Google+ Badge

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

STF é muito menor do que o Brasil — Lula, Dirceu, Dilma, Moro, *mi-shell, coxinhas, golpe e outras considerações

Palavra Livre — Por Davis Sena Filho

O STF, ALÉM DE SER SUSTENTÁCULO DO GOLPE CONTRA DILMA E A DEMOCRACIA, ABRIU MÃO ATÉ DAS APARÊNCIAS E SE TORNA UMA CORTE DE INJUSTIÇA, NA QUAL O QUE VALE É O DOIS PESOS PARA DUAS MEDIDAS.

Começou assim e vou relembrar. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o mandatário que saiu do poder após oito anos na Presidência da República com quase 90% de aprovação popular, um recorde mundial e acima dos índices de popularidade do presidente da África do Sul, Nelson Mandela, conhecidíssimo em âmbito mundial, começou a ser perseguido, de forma mais contundente e sistemática, no ano de 2005.

Neste ano, deu-se o evento do "mensalão" do PT, que até hoje não foi juridicamente comprovado, além de os processos jurídicos se basearem e serem montados na "teoria do domínio do fato", porque a intenção dos golpistas era derrubar o presidente Lula com apenas dois anos no poder, o que não foi possível, porque o mandatário trabalhista e de esquerda ameaçou ir às ruas e, com efeito, a direita, que se locupleta deste País terceiro-mundista há séculos e que jamais em sua tenebrosa história pensou o Brasil, recuou para não ter de enfrentar um presidente com altíssima aprovação popular e muito forte politicamente.

Os trogloditas tiveram de recuar, mas nunca desistiram do golpe promovido e financiado pelas oligarquias nacionais e patrimonialistas, mancomunadas com os governos dos países hegemônicos, notadamente os Estados Unidos. A oligarquia herdeira da escravidão de 388 anos e uma das mais perversas, injustas, ricas e poderosas do mundo. Tão poderosa e corrupta que, em pleno século XXI, efetivou um golpe violento contra uma mandatária constitucional e legítima, que não roubou, que não cometeu crimes de responsabilidade e que foi eleita pelas urnas soberanas com quase 55 milhões de votos.

Como a direita usurpadora do poder central não conseguiu fazer de Lula mais um presidente trabalhista deposto por um golpe bananeiro e subalterno aos interesses dos EUA, os golpistas brancos e de direita, que se assemelham, e muito, com os bandos de grandes macacos, quando principalmente entram em conflito para ver qual será o grupo ou líder que terá a maior parte do espólio, neste caso a partilha do Estado nacional, optaram, espertamente e estrategicamente, por prender o ex-ministro e deputado José Dirceu.

Se não conseguiram colocar o presidente Lula na cadeia, prende-se o segundo político, na época, o mais importante e ideológico do PT e, consequentemente, mantém-se viva a campanha conspiratória e de destruição do Partido dos Trabalhadores, que passa a ser diuturna e, por seu turno, não saia nunca mais das manchetes dos jornais burgueses e comprometidos até seus pescoços com o golpe de terceiro mundo, desde os tempos de Getúlio Vargas.

Getúlio é o presidente estadista, trabalhista e nacionalista, que industrializou e desenvolveu o Brasil, bem como livrou o trabalhador brasileiro da semiescravidão da Política do Café com Leite controlada pelos oligarcas de São Paulo, que sempre lideraram conspirações e golpes de estado em âmbito nacional, como o é o caso do paulista golpista e usurpador, *mi-shell temer, e de sua alcateia de lobos, que se abrigam no PSDB de Fernando Henrique, Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra, partido de direita que se desmoralizou ao apoiar o golpe cucaracha, cujos candidatos a presidente não têm a confiança popular, conforme indicam seus baixos índices de popularidade, por intermédio de pesquisas atuais e elaboradas por institutos financiados e ligados aos interesses das oligarquias proprietárias da casa grande. Ponto.

Órgãos de comunicação privados se transformaram há muito tempo neste País em ferramentas e instrumentos de persuasão junto às camadas mais despolitizadas ao tempo que conservadoras e reacionárias da população brasileira, que estão presentes principalmente na lamentável classe média branca de alma e caráter coxinha.

