Google+ Badge

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Globo persegue Dirceu, mantém o linchamento público e evita ir à Suíça tucana

Por Davis Sena Filho – Blog Palavra Livre


O ex-ministro da Casa Civil e político histórico do PT, José Dirceu, continua em sua via crucis mesmo depois de condenado à prisão. Dirceu precisa trabalhar para diminuir sua pena. Qualquer preso em regime aberto ou semiaberto necessita do trabalho para se ocupar e ser reintegrado à sociedade.

Trata-se de um direito previsto em Lei e mesmo assim os magnatas bilionários donos da imprensa venal continuam a perseguir o petista, de forma infame e covarde ao fazer de tudo para impedir que José Dirceu consiga um emprego e, consequentemente, passe a gastar seu tempo a executar algum serviço laboral, no caso dele assumir um posto de gerente no Hotel Saint Peter.

O problema do militante do PT é que ele é alvo dos jornalistas pagos pelos barões da imprensa comercial e privada. As principais redações enviaram repórteres ao Panamá porque descobriam que a empresa de hotelaria foi comprada por intermédio de um laranja em uma operação classificada como ilícita.

Agora, vamos à pergunta que teima em não se calar: o que o líder petista tem a ver com isso? Respondo: Nada! Contudo, os verdugos da imprensa de negócios privados continuam em seus périplos de terror, com a finalidade de prejudicar José Dirceu e para isso fazem ilações maldosas, “reportagens” maledicentes, que induzem as pessoas a pensar mal do petista e torcer para que algum juiz conservador do STF impeça o político socialista de sair da prisão para trabalhar e, por conseguinte, diminuir sua pena.

A imprensa burguesa é infame e sua infâmia a leva, inexoravelmente, ao descrédito e à total desconfiança de milhões de brasileiros que há muito tempo desconfiam do jornalismo meramente declaratório e de apelo escandaloso de uma imprensa mercantilista que somente pensa em seus negócios financeiros e que não tem compromissos quaisquer com a Nação brasileira.

Se José Dirceu não conseguir ser contratado, vai ter de ficar encarcerado, porque vai ser impedido de sair, pois o regime semiaberto não permite que a pessoa saia sem ter sido contratada para trabalhar. Com a perseguição da imprensa corporativa, as empresas vão ter medo de contratar alguém que é seu alvo, pois os empresários não querem ter seus negócios de devassados, de forma impiedosa e sem o mínimo cuidado com a realidade dos fatos.

A Rede Globo enviou uma equipe para o Panamá, porque um dos sócios do hotel é de lá. E aí sabe como é que é, né? José Dirceu quer um emprego em tal hotel... E daí? Enquanto isso os escândalos do trensalão e do metrosalão tucanos de mais de R$ 1 bilhão, “o maior propinoduto da história do País”, poderiam alardear as manchetes dos jornais da velha imprensa, o que, seguramente, os bárbaros não vão fazer.

Escândalos de corrupção que tramitam no Judiciário suíço, pois denunciados por empregados das multinacionais da Alstom e da Siemens e investigados pelo Ministério Público Federal da Suíça não mereceram uma viagem dos repórteres da Globo ao país alpino, pois o que interessa ao Jornal Nacional é o Panamá, fato este que tem a intenção de atingir José Dirceu e por tabela o governo popular de Dilma Rousseff, o PT “e tudo o que está aí”, como afirmavam, de forma alienada mas perversa, muitos dos coxinhas reacionários que foram às ruas em junho, sem, no entanto, saber pontualmente por que estavam a protestar, por falta de pauta, de conhecimento das realidades brasileiras, porém, com a certeza de compreender que são por índole e instinto politicamente conservadores.

O Ministério Público anunciou há dois dias que houve superfaturamento de R$ 1 bilhão em reformas de trens em São Paulo na administração de José Serra. A verdade é que se houvesse uma devassa nas contas públicas nos últimos 20 anos de administrações do PSDB em São Paulo, os valores seriam inimagináveis, porque somente se fala em bilhões quando se trata das investigações efetivadas pelo MP. E a Globo se cala, pois cúmplice e irmã siamesa dos tucanos paulistas. Por sua vez, quando se trata de José Dirceu e do PT...

Não há cego que não enxergue tão grande patifaria midiática; não há surdo que não ouça sobre os escândalos de corrupção bilionários dos tucanos; e não há mudo que não fale sobre esses casos. Não adianta esconder o sol com a peneira, porque quando começar o horário político eleitoral em 2014, o PT vai tratar desses assuntos.

