Google+ Badge

segunda-feira, 20 de março de 2017

*temer é o fracasso, seu alter ego é *mefistófeles e sua voz é a do mercado selvagem de capitais

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre

*MI-SHELL TEMER É MEFISTÓFELES E *MEFISTÓFELES É MI-SHELL TEMER. ALTER EGO! 

Quando o golpista e usurpador *mi-shell temer apareceu como um fantasma de casarão "mal assombrado" no eixo leste da transposição do Rio São Francisco para tirar fotos; quando o usurpador e golpista *mi-shell temer apareceu para comer churrasco com embaixadores estrangeiros em uma churrascaria de carnes importadas, observe-se, "importadas", percebe-se nitidamente que este homem é a maior desgraça que aconteceu na história do Brasil, porque, além de ser o chefe golpista de um governo extremamente corrupto, é desprovido completamente de sensatez, bem como de uma ignorância atroz no que concerne a conhecer as realidades brasileiras, além de se mostrar um irremediável neófito considerado pária pelos principais líderes estrangeiros.

Poder-se-ia dizer que *mi-shell temer é lamentavelmente patético, como demonstram as fotos e as imagens de suas últimas aparições sem a presença de público, evidentemente, e com a presença de embaixadores que foram servidos com carnes importadas(!), quando o golpista, como estivesse em um mundo paralelo e idiotizado, deveria ter oferecido a carne brasileira, já que a irresponsável Polícia Federal mais uma vez não resistiu aos aplausos fáceis e iluminados pelas luzes de ribalta da imprensa de negócios privados, assim como jogou por terra 20 anos de duro esforço para que a carne brasileira e toda a cadeia industrial que lhe dá dinâmica tenham se transformado nas melhores e competitivas do mundo.

Ao invés de a PF investigar e reprimir os que cometem crimes e o MPF zelar pelo discrição para evitar que todo  trabalho de décadas dos pecuaristas, da indústria e de órgãos de ponta como a Embrapa fossem jogados em um precipício de autodestruição e suicídio coletivo como ocorre no Brasil propositalmente para que ocorresse o golpe terceiro-mundista, resolve-se agora destruir uma indústria poderosa que emprega milhares de trabalhadores em todo o Brasil.

Assim os irresponsáveis do Judiciário procedem, como já fizeram com a formidável Petrobras, com o Pré-Sal e com toda a cadeia industrial de óleo e gás, a, inclusive, esquartejar a poderosa petroleira, a vender suas subsidiárias e seus ativos petrolíferos, com direito a destruir a formidável indústria naval que até há pouco tempo funcionava de vento em popa, a empregar muita gente e a construir navios e plataformas, que agora são construídos no exterior, o que ocasiona desemprego ao trabalhador brasileiro e emprego aos estrangeiros, que passam a vender os produtos que eram fabricados e construídos no Brasil. Não é formidável o governo do *mesfistófeles lesa-pátria? Os fundamentalistas e fanáticos do neoliberalismo não são geniais?

A toda essa mixórdia, junta-se a imprensa comercial, propriedade e arma de guerra da casa grande, a ser uma das mais corruptas do planeta, além de odiar o Brasil, o seu povo e demonstrar, no decorrer de quase 150 anos, que sempre lutará contra seus interesses, assim como deseja que o País seja eternamente uma colônia subalterna e apenas exportadora de commodities, porque assim será mais fácil se locupletar e enriquecer a burguesia, um pequeno extrato beneficiado e privilegiado da população brasileira.

*mi-shell temer é de uma mediocridade latente e capaz de ações e atos deploráveis. Sua aparição fantasmagórica no Rio São Francisco, como se fosse um turista sem noção da grandiosidade da obra de transposição de Lula e Dilma é algo que somente pode ser lamentado, não por causa do *mefistófeles ou Amigo da Onça, mas porque esse sujeito politicamente minúsculo e moralmente menor significa a representação da derrota e da humilhação do Brasil, que nunca foi tão infeliz e indignado. Nem nos tempos da ditadura militar, pois naqueles tempos bárbaros o desconhecimento por parte da população sobre o que ocorria era muito grande. 

*temer posou como se ele fosse o responsável pelo esforço de construção e entrega da fantástica obra de transposição e pensada estrategicamente há cerca de 150 anos pelo imperador Pedro II. O *mefistófeles e traidor se apodera ou se apossa do que não é de seu direito e muito menos de sua parca e totalmente questionável autoridade. Se apossa e faz publicidade do trabalho alheio, pois acostumado a dar golpes, como o de ser presidente da República sem ter sido eleito e sem apresentar qualquer proposta social e econômica ao povo brasileiro, a não ser prejudicá-lo sem seus direitos previdenciários e trabalhistas, a dar-lhe ainda o presente de grego retratado em 15 milhões de desempregados.

