índices assombrosos e tenebrosos, que comprovam, indelevelmente, que muitos dos problemas de violência radical que transformam o Brasil em um País bárbaro e selvagem, pois terra onde moram e agem as classes sociais dominantes igualmente selvagens e bárbaras, que a esta hora ou neste momento devem estar a comemorar a destruição da economia brasileira, pois proposital e calculada, porque é por intermédio da bagunça e da perversidade que os grupos golpistas e econômicos concentram as riquezas de um país e ganham mais dinheiro do o muito do que já tem.
    
Os dados atuais do IBGE comprovam novamente, ipsis litteris, o fracasso da política econômica e financeira dos golpistas *michel temer e Henrique Meirelles (PMDB/PSDB), desde quando tais indivíduos recrudesceram a conspiração e a traição a partir de 2015. Os dois predadores estúpidos, pois protagonistas de intangível estupidez, são realmente traidores dos interesses do povo brasileiro e do que é do público e para o público. Republicanismo é uma palavra que não existe no dicionário e nas ações do dia a dia de gente desse nível...

Dito isto, percebe-se que o juiz de província, Sérgio Moro, continua a trilhar por veredas capciosas e inglórias, conforme a história irá ressaltar, além de duramente julgá-lo, como um dos precurssores do golpe, pois o favoreceu no que concerne a radicalizá-lo, a inclusive, criminosamente, a causar comoção popular e afrontar a Constituição, quando vazou, ilegalmente, os diálogos entre Lula e Dilma, além de perseguir o ex-presidente de forma insidiosa, perversa e covarde. Recentemente, a presidente deposta, Dilma Rousseff, disse as seguintes palavras abaixo, ao defender a prisão do juiz Sérgio Moro:

"Veremos o golpe atingindo segmentos do Judiciário quando o TRF4 aprovou que eu, como presidente da República, tivesse sido gravada sem autorização do Supremo Tribunal Federal. Isso feria gravemente não só a Constituição, como a própria Lei de Segurança Nacional. Em qualquer país do mundo, dito de democracia avançada, uma pessoa que gravasse o presidente da República sem autorização seria presa".

Cansei de afirmar no "Brasil 247", no meu blog, o "Palavra Livre", e em artigos de minha autoria, que são repercutidos em inúmeros sites e blogs, que o lugar mais adequado a muitos membros da Lava Jato, bem como de tribunais de segunda instância e superiores é a cadeia, a prisão — simples assim, se vivêssemos em um País civilizado, com democracia sólida e com uma Justiça imparcial, justa e republicana, o que, obviamente, não acontece neste País, cuja casa grande escravizou oficialmente 388 anos, e, ao que parece, quer escravizar mais 388 anos, ao retirar os direitos e as garantias fundamentais dos cidadãos e trabalhadores deste País.

Nunca vi e ouvi, em hipótese alguma, um membro do MPF questionar e denunciar, por exemplo, o desmonte da CLT e do Estado nacional. E sabe por quê? Porque no Brasil servidores da elite estatal são neoliberais, direitistas, colonizados, assim como são pautados por uma imprensa de mercado, que se transformou em um partido de direita e associado aos interesses políticos da alta burocracia, que, desprovida de votos, também tomou o poder de assalto, a exemplo de *mi-shell temer e cambada, e agora está a mandar no Brasil, sem a autorização das urnas soberanas, de acordo com a Constituição, que certos togados jogaram na lixeira, para poderem governar no lugar dos eleitos pelo povo brasileiro.

E por quê? Porque os juízes, procuradores e delegados, sem generalizar porque não é justo, envolveram-se com o golpe de estado, a fazer política e tomar partido, além de elaborar armações ilegais e mentir sem parar, até que a mentira se torne "verdade" perante a Nação. A Lava Jato, o TRF-4 e o STJ, bem como o STF abraçaram a mentira e dela se valeram para seus propósitos nada republicanos, porque não há como sair dessa armadilha, pois se recuarem poderão se desmoralizar, a despeito que já estão desmoralizados, porque todo mundo, até mesmo os que odeiam o Lula e o PT, perceberam as mentiras sistemáticas e que se tornaram desavergonhadas — um verdadeiro vexame, porque se trata de homens e mulheres da lei!

Mais do que isto. As pessoas perceberam e compreenderam que a intenção do status quo é afastar o Lula do certame presidencial de 2018, além de o povo ter também verificado que até hoje os paladinos lavajatenses da ética, da moral e dos bons costumes udenistas são, na verdade, ferramentas e instrumentos de perseguição política, que se alicerça no lawfare, com a finalidade de desconstruir a imagem de Lula, bem como tem o propósito de criminalizar o PT e seus 13 anos de governos trabalhistas, democráticos e reconhecidos internacionalmente, além de judicializar o processo político, de forma que a política seja rejeitada pela população.

Os conservadores acreditam em um processo político dantesco, que, hipoteticamente, fará com que parcela da sociedade passe a apoiar a direita golpista, que tem e sempre teve vocação para implantar ditaduras neste País à mercê de uma casa grande, que sempre apostou no atraso, no retrocesso e na violência, e que enxerga e planeja o futuro pelo espelho retrovisor. Os golpistas são "geniais"! Quanto aos coxinhas celerados ou insanos, que foram às ruas para apoiar o golpe e agora estão em Portugal em busca de oportunidades de trabalho, ainda não compreenderam o que aconteceu no Brasil, por serem analfabetos políticos.