Temas que vão ser abordados de forma direta com o cidadão eleitor, que vai ouvir outras versões, pois que até agora a versão que é difundida e repercutida é a da mídia historicamente golpista, que censura e esconde os crimes dos tucanos e, por seu turno, alimenta uma campanha sistemática e intermitente contra o PT, os presidentes trabalhistas, os governos populares e o programa de governo que incluiu mais de 50 milhões de brasileiros.

Por que a imprensa de mercado trata diferente o cartel tucano e a AP 470?  Todo mundo sabe disso, até os que votam no PSDB. O que está a acontecer no Brasil em plena vigência do estado democrático de direito é a intromissão nada republicana do sistema midiático privado na vida brasileira, no que diz respeito à soberania das instituições e à desconstrução das imagens dos políticos eleitos legalmente e constitucionalmente pelo povo brasileiro.

A imprensa empresarial, juntamente com o STF e a PGR, quer pautar a agenda governamental e governar no lugar dos presidentes eleitos, ainda mais quando os mandatários que estão no poder são trabalhistas e de esquerda. Esses fatos e realidades acontecem com as lideranças políticas em toda a América Latina. Basta não abaixar a cabeça para o establishment. José Dirceu tem direito ao semiaberto, e, portanto, tem de ter acesso ao trabalho, apesar de a Globo fugir da Suíça como o diabo foge da cruz. É isso aí.  

15 comentários:

Jorge Marcelo disse...

Davis, trabalhar para uma empresa criada à base da maracutaia é um mero detalhe, né??!! Não me surpreende nada vindo de você, "jornalista" acostumado a trabalhar para políticos corruptos

Edson Santana disse...

Esse Jorge Marcelo é um pulha. Já li várias vezes as suas sandices. Quem é esse cara falar com tanta arrogância e prepotência? Nada vezes nada! Apenas se trata de um boçal ignorante, de perfil fascista e que pensa que um articulista do nível intelectual do Davis Sena Filho está muito preocupado com as merdas que esse tucanalha fala ou deixa de falar. Se enxerga, babaca! Você lê um texto desse e nem interpretá-lo sabe. Fascistazinho de merda! Todo mundo deve rir das suas anseiras e de suas demências.

Jorge Marcelo disse...

NOSTRADAMUS, em suas Centúrias , escreveu com tanta exatidão que nos faz acreditar que conhecia o Lula. Fragmentos de um texto de Nostradamus:
'E próximo do terceiro milênio uma besta (seria o Lula???) barbuda (céus,é ele!!!) descerá triunfante sobre um condado do hemisfério sul (Brasil???); espalhando desgraça e a miséria.' (acho que se trata da reforma da previdência ou a corrupção institucionalizada ou ainda o mensalão). ' ...Será reconhecido por não possuir seus membros superiores totalmente completos.' (epa!!! Cadê o dedinho?) ' ...Trará com ele uma horda (faz sentido... Palocci, Zé Dirceu, Dulci, Genoíno e Cia Ltda) que dominará e exterminará as aves bicudas (já tô ficando assustado... PSDB = Tucanos = ave bicuda!!!); e implantará a barbárie por muitas datas (Eleição da Dilma) sobre um povo tolo e leviano.' (PUTA QUE PARIU, é nóiiiiiiis !!!)

Henrique Cesar Rodrigues disse...

O contrato sigiloso confirma que a Globo pagava à DNA de Marcos Valério o “BV”, o Bônus de Volume, que nunca poderia ser considerado dinheiro público e muito menos ter sido desviado, pois se trata de uma relação particular entre duas empresas privadas, a Rede Globo e a DNA. No entanto o STF condenou Pizzolato por este “crime”.

CONTRATO SIGILOSO ENTRE A REDE GLOBO E A DNA DE MARCOS VALÉRIO: DRM/SUCOM/1351/04 - SÃO PAULO, 22 JUNHO 2004.

Isto a globo esconde e está na ação penal 470.

Para ler não é preciso recorrer ao Nostradamus. Seria uma grande falta de conhecimento (ou burrice, como queiram) recorrer a outros para expressar sua estupidez intelectual(?)

Parabéns Davis. Sempre elucidativo.

Anônimo disse...

Jorge Marcelo, besta é tu, besta é tu!

Anônimo disse...

Sabe o que eu acho, Henrique, é que no caso as duas empresas privadas são privadas no bom sentido, tá?. O problema é que a DNA era ligada no PT. Assim como várias e várias em São Paulo, No Rio. O verdadeiro absurdo hoje, sem sombra de dúvidas, é o tratamento destinado a José Dirceu e José Genoíno. Presos?
Já está errado. Amordaçados, em cárcere privado, ao lado de párias, sendo humilhados e execrados é o maior absurdo que e´stá Democracia produziu.
Ninguém - repito, ninguém - é santo nesta história. O PT cometeu seus pecados, mas destinar este tratamento à estes dois, e ninguém fazer nada, é a prova que este é um País, às vezes, de verdadeiros coxinhas. Que também, às vezes, nem merece o governo que tem.
Absurdo, absurdo, absurdo!