As "elites" compreendem como funcionam os pensamentos e desejos das classes médias tradicionais e, consequentemente, conhecem seus princípios e valores muitos deles levianos e egoístas, pois sabedoras de que tais classes são preconceituosas e, por conseguinte, abertas para apoiar quaisquer movimentos que combatam a inclusão social e econômica das classes trabalhadoras, que comportam a maioria da população brasileira.

A verdade é que não existe, de fato, a classe média (pequena burguesia), porque mesmo a apoiar os interesses da grande burguesia, ela não é transformadora e, com efeito, não se transforma e nem se apresenta como classe, porque não põe a mão na massa como os trabalhadores do setor público, da indústria, do comércio e do campo, assim como não controla e não é proprietária dos meios de produção, que estão nas mãos dos ricos e dos muito ricos, estes sim formam também uma classe — o patronato, que emprega e investe, apesar de ser patrimonialista, sem generalizar.

Manter a classe média despolitizada e imbecilizada é trabalho estratégico e político da casa grande, porque sendo  uma verdadeira analfabeta política como ela o é e se orgulha de ser, mesmo a ter por inúmeras gerações pessoas formadas pelas universidades, a classe média tradicional continua ridiculamente alienada, com sonhos e devaneios de consumo e de status, que se concretizam em sua presumível e presunçosa ascensão social, o que verdadeiramente nunca acontece, a não ser com 0,5% de uma classe que está fadada a comer ovos (galinha) e arrotar caviar (ovas de peixe).

Entretanto, o principal papel das mídias privadas, que fomentaram todos os golpes de estado no Brasil, inclusive o de 2016, é manter a classe média coxinha e paneleira de barriga cheia sob seus tacões e influências, porque sabedoras que a classe média é leviana, ignorante, colonizada, racista, sectária e materialista.

Por passar a vida inteira a receber informações da imprensa ocidental e hegemônica, tornou-se, irreversivelmente, uma pseudo-classe idiotizada, intolerante e violenta, além de totalmente disposta a impedir, juntamente com a casa grande que a manipula e "massageia" seus sonhos de grandeza, a ascensão econômica e social do povo brasileiro, sendo que parte dele entrou também na conversa fiada de combate à corrupção.

Agora não adianta a classe média reclamar, depois do leite derramado e verificar que a deposição criminosa de Dilma Rousseff teve por motivo principal blindar a quadrilha de políticos que tomou de assalto o Palácio do Planalto, bem como impor, sem ter vencido as últimas quatro eleições, o programa ultraneoliberal do PSDB/PMDB/DEM/PPS, que na década de 1990 quebrou o Brasil três vezes, além de arrasar com a economia em termos globais, principalmente a partir de 2008.  

Os neoliberais são uns "gênios!" São, indubitavelmente, os gênios da roubalheira desenfreada e sem limites, a que transfere o patrimônio e o dinheiro públicos para a iniciativa privada, a mesma que se autoproclama competente, mas que vive a mamar nas tetas do Estado, a servir-se criminosamente dos impostos pagos pelo contribuinte, ou seja, os trabalhadores. Depois essa gente tacanha e de índole e espírito de porco vem com o papo furado e de má-fé que "não existe almoço grátis", um jargão dito e desdito pelos "liberais" farsantes, quando, evidentemente, o almoço grátis NÃO é para encher as barrigas deles.

Todavia, voltemos a José Dirceu. O militante político, que participou ativamente do enfrentamento à ditadura civil-militar, é um dos principais quadros históricos da esquerda brasileira, que injustamente encarcerado e em prisão perpétua paga o preço altíssimo e perverso de ter sido um dos principais estrategistas da primeira vitória presidencial de Lula, bem como efetivou ações como chefe da Casa Civil que contrariaram setores poderosos da capitalismo tupiniquim, a exemplo do cartel midiático controlado pela família Marinho.

