Google+ Badge

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

PF partidária joga a Zelotes no colo de Lula enquanto os sonegadores deitam e rolam

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre



A Polícia Federal continua a ser partidária e a querer ouvir, sistematicamente, um ex-presidente da República de esquerda, que governou e administrou o Brasil, a colocá-lo em um lugar nunca antes alcançado na comunidade internacional, além de respeitado pelos avanços conquistados pelo povo brasileiro, que pela primeira vez, desde os tempos de Getúlio Vargas, foi incluído no orçamento da União, bem como se tornou protagonista de sua própria história.

A PF está muito preocupada com a corrupção, bem como também com a luta política que se radicalizou neste País, a partir das manifestações de junho de 2013. E resolveu escolher seu lado: o lado à direita do espectro ideológico, o lado dos conservadores, dos políticos que defendem as causas do establishment nacional e internacional, do sistema de capitais que não aceita mais perder eleições presidenciais para partidos e políticos de esquerda, trabalhistas, e que possuem um projeto de recuperação deste País, em busca de sua autonomia e independência, além de beneficiar o povo em todas as áreas de atividade humana.

A resumir: a efetivação de inclusão e justiça social. Este processo é insuportável para a casa grande, pois já durava dez anos até que, em junho de 2013, coxinhas de classe média ensandecidos com a ascensão dos pobres começaram a protestar com a camisa da Seleção Brasileira, como se demonstrassem nacionalismo sem saber de fato do que se tratava, porque até então a classe média se encontrava quieta à espera de uma oportunidade para demonstrar sua rejeição com a ascensão social dos mais pobres. A classe medíocre e egoísta que não se importa com a riqueza abusiva dos ricos, mas se revolta com a melhoria de vida das classes mais desprivilegiadas. Esta é sua principal característica e o status quo sempre se aproveita dessa realidade.

Entretanto, além de insultar com virulência as pessoas e as instituições pela internet e mostrar a quem queira seus terríveis preconceitos, a classe média se especializou em bater panelas de barriga cheia, sem a mínima noção do que é verdadeiramente passar fome ou ficar desempregada, coisa que Lula e Dilma fizeram no decorrer de seus mandatos, com mais de 20 milhões de postos de trabalhos criados com carteira assinada, fato este que cooperou, em muito, para que a classe média se empregasse.

E assim os fatos se sucedem enquanto a Polícia Federal tão cônscia em ouvir Lula pela quarta vez, mas distraída ou leniente quando tem de realmente ir atrás dos ricaços denunciados pela Operação Zelotes, que desviaram quase R$ 20 bilhões e até agora, com a aquiescência da Justiça, do MP e da PF estão leves, soltos e fagueiros a perambular pela vida, a gozá-la e a gastar seus muitos dinheiros, rindo e debochando da cara do contribuinte brasileiro, que às duras penas paga seus impostos na fonte, na boca do leão da Receita Federal.

O problema da PF e de seus delegados partidarizados à direita, sendo que alguns foram até apelidados de delegados aecistas do Paraná da Vara do Moro, é que eles, tais quais os meios de comunicação dos magnatas bilionários de imprensa, tem problemas para investigar os ricaços da Zelotes, porque acometidos também de profunda amnésia, que os levam a se preocupar com questões de medidas provisórias, a fim de não somente envolver o ex-presidente Lula, mas também seu ministro, Gilberto Carvalho, bem como seu filho, o Lulinha.

Medidas provisórias assinadas por um mandatário para melhorar o setor automotivo, a eximi-lo de algumas taxas e impostos, a fim de baratear os preços dos carros e, consequentemente, facilitar a compra de veículos por parte dos consumidores e, com efeito, girar a roda da economia. Medidas provisórias também assinadas desde o fim da década de 1990, ainda no Governo FHC, para beneficiar a indústria automobilística, que possui uma enorme cadeia produtiva, que inclui lojas de autopeças, postos de gasolina, oficinas mecânicas, dentre outros segmentos que movimentam a economia e geram empregos.