Anônimo

Henrique Cesar Rodrigues disse...

Perdoe-me, mas o anonimato é covardia e sem credibilidade, salvo em casos jurídicos específicos.
Segundo, temos uma elite, uma mídia, procuradores e até mesmo uma justiça, toda mancomunada com a com aquele Brasil da Casa Grande e Senzala.
Por exemplo o TRAIDOR DA PÁTRIA/FHC, era um sociólogo de esquerda, no seu início, e quando presidente do país pediu para esquecer tudo o que ele disse – ESSA PÔRRA DE HOMEM PÚBLICO NÃO PRESTA!
A elite de São Paulo, há quanto tempo só se preocupa com a mesmice burra de sempre!
É uma elite ridícula, uma merda de elite que acredita que o TRAIDOR DA PÁTRIA/ENTREGUISTA/FHC, quebrou várias vezes o país, é um ‘insuspeito’!
Me perdoe! Mas me perdoe mesmo! Vão prá PQP!
São Paulo são 12% do PIB. E o que essas merdas fizeram até hoje.
Ninguém comenta as mudanças constitucionais que o TRAIDOR DA PÁTRIA fez e que não é de uma hora para outra que se muda isso! A mídia e seus amestrados escondem isso!
E quando o avião presidencial, levava o Paulo Henrique Cardoso, mulher e filhas para passear em Punta del Este?
Imaginem se fosse o LULA!
E as centenas de conversas telefônicas entre Eduardo Jorge, braço-direito de FHC, e o juiz Lalau!?
E se fosse o LULA!?
Qual mídia ou amestrado de merda reclamou disso!?
E quando FHC disse: “EU TRAÍ OS INTERESSES DA PÁTRIA”. Colocaram o RABINHO NO MEIO DAS PERNAS e a mídia e seus merdas de amestrados – NADA!
Qual mídia ou amestrado de merda reclamou disso!?
Imagine se fosse o LULA!?
E quando FHC disse: “É BOM SER BRASILEIRO QUE NINGUÉM DÁ BOLA”!? A mídia e seus amestrados de merdas fizeram, até hoje, igual às galinhas “TOMARAM LÁ E SAÍRAM CANTANDO”!
E o procurador que esqueceu documentos cabais de um ‘roubo conservador há anos’ em sua GRANDIS gaveta!?
PÔRRA! E o tremsalão, a máfia do ISS/SP, os 100 bilhões da privataria, o mensalão tucano desde 04/jul/1998 na mão do herói da pátria/Joaquim, a compra de votos para a emenda da reeleição do TRAIDOR DA PÁTRIA,...............
Temos coisas para extirpar, resolver e, PRINCIPALMENTE, organizar a coisa pública que em 500 anos só expoliaram o povo brasileiro.
O POVO BRASILEIRO É O QUE VERDADEIRAMENTE CARREGA O PROGRESSO DO PAÍS.
Essa elite de merda, essa mídia golpista e partidária nunca gostou do seu país!

SEGUNDO O MAIOR HISTORIADOR DO SÉCULO – Eric Hobsbawm – LULA FOI O VERDADEIRO INTRODUTOR DA DEMOCRACIA NO BRASIL.

E é só pelo povo que se muda um país.
A mídia brasileira, a merda da elite, procuradores esquecidos, STF com a faca no pescoço(totalmente comprovado através de escutas telefônicas), ANONIMOS, amestrados, coxinhas,..........ISSO NUNCA AJUDARÁ NOSSO PAÍS!
É MUITO CÔMODO (conservador), DIZER QUE ‘NÃO HÁ SANTO NESTA HISTÓRIA’.
Prefiro ajudar a mostrar a realidade que é escondida dos brasileiros e o progresso que está acontecendo.
Se eu mostrar e provar para ‘meia pessoa’ a realidade será uma vitória enorme para mim.
E, PARA ISTO, SEMPRE CONTEI COM O VERDADEIRO ESPAÇO DEMOCRÁTICO E CIDADÃO DO GRANDE DAVIS SENA FILHO.
Parabéns Davis pela verdadeira democracia.

Otto Lima disse...

Perdoem-me por me desviar do foco, mas já que estamos falando da imprensa privada (no "lato sensu" da palavra), vou citar o principal assunto desta semana, que aliás também tem relação com o pensamento dos barões da mídia tupiniquim.