A famiglia dona das Organizações(?) Globo, que jamais foi investigada a fundo e que promoveu o golpe contra Dilma Rousseff, repercute, sistematicamente, as acusações sem fundamentos e provas contra o Lula e blinda descaradamente os políticos que apoia, geralmente do PSDB, do PMDB e do DEM, que foram delatados como corruptos e criminosos dezenas de vezes pelos delatores da Lava Jato e presos pelo juiz seletivo e parcial Sérgio Moro, militante ativo e passional do PSDB do Paraná, que foi denunciado à ONU e a outros fóruns nacionais e internacionais, por ser um magistrado de caráter persecutório e a cometer inúmeros crimes.

Crimes a exemplo da divulgação ilegal do áudio em que a presidente Dilma e o ex-presidente Lula conversavam. Nos EUA, que a casa grande tupiniquim subalterna e os coxinhas com complexo de vira-latas tanto gostam e admiram, Moro certamente seria denunciado, julgado, demitido e preso. Ah, se não seria preso tal filhote de Mussolini...

Imagine o Moro, da província de Curitiba e totalmente ignorante, tais quais aos procuradores e delegados sobre como funciona o processo político de um governo de coalizão, a tornar público uma conversa entre Barack Obama e Bill Clinton? Não ficaria um minuto a mais a ocupar "seu" cargo. Ponto. Porém, o Brasil é uma bagunça, onde viceja a oligarquia que faz o que quer e o que lhe aprouver. O negócio é transformar "(...) o Brasil inteiro num puteiro, porque assim é que se ganha mais dinheiro (...)" — como dizia o poeta Cazuza. Moro, a morte de dona Marisa Letícia está na sua conta.

Dirceu também tentou mudar as relações institucionais entre os partidos, assim como enfrentou interesses de grupos que há décadas controlavam estatais e órgãos da administração direta e indireta, além de rever os recursos (dinheiro) destinado à publicidade oficial, no que diz respeito a democratizar e a equacionar as verbas que, em grande parte, ficavam nas mãos de empresas midiáticas como as Organizações(?) Globo, que mudou convenientemente a nomenclatura de seu nome para "Grupo Globo", além de monopólios midiáticos como os grupos da Folha, do Estadão, da Veja e da IstoÉ, dentre outros.

Dirceu foi transformado em bode expiatório e seu nome foi demonizado durante dez anos consecutivos, de forma impiedosa e desumana, sempre com objetivo político. Trata-se de um dos maiores linchamentos morais que tive a infelicidade de observar no Brasil e promovido pela imprensa golpista e corrupta, com o apoio de vazamentos propiciados por delegados e procuradores, com a aquiescência e a cumplicidade de juízes.

A PF, por exemplo, é um vazadouro de grande dimensão, e nenhum delegado foi afastado ou preso por vazar informações sigilosas, o que é crime. E quem comete crimes, que eu saiba, é criminoso. Como pode os operadores do Direito e os servidores de repressão a crimes cometerem crimes? É surreal, e somente em um País que sofreu um golpe de estado travestido de legal e legítimo que se permite tamanha ignomínia e infâmia. Este golpe é sórdido e infame, realidade que acarreta conflitos e divide, indelevelmente, o País. Não haverá paz. Sem justiça não há paz.

Lula é o alvo do consórcio de direita e politicamente mais poderoso que José Dirceu. Um político da grandeza histórica de Lula incomoda demais o status quo edificado por 517 anos pela casa grande de alma e espírito escravocrata. Lula, como Dirceu, não foi cooptado pelo sistema de capitais. Como também não serviram ao establishment, a exemplo do que fizeram e fazem os políticos que depois se mostraram comuns quando estiveram no poder, a exemplo de Eurico Gaspar Dutra, de Jânio Quadros, dos generais-presidentes do período militar, de José Sarney, de Fernando Collor, de Fernando Henrique Cardoso — o maior traidor da história do Brasil, juntamente com o lamentável e mega impopular *mishell temer, que jamais simbolizará o fracasso, porque se trata do próprio.

O arremedo de presidente, *mi-shell temer, é a quintessência da incompetência, da desfaçatez e da perversidade em relação ao desenvolvimento social do povo brasileiro e aos interesses do Brasil. Ele é o chefe de selvagens e bárbaros das oligarquias provincianas e violentas, que derrubaram a pontapés o portal da democracia e do Estado Democrático de Direito. Trata-se de indivíduo menor, minúsculo e de lixo político, porque se tornou abjeto por si só, por sua livre e arbitrária vontade.