Apresenta-se como autor da magnífica obra de engenharia, a ter a ajudá-lo na mentira e na desfaçatez o golpista Moreira Angorá Franco, outro que consta em inúmeras listas de propinas, inclusive a da Odebrecht, de acordo com a PF e o MPF. *temer cometeu uma mentira grosseira, pois os responsáveis pelo sonho realizado e entregue a 12 milhões de nordestinos foram a presidente deposta, Dilma Rousseff, e o presidente Lula, que no momento enfrenta a perseguição mais covarde e cruel que já se viu contra um político nacionalista e de esquerda por parte da imprensa apátrida e de mercado, bem como por setores do Judiciário, que estão envolvidos com o golpe bananeiro e cucaracha, mas violento e que aconteceu no Brasil no fatídico dia de 17 abril do ano de 2016.

A figura de *mi-shell temer na transposição do Velho Chico e na churrascaria com os embaixadores estrangeiros parece com os gibis ou filmes de um mundo fantástico, surreal, no qual você parece que não consegue acordar e sair incólume do pesadelo. Trata-se de uma figura completamente alheia à realidade dos fatos e do que ele fez, do que praticou, que é a mórbida e covarde traição que *mesfistófeles cometeu com a presidente legítima e constitucional Dilma Rousseff, com o Brasil, com seu povo, com a Constituição e o Estado de Direito.

*temer e seus asseclas e cúmplices do crime de golpe de estado destruíram o Brasil, humilharam a Nação, a dividiram para servir a interesses estrangeiros e da burguesia subalterna deste País atrasado e provinciano. Hoje, o presidente golpista de atitudes e atividades atrozes paga o preço altíssimo da imensa impopularidade, cujo desfecho é o desprezo e a ira de milhões de brasileiros. *mi-shell temer garantiu, com "esmero", seu lugar na lixeira da história como um dos maiores traidores e sabotadores do Brasil de todos os tempos. *mi-shell temer é o fracasso, seu alter ego é *mefistófeles e sua voz é a do mercado selvagem de capitais. Ele é contra o Brasil. É isso aí.

*mi-shell temer - o nome de tal peçonha é sempre escrito em minúsculo, por se tratar de um pigmeu moral, político, citadino e golpista.

*mi-shell temer, além de ter seu nome sempre escrito em minúsculo, sempre terá seu primeiro nome escrito com as letras m-i-s-h-e-l-l. Portanto, o nome de tal desditosa peçonha passa a ser escrito no Palavra Livre como *mi-shell temer. PS: sempre em minúsculo.

*mi-shell é também conhecido pelo vulgo Amigo da Onça — o Usurpador Traidor.

*Golpista é palavra sinônima de *mi-shell temer.

*mefistófeles é *mi-shell temer.

*mi-shell temer é *mefistófeles.

*mefistófeles é sempre escrito em minúsculo.




Um comentário:

Marcos Lúcio disse...

Nada a acrescentar ou a excluir da sua - como sempre - brilhante análise destes imperdoáveis momentos trágicos da politicalha tupiniquim pós-golpe criminoso.Vou compartilhar e sugerir aos seus leitores a leitura de outro texto igualmente imperdível como o seu:
"Derrubar o governo Temer é uma demanda de dignidade'. Por Aldo Fornazieri
Vou, antes , deixar um aperitivo ou amostra do texto dele:

(...) " Hoje, no Brasil, estamos diante de um governo que afronta, de forma planejada e insolente, a dignidade da pessoa humana. A primeira afronta reside no propósito mesmo pelo qual se constituiu: abrigar do alcance da lei um grupo de criminosos, convocados a ocupar os altos cargos da República para se protegerem no inescrupuloso mecanismo do foro privilegiado. Perpetrado este ato insidioso contra o interesse público, o presidente definiu como critério para a escolha de ministros da cúpula governamental que os pretendentes tivessem em seus currículos práticas corruptas e delituosas, configurando a condição de quadrilha no seu caráter. O último recrutamento validado por este critério é o do ministro Osmar Serraglio, o protetor do “grande chefe” da carne podre.

Instalada no governo, destruir os princípios da comunidade política tornou-se o objetivo principal dessa quadrilha. Nenhuma comunidade política subsiste se o seu funcionamento político-constitucional não estiver alicerçado na observância da moralidade. A indiferença zombeteira com que o governo trata os reclamos de moralidade pública vindos da sociedade, o “tanto faz como tanto fez” em relação ao temporal de acusações que recai sobre o presidente, a cúpula do governo e os seus principais aliados no Congresso representa o dilaceramento ético da sociedade e a morte moral da nação. As páginas da história do Brasil não registram nenhum paralelo de prática de degradação da dignidade do povo comparável à que chegou esse governo. A ausência de sentimentos morais por parte deste governo não espanta apenas os brasileiros que ainda mantêm virtudes cívicas em suas almas, mas espanta também o mundo que dele toma conhecimento.

O desprezo desaforado que este governo nutre pelos valores cívicos, éticos e morais, o torna insensível perante os sofrimentos dos desempregados, dos milhões de pobres que voltaram a crescer e da desigualdade que se agravou. O governo desonra os trabalhadores tirando-lhe direitos conquistados, humilha as pessoas atormentando-as com o medo das incertezas e com a prisão da desesperança. Trata-se de uma cúpula política toda que se regozija com a depressão e a desgraça dos cidadãos".