A revista Veja publicou neste fim de semana uma matéria especial sobre a vida e a trajetória de Nelson Mandela, mas o que poucos sabem é que 30% do Grupo Abril pertencem hoje ao grupo sul-africano Naspers, que foi o braço midiático do apartheid. Dos quadros do Naspers emergiram três primeiros-ministros desse regime:

O primeiro foi Daniel François Malan, que foi chefe de governo da África do Sul desde a independência do país, em 1948, até 1954, período em que se estabeleceu a segregação racial como política de estado.

O segundo foi Hendrik Frensch Verwoerd, que governou o país de 1958 até o seu assassinato, em 1966. Os principais marcos de sua administração foram o massacre de Sharpeville, a proibição do Congresso Nacional Africano (CNA), do Partido Comunista Sul-Africano (SACP) e de outros partidos de oposição e a prisão de Mandela e de outros líderes desses partidos. Aliás, como resposta ao massacre de Sharpeville, Madiba fundou a organização Umkhonto We Sizwe (A Lança da Nação, no idioma zulu), braço armado do CNA.

O terceiro foi Peter Willem Botha, que foi primeiro-ministro da África do Sul de 1978 a 1984 e, apesar da crescente oposição global ao regime do apartheid, contou com o apoio do presidente dos EUA, Ronald Reagan, e da primeira-ministra do Reino Unido, Margareth Thatcher (coincidência ou não, "deuses" da mitologia neoliberal). Violando um embargo estabelecido pelo Conselho de Segurança da ONU, em uma transação clandestina envolvendo diamantes, a África do Sul recebeu armas dos EUA, do Reino Unido e de Israel, armas essas que foram usadas contra os governos comunistas de Angola e Moçambique e na ocupação da Namíbia, de onde partiam as incursões de mercenários, forças especiais e tropas regulares sul-africanas para o território angolano. Os sionistas ainda colaboraram com o apartheid no desenvolvimento de armas nucleares.

Henrique Cesar Rodrigues disse...

É como diria meus amigos índios: é uma explicação "AÇU" (grande e considerável).

Como não seguir o PALAVRA LIVRE com o Davis e o Otto!?

Obrigado e parabéns.

Otto Lima disse...

Eu é que agradeço, Henrique!

Otto Lima disse...

O regime do apartheid, que vigorou desde a independência da África do Sul, em 1948, até a posse de Nelson Mandela como o primeiro presidente negro do país, em 1994, estabeleceu a segregação racial como política de estado, mas a mesma já estava enraizada na cultura sul-africana havia muito tempo. No fim do século XIX, durante a colonização britânica, um jovem advogado indiano que trabalhava para uma empresa de um conterrâneo seu foi vítima e testemunha do preconceito racial na África do Sul. A partir de então, sensibilizado por tal experiência, ele iniciou a sua militância política em prol dos indianos, que também eram vistos pelos brancos como seres inferiores, apenas um ou dois degraus acima dos negros nativos.

Em 1915, quando seu nome já era conhecido em todo o Império Britânico, ele retornou à Índia e prosseguiu em sua luta pacífica até ser assassinado, em 1948. Embora não tivesse conseguido impedir a violência sectária entre hindus e muçulmanos, que ainda hoje persiste na região, ele conseguiu a independência de seu país.

Seu nome: Mohandas Karamchand Gandhi.

Jorge Marcelo disse...

Esse Henrique Índio é muito chato. Ninguém lê as baboseiras que ele escreve.
Davis, como vai o João Mendes de Jesus?

Henrique Cesar Rodrigues disse...

O que se vê na mídia brasileira é uma obsessão coletiva em prol dos barões midiáticos e dos seus partidos políticos – tudo em detrimento do povo brasileiro.
Tudo o que é ruim no país é culpa do presidente do país – porque é do PT.
FHC traiu os interesses da pátria, com 100 bilhões da privataria quebrou 3 vezes o país, comprou sua reeleição,..., e a mídia o trata como ‘insuspeito’.

Henrique Cesar Rodrigues disse...

"A obsessão por culpar o presidente por tudo expõe esses jornalistas ao ridículo". ((Nobel de Psiquiatria Fernando Carvalho, da EFF, Madrid)

Quem a mídia acha que engana?
Os barões da mídia, as chefias de redação usam métodos empresariais para fazerem a censura e editando aquilo que não é a verdadeira informação.
Se analisarmos, essa censura da verdadeira informação, é muito mais eficiente quando as da ditadura.

Anônimo disse...

Sempre muito bem-vindos os seus comentários , Henrique... e, também,os do Otto. Quanto ao Davis, um show de inteligência, conhecimento e informação, habitualmente.
Marcos Lúcio