A escória que o acompanha deveria ser impedida de conviver em sociedade. Gente de alta periculosidade tem de ser enjaulada. O problema é que o STF está no golpe e blinda o Moreira Franco, o Eliseu Padilha, o Romero Jucá, o Geddel Vieira Lima, o Renan Calheiros, o Rodrigo Maia, o José Agripino Maia, o José Serra, o Geraldo Alckmin, o Aécio Neves, o Pedro Parente — o Mão de Tesoura Neoliberal — e tantos e tantos outros, que deveriam, no mínimo, serem duramente questionados e processados, julgados e, se for o caso, presos.

Entretanto, não há panelas a receber "pauladas" de colheres ou o que o valha. Não há coxinhas com camisas da CBF e a reverenciar o pato golpista e corrupto da Fiesp, que ora está a se virar para tentar curar o tiro que deu nos próprios pés de seu pato insano e irresponsável, que cooperou, e muito, para destruir a economia do País e desmontar o Estado nacional, o maior responsável por fomentar a economia e fazer com que se criem empregos e renda, de forma que o dinheiro gire e chegue aos bolsos de todos os brasileiros.

Porém, o STF impede o Lula de assumir a Casa Civil, por considerar a nomeação "obstrução de Justiça", com o condestável e persecutório juiz Gilmar Mendes, do PSDB do Mato Grosso, a aprovar liminar para atender o juiz Sérgio Não Vem ao Caso Moro, do PSDB do Paraná. Depois o impoluto e burguês juiz, Celso de Mello, aprova a nomeação do Moreira Angorá Franco, citado inúmeras vezes na Lava Jato, fato este que não foi considerado como "obstrução de Justiça". Dois pesos para duas medidas ou É mole ou quer mais?

É estarrecedor o que se vê no Brasil. O STF se tornou bárbaro, pois injusto, partidário, ideológico sempre à direita e conspirador. Juízes se arrogam de justiceiros e intervêm na política a seus bel-prazeres. É o fim da picada. Ninguém acredita na Justiça burguesa de juízes coxinhas, que não honram suas togas. O STF foi mais uma vez desmoralizado, agora pelo seu decano, que está na Corte desde o Governo Sarney.

O Brasil precisa urgentemente fazer uma reforma no Judiciário. Não há mais espaço e tolerância para aturar juízes que agem e atuam como príncipes da República. Trata-se de acinte, de deboche e de falta de respeito. São servidores públicos mortais, que necessitam ir ao banheiro, comer, dormir, beber água e ter salários para pagar suas contas e de suas famílias. Que pasa?! Como viver em paz quando se sabe que juízes permitiram que se rasgasse a Constituição? Que se acumpliciaram com um golpe de estado abjeto e bananeiro? Como permitem que José Dirceu fique preso e toda essa cambada do PSDB, do PMDB, do DEM, do PP, do PSB e do PPS fique solta, a rir da cara da sociedade brasileira, que é tratada como idiota e otária?  

Como tais "príncipes" de togas, a serviço da casa grande, autorizam, sub-repticiamente, que os vazamentos se perpetuem, de forma seletiva, a minar, pouco a pouco, a moral e a autoestima do alvo dos vazamentos criminosos e seletivos? Como permitem prisões e coerções coercitivas de pessoas que ainda não foram comprovadamente consideradas ladras ou corruptas? Como permitem invasões a domicílios e que a imprensa golpista e corrupta faça da humilhação e da opressão contra as imagens das pessoas um circo de horrores, com jornalistas que se transformaram em vampiros das almas, da honra e dos espíritos alheios.

Como permitem todo tipo de covardia e perseguição, sem ter uma única prova por parte de procuradores, juiz e delegados, a exemplo do caso de Lula e sua família? Como permitem que procuradores fanáticos, inclusive com conotação religiosa, a sentirem-se como os "messias" do combate à corrupção, apresentem pelas mídias privadas e comprovadamente golpistas um powerpoint cretino, persecutório, leviano e que no fim se verifica que tal pantomima não passa de uma farsa, com o propósito de enlamear o nome de Lula e desqualificá-lo, além de desconstruí-lo como cidadão e político?