O que se pode esperar de delegados e promotores que se baseiam em notícias de órgãos de imprensa conservadores e historicamente reacionários quanto ao desenvolvimento do Brasil e de sua população? Delegados ideologizados e partidarizados, que não tem a mínima disposição para investigar escândalos a exemplo de HSBC, Trensalão, Metrozão, Lista de Furnas, aeroportos em terras de parentes de Aécio Neves, o Helicoca com quase meia tonelada de cocaína, as criminosas privatizações do Governo FHC, Banestado, Mensalão Tucano, dentre inúmeros casos de corrupção cujos protagonistas são os políticos do PSDB, partidos aliados, além de seus apoiadores da iniciativa privada, que cinicamente vivem do dinheiro do Governo, como ocorrem com as empresas familiares dos magnatas bilionários de tradição golpista.

Isto tudo acontece porque a Polícia Federal e seus delegados tem lado, cor ideológica e preferência partidária, em plena atividade pública, a serviço do País, o que é um absurdo nada republicano, porque estão a fazer política, equivocadamente. Contudo, eles não tem votos e não participaram de eleições para ocupar os cargos mais importantes da República, que são conquistados nas urnas pela vontade e o desejo soberano do povo brasileiro.

Esses delegados, como os promotores, são servidores públicos, que deveriam trabalhar com isenção e tratar de combater a corrupção sem escolher os partidos, as ideologias, as correntes e os pensamentos políticos, que vão ser observados e investigados. Delegado da PF é servidor público concursado e muito bem pago pelo seu patrão: o contribuinte — o cidadão brasileiro. A este cidadão a PF deve satisfações, até porque a sociedade não é idiota e sabe muito bem perceber quando autoridades públicas estão a fazer proselitismo político, que é o caso de muitos delegados, promotores e juízes, que vazam informações e dão opiniões e juízos de valores sobre pessoas que respondem a processos e ainda vão ser julgadas, fatos esses que, sem dúvidas, são uma afronta ao estado de direito.

Enquanto Lula depõe na PF, seu depoimento é vazado quase que instantaneamente para o Jornal Nacional da TV Globo, parceira política de certos delegados que abusam de seus cargos de poder para fazer oposição ao Governo Dilma e que desejam, evidentemente, impedir a volta de Lula à Presidência da República, em 2018. Uma lástima é o sistema judiciário brasileiro (Justiça, MP e PF). Muitos pensadores do Direito o consideram o Poder mais corrupto de todos, enquanto o povo pena ainda para ter acesso a uma Justiça igualitária e republicana. A Justiça não se democratizou. Ainda é um nicho de influência e poder da burguesia.

E por quê? Porque, mal ou bem, o Congresso corta na carne quando um de seus membros incorre em malfeitos. No Executivo, até presidentes caem ou são derrubados. Porém, o Judiciário é um problema gravíssimo. Trata-se de uma caixa preta fechadíssima, extremamente corporativista e violenta quando tem seus interesses contrariados, como ocorre quando seus integrantes querem aumento salarial, um orçamento maior para suas instituições ou influenciar na política brasileira. São arrogantes e presunçosos, o que é uma redundância, pois divorciados dos anseios do povo brasileiro, com raras exceções, pois muitos deles se comportam como príncipes.

A verdade é que essa gente de pouco saber e compreensão sobre política quer o poder. Delegados, promotores e juízes são, em sua maioria, de classe média e média alta. Eles são irremediavelmente a classe coxinha que nunca mandou de fato na República e agora estão com a faca e o queijo nas mãos e pensam em tomar conta do poder central, que é a Presidência da República e seus ministérios, com o objetivo de tutelar suas ações e governanças, sem ter um único voto popular que os autorize a fazer política em prol da oposição e determinar sobre as políticas públicas sem passar pelo crivo das urnas.

Trata-se da classe média coxinha vestida de preto, inebriada com o poder, como ocorreu em 1964, quando magistrados se aliaram aos golpistas. Agora, percebe-se o mesmo ódio e rancor para chegar ao poder, porque essas autoridades pagas a peso de ouro pelo povo representam os anseios das classes médias, que nunca tiveram voz para nada, pois sempre optaram por ser o rabo das classes abastadas, que nunca as aceitaram como parte de um mesmo corpo social. A mesma coisa poder-se-ia dizer da classe trabalhadora, que nunca confiou na classe média, porque a verdade é que a classe dos coxinhas não é realmente uma classe, porque não é organizada por não ser patronal e nem trabalhadora, no sentido tradicional, no que diz respeito ao capital e ao trabalho.