Estão lá em Portugal a encher o saco e a disputar empregos em um país cujo povo elegeu um governo socialista, a ter como base no Parlamento a esquerda. Estão lá os coxinhas golpistas a terem acesso ao trabalho e ao atendimento do Estado de bem-estar português, sem perceber que no Brasil o PT estava a fazer a mesma coisa que os socialistas portugueses. Estão lá essas pestes politicamente ignorantes, muitos delas jovens, que não sabem o que é uma ditadura e jamais tinham experimentado um governo de direita e perverso como o de *mi-shell temer, pois derrubaram a Dilma e se deram mal.

Estão lá em Portugal, e até agora nenhum bobalhão de baixo nível intelectual e percepção sobre as realidades bateu em panelas ou vestiu a camiseta da corrupta CBF e muito menos pediu a "empregada doméstica de volta". Muitos portugueses já conversaram com tais brasileiros golpistas e de classe média coxinha sobre seus apoios ao golpe e a ascensão do governo mais corrupto e entreguista da história do Brasil. Eles não respondem, pois envergonhados e confusos, mas que se voltaram, de forma surreal, contra seus próprios direitos, além de terem odiado o acesso dos pobres a uma vida de melhor qualidade.

Só que tem um problema: os portugueses conversam e tentam compreender os lamentáveis coxinhas, mas não conseguem. E por quê? Porque quando os preconceitos de toda ordem, a idiotice, a cretinice e a burrice ultrapassam todos os limites da prudência, da ponderação e da sensatez, aí, sim, fica muito difícil compreender. Para mim, essa gente deveria ser internada em hospícios.

Agora estão lá, a encher a paciência e a alugar a educação e civilidade dos outros, a pagar micos, pois alvos de chacotas e desprezos. Há cinco anos atrás, no decorrer dos governos trabalhistas do PT, eram os portugueses e os europeus de inúmeros países que vinham para o Brasil aos milhares, a fim de tentar melhorar suas vidas, pois até hoje o desemprego na Europa é imenso.
    
E não é que o juiz lavajatense, seletivo e danado (danado na forma literal, segundo o dicionário), está a aprontar mais uma de suas incontáveis diatribes?! Explico. O paladino Sérgio Moro se associou à mentiras dos procuradores, a liderá-los Carlos Fernando dos Santos Lima e Deltan Dallagnol.

Como as mentiras têm pernas curtas e os magistrados e procuradores, além dos delegados resolveram interditar o processo político e governar no lugar de quem tem voto, os tribunais de segunda instância e superiores resolveram embalar as mentiras, a ter o "domínio do fato" e o "lawfare" como a solução para amenizar as arbitrariedades e dar "legalidade" às suas diatribes e atos e ações de má-fé.

Por isso que o Lula está em uma camisa de força há quatro anos e o José Dirceu desde 2005. Dirceu foi condenado sem provas e ficou sob a guilhotina do domínio do fato, que foi, evidentemente, distorcido e deturpado. Lula, porém, está sob a égide do lawfare, que significa o uso e a instrumentalização da Justiça e do Direito para fins de perseguição política e judicial.

Os juízes e procuradores estão com um grande problema mesmo a mentir sem parar: não há provas contra o Lula, porque a realidade é que o Lula não cometeu crimes. O crime de Lula foi ser maior do que os prepostos da burguesia colonizada de terceiro mundo, que entrega o País de maneira irresponsável, porque o odeia e o despreza, mas não se importa de ser pária perante o mundo, pois apátrida e subalterna. O establishment brasileiro é o cafetão da Nação brasileira. O desgoverno de *mi-shell temer é seu capataz.   

É exatamente isto que os juízes de primeira instância, a exemplo dos magistrados do Paraná, de Brasília, de São Paulo e do Rio de Janeiro estão a fazer, com o apoio tácito e ativo do TRF-4, da PGR, do STJ, do TSE e do STF, que vem a ser, nada mais e nada menos, do que a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil.

Um exemplo real sobre o que eu asseverei até agora será o julgamento do habeas corpus pela Quinta Turma do STJ a favor de Lula. O ex-mandatário contesta a antecipação do cumprimento da pena determinada pelos juízes do TRF-4, que também foram contaminados pela política, bem como se acumpliciaram com os interesses políticos do juiz Moro da Lava Jato, que são os mesmos dos grupos que tomaram o poder central de assalto, a incluir também o Grupo Globo, o chancelador das ações políticas dos togados e meganhas.

Vale lembrar que o próprio Moro reconhece, em sua sentença condenatória, que não há provas contra o Lula no que tange ao apartamento do Guarujá, mas mesmo assim o condenou, porque acima da mentira está o golpe de estado de 2016, que se iniciou com a deposição de Dilma Rousseff e somente terminará com a prisão de Lula ou com o seu impedimento de concorrer às eleições de outubro.

A Justiça, o Judiciário e o MPF brasileiros são, absurdamente e vergonhosamente, reféns da mentira, e se tornaram ímpios e desditosamente injustos e antirrepublicanos. Lula manterá sua candidatura pelo Partido dos Trabalhadores até ele ser preso ou definitivamente afastado das eleições. É o golpe, cara pálida! Dentre os muitos codinomes do diabo, um deles é o "Pai da Mentira". É isso aí.

Um comentário:

Marcos Lúcio disse...

Como discordar de uma linha, sequer? Para variar, excelente...e o mais péssimo (melhor não há) é que no Brasil tudo da politicalha tupiniquim golpista, direitopata, escrota, entreguista, cafona, preconceituosa, violenta, patética, patológica, etc...foi brilhantemente esmiuçado por você, com sagacidade, lógica e verdade. Para variar, excelente..O mais péssimo (melhor não há) de tudo é que “ A Lava Jato perdeu o enfoque republicano e se tornou, sem sombra de dúvida, a desgraça e a vergonha do Brasil e de sua soberania. A Lava Jato é moralmente deplorável”