Como permitem que delegados da PF insultem a Dilma, o Lula e elogiem seu adversário político, o Aécio Neves, em redes sociais, em público? Como os juízes do STF e o PGR Rodrigo Não Devo Nada a Ninguém Janot permitiram que um corrupto e criminoso, como o Eduardo Cunha, fique quase um ano como presidente da Câmara, de maneira que ele pudesse receber o pedido de impeachment (golpe) contra Dilma Rousseff, presidente legítima, eleita pelas urnas soberanas com 54,5 milhões de votos e que jamais cometeu quaisquer crimes de responsabilidade?

Como o STF tem a desfaçatez, a imprudência, a insensatez e a total falta de civismo e republicanismo ao permitir que *mi-shell temer se blinde contra seus "supostos" crimes ao nomear, nada mais e nada menos, seu ministro da Justiça para o STF, que atende pelo nome de Alexandre Lex Luthor de Moraes, tucano empedernido, agente público e político que foi advogado do PCC e, pior do que isto, totalmente vinculado aos interesses do PSDB e agora do PMDB, que têm políticos que tomaram o poder central de assalto, mas que estão desesperados por saberem que podem ser presos pela Lava Jato.

Agora vamos à pergunta que não quer calar: O STF, a PGR/MPF e a PF querem mesmo prender os tucanos do PSDB, do PMDB e do DEM? Ou vão apenas consolidar o golpe terceiro-mundista e praticado por uma casa grande escravagista, com o PT dentro e a chave jogada fora? Com a resposta todos os golpistas do consórcio abjeto e infame de direita. Lula vai ser candidato.


O problema é que o juiz Sérgio Moro, do PSDB do Paraná, após três anos de perseguições e covardias não conseguiu de uma única testemunha e de um único delator ouvir qualquer acusação de que um dos dois maiores presidentes da República da história do Brasil — o outro é o Getúlio Vargas — é corrupto ou se aproveitou do cargo para se dar bem. Lula não roubou! O líder de esquerda vai ser candidato para retomar o desenvolvimento do Brasil. É isso aí.

6 comentários:

Patrick Soares disse...

Somente a volta de Lula para que o Brasil volte a crescer e a dividir renda, além de recuperar as estatais vendidas. Não há governo pior. Análise da conjuntura brasileira precisa.

Jorge Marcelo disse...

Lula e Moreira Franco, dois bandidos que assumiram ministérios para evitar suas respectivas condenações.

TUCANALHA MUITO FDP disse...

Bandido de o é seu pai Jorge Marcelo e a tua mãe por ter colocado um vagabundo mau caráter como você no mundo. Se Jogue de um prédio seu vagabundo burro e faça alguma coisa em benefício da humanidade.

Bento Lisboa disse...

Jorge Marcelo é um fake golpista. Deve ser um corno também. O coxinha desgraçado. Nunca disse nada e fez nada que valesse até o alimento que o babaca come.

Paulo Blanc disse...

O Davis está muito preocupado com sua insignificância, a sua sandice e a sua burrice. A distância em importância entre ambos é gigantesca. O articulista escreve por pensar, ter influência e ter talento. Você, Jorge Marcelo, morre de inveja e apenas lê quem tem talento e competência para escrever. Você é um imbecil, coxinha golpista!

Marcos Lúcio disse...

Um verdadeiro raio X da estapafúrdia e criminosa situação brasileira desesperadora do pós golpe...naturalmente com o apoio ou concordância dos midiotas coxinhas.Mais uma vez sua análise acurada, é indiscutível. Não há como negar, p.ex.: "Como viver em paz quando se sabe que juízes permitiram que se rasgasse a Constituição? Que se acumpliciaram com um golpe de estado abjeto e bananeiro? Como permitem que José Dirceu fique preso e toda essa cambada do PSDB, do PMDB, do DEM, do PP, do PSB e do PPS fique solta, a rir da cara da sociedade brasileira, que é tratada como idiota e otária? "