Lula não roubou, como também não rouba Dilma Rousseff. Pelo contrário, é exatamente nos governos deles que a PF teve liberdade para investigar, além de receber recursos orçamentários, materiais e de pessoal como nunca antes aconteceu neste País. Brizola e Getúlio também não roubaram, apesar das acusações da direita, proprietária da casa grande e de seus conglomerados midiáticos, nas tentativas inócuas de acusá-los de corruptos, quando os corruptos são aqueles que, além de representar os interesses do establishment, ainda são capazes de apostar em golpes, sejam eles pela força das armas ou de caráter jurídico ou parlamentar, como ocorre agora no Brasil, mesmo a ser a sétima maior economia do mundo.

Os burgueses roubam este País há cinco séculos, a começar pela majoração dos produtos que eles controlam e vendem. Os grandes empresários quando querem sabotam a economia e, com efeito, valem-se da inflação para fazer oposição aos governos que eles não apoiam, que é o caso dos presidentes petistas, e, no passado, petebistas. A Fiesp, a Firjan e suas coirmãs, que atuam em outros estados da Federação, são lideranças que sempre se posicionaram contra os governos progressistas que foram eleitos no Brasil a partir do advento da República.

Entidades patronais pródigas por fazer um pato mambembe desfilar contra os impostos, ao ponto de criarem o impostômetro. Todavia, como são malandros e por isto não dão ponto sem nó, jamais tais empresários vão fazer com que os patos espertalhões e sorrateiros deles apoiem a implementação de um sonegômetro, porque, como se sabe, basta a operação Zelotes na qual gente muita rica está envolvida, ao ponto de quase R$ 20 bilhões terem sido sonegados e até hoje a PF, o MP e Justiça não prenderam os meliantes, termo muito usado por policiais, que hoje estão “deverasmente” dispostos a ouvir o presidente Lula, implicar seu filho, o Lulinha, em qualquer crime que possa desconstruir a imagem de seu pai, bem como creditar ao ex-ministro Gilberto Carvalho a culpa por o setor automotivo ter recebido desonerações e desobrigações de algumas taxas, coisa que se fazia desde o governo do tucano FHC.

Fernando Henrique Cardoso — o Neoliberal I — é um ser “divino” e inimputável para a burguesia e sua polícia de elite representada pelos delegados federais atucanados, como também o são seus correligionários e aliados. No Brasil, tucano pode fazer tudo. Até corromper e ser corrompido, que não tem problema, porque são realmente, até agora, i-nim-pu-tá-veis! O motivo? Eles estão acima dos ditames da Constituição, ou seja, das leis brasileiras. Fazem o que querem ao ponto de um político mequetrefe do PSDB dizer certa vez que nunca seria preso porque não é petista. Surreal, mas é a mais pura verdade.

Se a PF e o MP fossem tão bons e competentes, como se autodenominam, certamente haveriam de perceber para investigar a corrupção na Petrobras já nos tempos de FHC — o Príncipe da Privataria —, que suspendeu a Lei de Licitações para a mais importante estatal brasileira. Isto mesmo, com a suspensão da lei obviamente que as facilidades de os corruptos cometerem seus crimes aumentaram. Considero desfaçatez e despropósito, por exemplo, um presidente da República da grandeza de Lula ter seu depoimento vazado por um meganha da PF que, certamente, por causa de sua ignorância e total falta de discernimento, considera-se melhor e mais importante do que o maior presidente da República que este País já teve, a acompanhá-lo Getúlio Vargas.

As pessoas que me leem pensam que eu estou a defender o PT e o Governo Trabalhista independente de qualquer coisa. Ledo engano. Faço críticas ao PT e ao Governo Dilma, mas considero intolerável a direita brasileira, uma das mais atrasadas e cruéis do mundo, apostar no quanto pior melhor, a ter como única plataforma o impeachment de quem não cometeu crimes de responsabilidade e prejudicar gravemente a economia do País, porque não se conforma em perder o controle do orçamento da União, bem como não aceita a derrota nas urnas. A quarta, diga-se de passagem.

Lula está aí, para o que der e vier. E não vai ser processado e muito menos preso. Ele, como Getúlio, Jango, Brizola e Dilma, não é ladrão do povo brasileiro. Ladrões são outros personagens. Protagonistas históricos não se lambuzam com malfeitos. Quem se lambuzam são exatamente aqueles que transformaram o Brasil em um pardieiro para se locupletarem. Há séculos roubam o povo, seja nos comércios ou nos altos escalões dos governos e da iniciativa privada. O tempo vai comprovar, como comprovou em relação aos mandatários trabalhistas acusados no passado de cometerem crimes que nunca cometeram.

A direita não pensa o Brasil e odeia de morte quem ousa pensá-lo. Não tratem os brasileiros como idiotas. A Polícia Federal partidária joga a Operação Zelotes no colo de Lula, enquanto os sonegadores e corruptos deitam e rolam. Pensa que o povo é bobo... E os R$ 20 bilhões sonegados pelos ricaços? Não vão atrás? Enquanto isso os tucanos do PSDB batem asas livremente. Com a palavra os delegados, os juízes e os promotores udenistas pagos pelo povo brasileiro. É isso aí.

Veja a lista das empresas que constam na Operação Zelotes, que os delegados da PF e os promotores não conseguem enxergar, porque o foco político e partidário deles é o Governo Trabalhista, o PT, o Lula e seu filho — o Lulinha.

Banco Santander - R$ 3,34 bilhões
Banco Santander 2 - R$ 3,34 bilhões
Bradesco - R$ 2,75 bilhões
Ford - R$ 1,78 bilhões
Gerdau - R$ 1,22 bilhões
Boston Negócios - R$ 841,26 milhões
Safra - R$ 767,56 milhões
Huawei - R$ 733,18 milhões
RBS - R$ 671,52 milhões
Camargo Correa - R$ 668,77 milhões
MMC-Mitsubishi - R$ 505,33 milhões
Carlos Alberto Mansur - R$ 436,84 milhões
Copesul - R$ 405,69 milhões
Liderprime - R$ 280,43 milhões
Avipal/Granoleo - R$ 272,28 milhões
Marcopolo - R$ 261,19 milhões
Banco Brascan - R$ 220,8 milhões
Pandurata - R$ 162,71 milhões
Coimex/MMC - R$ 131,45 milhões
Via Dragados - R$ 126,53 milhões
Cimento Penha - R$ 109,16 milhões
Newton Cardoso - R$ 106,93 milhões
Bank Boston banco múltiplo - R$ 106,51 milhões
Café Irmãos Júlio - R$ 67,99 milhões
Copersucar - R$ 62,1 milhões
Petrobras - R$ 53,21 milhões
JG Rodrigues - R$ 49,41 milhões
Evora - R$ 48,46 milhões
Boston Comercial e Participações - R$ 43,61 milhões
Boston Admin. e Empreendimentos - R$ 37,46 milhões
Firist - R$ 31,11 milhões
Vicinvest - R$ 22,41 milhões
James Marcos de Oliveira - R$ 16,58 milhões
Mário Augusto Frering - R$ 13,55 milhões
Embraer - R$ 12,07 milhões
Dispet - R$ 10,94 milhões
Partido Progressista - R$ 10,74 milhões
Viação Vale do Ribeira - R$ 10,63 milhões
Nardini Agroindustrial - R$ 9,64 milhões
Eldorado - R$ 9,36 milhões
Carmona - R$ 9,13 milhões
CF Prestadora de Serviços - R$ 9,09 milhões
Via Concessões - R$ 3,72 milhões
Leão e Leão - R$ 3,69 milhões
Copersucar 2 - R$ 2,63 milhões
Construtora Celi - R$ 2,35 milhões
Nicea Canário da Silva - R$ 1,89 milhão
Mundial - Zivi Cutelaria - Hércules - Eberle - Não Disponível
Banco UBS Pactual SA N/D
Bradesco Saúde N/D
BRF N/D
BRF Eleva N/D
Caenge N/D
Cerces N/D
Cervejaria Petrópolis N/D
CMT Engenharia N/D
Dama Participações N/D
Dascan N/D
Frigo  N/D
Hidroservice N/D
Holdenn N/D
Irmãos Júlio N/D
Kanebo Silk N/D
Light N/D
Mineração Rio Novo N/D
Nacional Gás butano N/D
Nova Empreendimentos N/D
Ometo N/D
Refrescos Bandeirantes N/D
Sudestefarma/Comprofar N/D
TIM N/D
Tov N/D
Urubupungá N/D
WEG N/D
Total - R$ 19,77 bilhões

PS: Agora vamos à pergunta que não quer calar: Por que somente os empresários de construtoras são presos? E os empresários dos diferentes segmentos da lista publicada?

PS2: Ainda tem o HSBC, o Metrozão, o Trensalão, a Lista de Furnas, o Helicoca, a Sabesp, o Mensalão Tucano, o Banestado, os Aeroportos nas terras de parentes de Aécio, a Telefonia, a Vale, as Privatarias, a compra de votos para a reeleição de FHC, a Pasta Rosa, o Apagão de um ano e meio de FHC, o naufrágio da Plataforma P-36, etc etc etc... Ufa!


PS3: Sugiro que a Justiça, a PF e o MP comprem, urgentemente, óculos de altos graus para juízes, delegados e promotores udenistas. Talvez eles passem a enxergar o que o povo brasileiro enxerga há muito tempo. 

7 comentários:

Luiz Claudio C. Souza disse...

Maravilha de artigo. Esse Judiciário, essa PF, e este parlamento não merecem o Brasil.

Anônimo disse...

Dia destes descobri que um amigo meu petista era corno, contei tudo pra ele e sua resposta foi: Vou continuar casado sim, vou me separar e colocar quem? Você acha que ela inventou a traição? As mulheres já traiam antes dela. Hoje, eu com 13 anos de casado tenho mais dinheiro e faço mais sexo do que antes dela. Vai dizer que minha vida não melhorou ao lado dela? E não quero saber de investigação de paternidade, isso é ódio que os solteiros têm dos casados. Gente pessimista, vai estudar!

Horácio Peralta disse...

Está falando de você vagabundo?

Jorge Marcelo disse...

Teoria das vacas

SOCIALISMO
Você tem duas vacas, o governo toma uma e dá para seu vizinho que não tinha nenhuma.

COMUNISMO
Você tem duas vacas, o governo toma as duas e dá a você um pouco de leite diariamente.

FASCISMO
Você tem duas vacas, o governo toma as duas e vende a você o leite.

NAZISMO
Você tem duas vacas, o governo mata você e toma as duas vacas.

BUROCRACIA DE ESTADO
Você tem duas vacas, o governo toma as duas, mata uma e joga o leite da outra fora .

DEMOCRACIA
Você tem duas vacas, vende as duas para o governo, muda para a cidade e arruma um emprego público.

ANARQUISMO
Você tem duas vacas, mata as duas e faz um churrasco.

CAPITALISMO SELVAGEM:
Você tem duas vacas, vende uma, compra um touro e o governo toma os bezerros como imposto de renda na fonte.

PETISMO
Sua vaca sumiu, ninguém sabe, ninguém viu !!!!

Paulo Blanc disse...

Aí, Jorge Burraldo, débil mental dos quatro costados e coxinha totalmente analfabeto político, nunca li um texto seu. Você escreveria um para publicação?

Anônimo disse...

Helioca rima com mandioca....

Já dizia o bom, velho, vivido e tostado pescador:
Pra pacu pequeno, pesque com minhoca.
Pra pacu grande, meu fio, pesque mesmo é com mandioca.
Lista dos que estão presos:
Zé Dirceu

Genoino

Vacari

Delubio

Palocci

joão Paulo Cunha

A cueca

O Dunha

O ..........
o Rapa Cara não, o Davis bão, o vereador não...
Eu sou livre.....

Pobre

E não acho que o vento vem e vai como a mandioca....

Assinado.........





x

TUCANALHA FDP disse...

Enfia a mandioca e a lista de escândalos do PSDB no teu rabo.